revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Edição #3 - Agosto 2013

Localize rapidamente o conteúdo desejado

Chega de ser lobo(a) solitário(a)!

O trabalho do coach, assim como o da consultoria, terapia, treinamento ou palestras é mui­to solitário, mas muito solitário mesmo! Apesar de estarmos muitas vezes num atendimento individual de Coaching ou frente a centenas de pessoas, a condu­ção das atividades é de uma pes­soa só. É o “one person” show. E essa pessoa somos nós.

Se você se encaixa em uma des­sas situações, com certeza já teve o famoso “friozinho na barriga” antes de começar um Coaching difícil, uma reunião para acertar os termos de um contrato de atendimento, ou ainda começar uma palestra para um grande grupo de participantes. É natural esse momento de expectativa e ansiedade, e ele retrata a vonta­de de fazermos um bom trabalho e, nesta hora estamos sós.

Gosto da imagem de que o coa­ch é como um guia que nos leva a percorrer florestas inexplora­das, pântanos perigosos, mon­tanhas íngremes e escarpadas. O guia pode nos indicar possi­bilidades, alertar sobre perigos de cada caminho, ajudar em dificuldades, mas o que o guia não pode fazer é caminhar por você ou tomar as decisões por você. Mais uma vez, o guia está só em seu papel.

A experiência acumulada, a for­mação acadêmica, os cursos e workshops feitos, as viagens pelo Brasil e ao exterior, a vi­vência das adversidades que a vida nos impõe e a realização de projetos dão uma base só­lida para a condução dos tra­balhos. Mas como cada caso é um caso, sempre vêm situações novas e, por mais objetivos que sejamos, sempre existem as nossas formas prediletas de ver, os nossos vieses de per­cepção, e isso pode nos levar a um diagnóstico errôneo, a não perceber certos aspectos da situação, e aí as decisões que teremos que tomar podem se tornar equivocadas. Como diz o ditado, se a única ferramenta de que dispomos é um martelo, tudo o que vemos são pregos.

Para ler este artigo completo...
Faça login ou conheça as vantagens de ser premium.
Faça seu login Veja as vantagens de ser Premium
Gostou deste artigo? Confira estes da mesma coluna:

Ultrapassando as barreiras dos relacionamentos!

Muitas pessoas têm sucesso, poder, status, mas sentem-se, por vezes, vazias, pois não estão alinhadas. É sobre isso que quero falar, sobre o alinhamento na área mais importante da sua vida, os bons relacionamentos, sem os quais, certamente, você sentirá dor! Como diz um conto Zen, a dor é como um punhado de sal. Se colocado num copo com água, ficará intragável, mas, num lago, será... leia mais

13 minutos

Zona de Conforto ou de Segurança?

E se eu te disser que tem mais uma? Lembro que uma de minhas preocupações, quando jovem, era de ter atitudes corretas. Hoje penso que mesmo não conhecendo o significado do que seria, eu já me preocupava; o que me induz a pensar que queria viver apenas na minha “zona de segurança”. É evidente que nos adaptamos ao meio em que vivemos ao mesmo tempo em que testamos nossos limites... leia mais

8 minutos

O que te dói?

Por uma dessas coincidências da vida, estava refletindo sobre um conflito pessoal outro dia, quando recebi uma mensagem de um velho amigo. A mensagem dele era sobre “mudanças”. Nossa, parece até que ele adivinhou que eu precisava perceber que não estava conseguindo mudar uma situação indesejada! Uma situação que estava me incomodando demais, uma situação de dor, e tudo por causa de... leia mais

12 minutos

Mulher Executiva - Entre mamadeiras e reuniões

Mulheres executivas crescem nas empresas do Brasil e preci­sam conciliar a vida profissional com a pessoal. Estudo apontou que empresas com mulheres em seus con­selhos de administração têm Ebtida 47,6% superior. Ebitda é a sigla em inglês para earnings before interest, taxes, depreciation and amortization, que traduzido lite­ralmente para o português significa: “Lucros... leia mais

6 minutos

Em casa de ferreiro, o espeto é de pau?

Fiquei muito feliz quando recebi o convite do Luciano, ainda mais para uma seção com o nome “Para refletir”! É uma grande satisfação compar­tilhar algumas de minhas impres­sões que, espero, provoquem ou­tras mais em vocês também. Coaching é um processo tão rico, tão efetivo, não é mesmo? Seja qual for o estado desejado que se queira, ele é aplicável. Não há... leia mais

10 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium