revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Gustavo G. Boog

Coach, consultor, palestrante e escritor, Diretor da Boog Consultoria.

É bom envelhecer de bem com a vida!

gustavo@boog.com.br

Contatar o autor

Artigos publicados na Revista Coaching Brasil

O resgate do humano: um benefício espiritual da pandemia

A pandemia pela qual estamos passando, e esperamos que passe logo, quer por uma vacina, quer por medicamentos, trouxe importantes consequências. Os impactos do Coronavirus, da triste perda de centenas de milhares de seres humanos aos reflexos econômicos e sociais, ainda deverão se manifestar por longo tempo, e serem avaliados e soluções implantadas para se voltar ao normal, ou seja, o... leia mais

9 minutos

Espiritualidade, organizações e pandemia

Espiritualidade A espiritualidade é fundamental na vida das pessoas e das organizações! Mas... esta afirmação é vista muitas vezes com desconfiança e pouco útil para a vida prática. Organizações precisam atender aos seus clientes, devem gerar resultados, e o lugar da espiritualidade é nos templos religiosos! Esta é uma típica reação que encontraremos ao abordar o tema. O... leia mais

13 minutos

Espiritualidade no dia a dia

Sempre que surge o tema da espiritualidade, numa conversa formal, num bate-papo entre amigos, numa sala de aula ou num seminário de líderes, usualmente surgem reações como: - por que estamos falando de “religião”? Esta conversa vai gerar confusão entre nós! - o assunto estava tão bom, agora não é a hora de se falar de espiritualidade!! Será que não perceberam que aqui não... leia mais

9 minutos

Motivação em tempos de Coronavírus

Estamos no meio de uma pandemia. O Coronavírus impactou de forma incrivelmente rápida o mundo inteiro, e a crise está aí, afetando a saúde e a economia. As consequências ainda não podem ser totalmente avaliadas. As crises são uma manifestação violenta e repentina de ruptura de equilíbrio e da “normalidade”. É um estado de dúvidas e incertezas, é uma fase difícil e grave, é um... leia mais

9 minutos

Envelhecimento: uma época de perdas?

Envelhecer causa mal-estar em muita gente.  A sociedade, as mídias valorizam muito a juventude, deixando pouco (ou nenhum) espaço para os idosos. Nesta fase da vida os limites físicos são crescentes e às vezes muito assustadores; o tempo parece escorrer pelos dedos, com a consciência de que já se viveu a maior parte das vidas; a identidade vai se modificando; muitos parentes e amigos... leia mais

9 minutos

Algo mais que faltava: espiritualidade

Como idosos, muitas vezes fica em nós a sensação de que falta algo. Não sabemos bem o que é, mas é um sentimento de ausência, de não estarmos completos, uma saudade de não sei o que. Ao darmos atenção à dimensão espiritual, poderemos encontrar novas formas de perceber a vida, nos sentirmos mais completos, curtir os bons momentos e lidar com sabedoria com as adversidades. Isto também... leia mais

9 minutos

Apego e desapego no envelhecimento

Há muitos anos o médico americano Dr. Donald Pachuta, disse “todos os meus problemas vêm de meus apegos”. É uma frase forte, com a qual concordo. A palavra apego é muito usada, mas o que realmente significa? Vejam alguns: ·       Sentimento de afeição, de simpatia, que une uma pessoa às pessoas ou coisas de que... leia mais

8 minutos

Você quer cair?

 Ninguém quer cair! Pode ser um tombo, onde vamos de encontro ao chão, ou uma queda psicológica, ficarmos para baixo, caídos, deprimidos. Ninguém quer isto! O Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas (FM/USP) oferece gratuita e periodicamente o curso de Prevenção de Quedas, com exercícios para fortalecimento da musculatura, para reforço do equilíbrio e... leia mais

9 minutos

Quem sou eu?

Conhecer a alma humana é uma busca que existe desde tempos antigos. Na Grécia Antiga, Hipócrates definiu 4 humores básicos: sanguíneo, colérico, melancólico e fleugmático. Jung definiu quatro tipos psicológicos, base de muitas abordagens que visam conhecer características pessoais e profissionais: intuição, sensação, pensamento e sentimento. Existem diversas outras abordagens e... leia mais

9 minutos

Bem-estar dos idosos

O rápido e intenso aumento da expectativa de vida no Brasil tem trazido grandes desafios para a sociedade, para as organizações e para os próprios idosos. Em poucos anos a parcela de idosos terá uma dimensão que não permite mais que eles sejam tratados como obsoletos e um peso para a sociedade. As pessoas querem envelhecer bem. Querem bem-estar. O que é o bem-estar do idoso? Bem-estar... leia mais

9 minutos

O que você tem feito de diferente?

Tarde de segunda-feira. Reunião de idosos, sentados em círculo, compartilhando suas vivências. A Coordenadora do grupo lança a pergunta O que você tem feito de diferente? Um longo silêncio. Momento de expectativa: “O que falarei?” Os participantes estampam em seus rostos expressões de dúvida: “o que virá? O que falarei?” Cada um pensa no que foi rotina e o que tem sido diferente,... leia mais

8 minutos

Para que estou vivendo?

Ao longo da vida somos impulsionados por muitos objetivos que queremos e precisamos alcançar, que refletem a busca por uma vida significativa. Quando crianças, somos estimulados (às vezes mandados) a estudar, para conseguir um bom emprego baseado em bons resultados escolares. Depois, quando jovens, uma boa escola para poder aprender, encontrar parceiros(as), construir relacionamentos, ter uma... leia mais

9 minutos

Mais velhos, mais sábios - Ed. 74

Os ciclos naturais, o das plantas assim como dos seres humanos, estão presentes. Há o tempo de arar a terra, o de semear, o de cuidar e o de colher. Na época atual as pessoas estão muito habituadas ao trabalho, veem seu valor nos cargos que ocupam e nos salários que recebem, e isto faz com que percam muitas dimensões de suas vidas. As pessoas têm dificuldades de usufruir o que plantaram a... leia mais

9 minutos

Escultor ou escultura?

Cada um de nós está e não é escultor ou escultura. Esta é uma escolha que muitos têm, pois nós estamos e não somos escultores ou esculturas. Muitos podem decidir por uma ou por outra, e, como em toda escolha, arcar com as consequências, e descobrir os caminhos e as possibilidades que podemos ter. Cabe destacar que muitos idosos não podem fazer essa escolha. Ser escultor significa ter o... leia mais

9 minutos

Não jogue fora suas competências!

Os idosos têm maturidade, experiência, competências e vivências para lidar com aspectos comportamentais e de relacionamentos, o que falta nas gerações mais jovens. Os muitos anos possibilitam esse positivo acúmulo, que um dia os jovens, ao se tornarem idosos, com certeza terão. Isso pode transformar-se em sabedoria, criando o arquétipo do “velho sábio”, na medida em que o idoso... leia mais

9 minutos

Que tal melhorar o relacionamento com os mais jovens?

Muitas vezes os idosos são percebidos como encrenqueiros, birrentos, insensíveis e cristalizados em suas ideias, principalmente nas relações com filhos, netos, sobrinhos, vizinhos e os mais novos de forma geral. Os jovens, por sua vez, são vistos como faltando com o respeito aos mais velhos, pessoas que não querem e não tem tempo para ouvir um conselho, veem os idosos como saudosistas que... leia mais

8 minutos

Como não virar um dinossauro

Os idosos querem e podem sentir-se úteis, contribuindo com sua experiência e competências para os destinos de suas famílias, amigos e comunidades. Muitas expressões que são usadas ferem a dignidade dos idosos, desvalorizando-os, causando tristeza e o sentimento de ser desrespeitado. Uma delas é: Você é um dinossauro!     Como idosos, devemos agir e resgatar nosso papel na... leia mais

9 minutos

Meu sobrenome sumiu! O coaching pode ajudar?

A aposentadoria é uma realidade que muitos não querem enfrentar. O nome aposentadoria é horrível, pois ser aposentado significa ficar no aposento e isso é o que as pessoas idosas menos querem. O aumento da longevidade proporciona algumas décadas adicionais de vida saudável, e a questão o que vou fazer em todos esses anos é muito crítica. Para explorar essa pergunta e trazer respostas... leia mais

8 minutos

Como comecei - ed 14

Em 1983 fundei a nossa consultoria, oferecendo um “sistema”. Porque esse nome? Entendemos que diversos serviços e produtos oferecidos preci­sam ser integrados, pois são interde­pendentes, e devem atender às ne­cessidades da boa gestão de pessoas e equipes dos clientes. O Coaching é um desses serviços. Desde o início de nossas atividades, centradas em programas de treinamento e... leia mais

6 minutos

Como tornar-se mais estratégico?

No Coaching, uma queixa frequente de profissionais, principalmente os de nível mais elevado, é o “estar atolado” em atividades operacionais e não poder se dedicar mais ao estratégico. Os planos estratégicos são vistos e revistos uma vez por ano, são alguns dias de discussão, e quando estão prontos, geralmente ficam guardados e com pouca relação com as atividades diárias. As... leia mais

9 minutos

Chega de ser lobo(a) solitário(a)!

O trabalho do coach, assim como o da consultoria, terapia, treinamento ou palestras é mui­to solitário, mas muito solitário mesmo! Apesar de estarmos muitas vezes num atendimento individual de Coaching ou frente a centenas de pessoas, a condu­ção das atividades é de uma pes­soa só. É o “one person” show. E essa pessoa somos nós. Se você se encaixa em uma des­sas situações,... leia mais

10 minutos

Eu preciso de Coaching?

O Coaching está cada vez mais difundido, e no turbulento mun­do das organizações, cada vez mais pessoas precisam desse tipo de serviço. Mas, na profu­são de ofertas que existem nes­sa atividade, é preciso cuidado para que o tempo e o dinheiro que você investir nessa ativida­de tenham um retorno positivo. O Coaching, conduzido em poucas e curtas reuniões, apóia pessoas que precisam... leia mais

8 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium