revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Edição #99 - Agosto 2021

Localize rapidamente o conteúdo desejado

Um outro olhar - Ed. 99

Nossa coach Maria nos traz o seguinte caso: tenho um coachee que não para de falar! Ele trabalha em uma empresa de varejo e foi promovido a gerente o ano passado. O objetivo do processo de coaching é ele se apropriar dessa nova posição, ou seja, liderar sua equipe de noventa pessoas, ser mais estratégico e menos mão na massa. Percebo que ele está super ansioso, e outro dia falou tanto que nossa sessão de uma hora foi estendida a duas horas. Não interrompo porque acho que ele precisa de acolhimento, mas será que é o melhor para ele?

Maria, a pergunta que você faz é fundamental para a reflexão sobre seu caso: acolher seu cliente é fundamental, importantíssimo, mas pode não ser o único movimento nesse processo de coaching. Para que seu cliente aproveite todo seu potencial de desenvolvimento é importante que você tenha coragem de desafiá-lo.

Susan Alvey e Kathleem Barclay (2007) pesquisaram como a confiança entre coachee e coachee é construída e propõem que além de questões como honrar a confidencialidade e contratar papéis e objetivos, dois movimentos da coach são também importantes: confirmar e desafiar. Comportamentos de confirmação dizem respeito a acolher a vulnerabilidade do cliente, sem julgamento.  Ao mesmo tempo, segundo as autoras, a confiança entre coachee e coach também prospera à medida que a coach dá à coachee feedback claro e objetivo, ou seja, desafia a cliente para que ela se desenvolva.

Para ler este artigo completo...
Faça login ou conheça as vantagens de ser premium.
Faça seu login Veja as vantagens de ser Premium
Gostou deste artigo? Confira estes da mesma coluna:

Um outro olhar - Ed. 101

Nossa coach Maria nos traz o seguinte caso: estou conduzindo coaching com um jovem CEO que admiro muito. Ele é humano, tem visão e promoveu transformações importantes na organização onde trabalha, levando-a a um patamar muito melhor em três anos na posição. Tenho notado, entretanto que alguns de seus posicionamentos podem ser considerados machistas: ele considera mais as sugestões... leia mais

6 minutos

Um outro olhar - Ed. 100

Nosso coach João nos traz o seguinte caso: estou conduzindo coaching de grupo junto a supervisores de uma empresa de varejo de grande porte. O objetivo do coaching é eles se apropriarem de seu papel como gestores de pessoas. Os encontros são presenciais e estamos na quarta sessão de uma série de 10. Os supervisores se conhecem, mas não trabalham juntos já que cada um está em um... leia mais

6 minutos

Um outro olhar - Ed. 98

Nosso coach João nos traz o seguinte caso: estou conduzindo diferentes processos de coaching na mesma organização. São processos de 6 sessões cada, com foco em uma competência específica que a empresa quer desenvolver entre os líderes, em um movimento de mudança de cultura organizacional. Tenho que manter o ritmo das sessões para dar conta de endereçar o que foi combinado com a... leia mais

7 minutos

Um outro olhar - Ed. 97

Nossa coach Maria nos traz o seguinte caso: Tenho bastante experiência como coach e já conquistei a certificação PCC pela ICF. Trago essa informação porque fiquei bastante surpresa comigo mesma na última sessão com uma cliente de coaching executivo de quem gosto muito. A sessão de coaching propriamente dita estava praticamente encerrada: a cliente havia traçado seu plano de ação e eu... leia mais

6 minutos

Um outro olhar - Ed. 96

Nosso coach João nos traz o seguinte caso: “Passei do ponto!  Dei uma opinião, algo que não deveria ter feito. Trabalho com uma organização há anos e já realizei coaching com diferentes líderes da empresa. Sempre busquei manter uma postura isenta e nunca, jamais, compartilhei conteúdo de um processo de coaching com outros clientes. Entretanto, há um gestor nessa empresa, vamos... leia mais

6 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium