revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Edição #44 - Janeiro 2017

Localize rapidamente o conteúdo desejado

Criando uma cultura de Coaching: Coaching Interno

Plano de Fundo

Em 2011, eu fui convidada para liderar o desenvolvimento de uma estratégia de cultura de Coaching Interno em uma grande organização do setor público no Canadá. O objetivo era criar uma cultura de Coaching, onde funcionários teriam acesso a serviços de Coaching e onde os líderes adotariam um estilo de liderança de Coaching. A oportunidade surgiu com o resultado de uma decisão estratégica para apoiar líderes ao terem as conversas necessárias para melhorar o desempenho.

A estratégia imperativa para um programa de Coaching Interno

A menos que você possa ligar Coaching Interno a uma estratégia imperativa, você irá lutar com um apoio sistêmico; ele poderá ser visto como outra linha de negócio. O melhor posicionamento é vinculá-lo a uma mudança de cultura – uma cultura de Coaching para apoiar o negócio e o desenvolvimento dos funcionários. No nosso caso, tratou-se de desenvolvimento de liderança para que o público fosse melhor atendido. Isto é o que Sinek enquadra como “Comece com um por quê”.

Para criar a estratégia de Coaching, nós entrevistamos os interessados chave em todos os níveis da companhia, para entender onde estavam as oportunidades e as questões. Nós também realizamos uma análise das organizações do setor público e aprendemos que havia apenas uma organização que havia capacitado alguns funcionários para treinar em 10% do seu tempo, ou ao mesmo tempo em eles realizavam seus trabalhos principais. Nossa pesquisa no Reino Unido e na Austrália indicou que houve alguns estudos de caso, então nós entrevistamos sobre criar culturas de Coaching, tais como Dr. Peter Hawkins da Universidade de Manchester (Reino Unido) e Natalie Ashdown (Austrália). Havia poucos livros e artigos escritos na época em que formamos nossas opiniões, no entanto, culturas de Coaching estavam começando a emergir como uma estratégia de desenvolvimento nas corporações.

É importante assegurar que a estratégia de Coaching apoie a mudança de cultura desejada ao nível mais alto e que apoie o negócio diretamente. Nós adotamos a definição de (uma) cultura de Coaching de Thomas Crane. Ele diz que uma cultura de Coaching está presente quando:

“... todos os membros da cultura destemidamente se engajam em conversas sinceras e respeitosas... sem restrições por relatar relacionamentos, sobre como podem melhorar suas relações de trabalho e o desempenho individual e do trabalho coletivo. Todos aprenderam a valorizar e usar o feedback eficientemente, como uma ferramenta poderosa de aprendizado para produzir desenvolvimento pessoal e profissional, relações de trabalho altamente confiáveis, melhoria contínua do desempenho no trabalho e crescente satisfação do cliente.”

Para ler este artigo completo...
Faça login ou conheça as vantagens de ser premium.
Faça seu login Veja as vantagens de ser Premium
Gostou deste artigo? Confira estes da mesma coluna:

Contribuições da AIT para o Coaching de Vida

O Coaching tem crescido vertiginosamente nos últimos anos, tanto no Brasil como mundialmente, sendo ferramenta eficaz nos processos de aprendizado, liderança, desenvolvimento humano e organizacional. O mesmo fenômeno está acontecendo com a Psicologia Transpessoal (PT) e com a Abordagem Integrativa Transpessoal (AIT). O objetivo do Coaching de vida é fazer com que o cliente equilibre todas... leia mais

13 minutos

A mudança de moralidade já aconteceu

Quando escrevi os Movimentos Humanos em 2014, o primeiro deles, A Desestruturação – movimento que aponta a quebra de estruturas que sustentam o status quo consolidado –, foi o mais óbvio a ser notado e explicado. De lá para cá, já andamos fortemente e retrocedemos rapidamente em diversos pontos. Ora ficava feliz ao perceber que estávamos escolhendo um novo status quo que se mostrava... leia mais

13 minutos

Situações complexas em coaching executivo relativas ao coachee

Apresentado no Converge por Ana Pliopas O nome da conferência da ICF, converge, pode ser visto como a convergência entre ciência e prática em coaching. Apresentar o resultado de pesquisa acadêmica no converge amplia o diálogo entre temas que pesquisadores aprofundam em seus estudos e assuntos instigantes com os quais coaches se deparam na prática. Tenho um interesse particular por... leia mais

10 minutos

Contribuições das Constelações ao Coaching Executivo

Acaso você imaginaria um CEO de uma grande empresa, MBA em Harvard, fazendo uma constelação como passo inicial de um processo de coaching?  Isso aconteceu, e nos economizou algumas sessões, ou, se preferir, tornaram o processo de coaching mais cirúrgico. O CEO em questão chega ao meu escritório para uma entrevista inicial para um processo de coaching. Contexto: Ele é jovem, ocupa a... leia mais

11 minutos

O que realmente sabemos sobre conflitos organizacionais no Brasil?

Um conflito pode ser gerenciado?  De que forma? Quais as causas dos conflitos organizacionais? Qual o papel da área de Recursos Humanos na resolução dos conflitos? Para responder a essas e outras questões relacionadas ao tema conflitos nas organizações, a ABRH-SP vem promovendo, desde 2016, uma pesquisa junto aos seus associados e com divulgação ampla e aberta a todo o mercado... leia mais

11 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium