revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Edição #94 - Março 2021

Localize rapidamente o conteúdo desejado

Quem é o coach de Equipe Organizacional?

“Como poderemos alterar os processos que acontecem nas nossas equipes para alcançar outras coisas além de melhorar o desempenho do que executamos hoje?

David Clutterbuck (2016)


Introdução

O coach de equipe organizacional tem diante de si desafios diferentes do coach que faz coaching um-a-um /individual nas organizações. E as razões são várias.

Inicialmente defronta-se com uma diversidade de condições contextuais, expectativas,  posturas e reações dos participantes que poderão, ou não, favorecer o seu trabalho. Poderá estar diante de uma equipe propriamente dita, ou de uma mera coleção de pessoas que trabalham numa mesma sala, ou num mesmo setor, mas que pouco interagem  ou não tem  objetivos comuns.

Encontrará  indivíduos entusiasmados e prontos para participar, outros indiferentes e alguns  céticos em relação aos resultados desta intervenção.  É provável que surjam indagações a respeito do “por que Coaching de equipe?”, bem como dúvidas sobre o processo, a metodologia, o papel de cada participante, o receio da exposição. Além disso, espera-se que os resultados desta intervenção aconteçam no curto prazo, eliminando disfunções/dificuldades e elevando o desempenho da equipe, uma vez que no contexto empresarial o sentido de urgência tende a prevalecer.

Coaching de Equipe (CEq) é uma atividade sui generis, desafiadora, que demanda prontidão  de natureza tanto pessoal, quanto profissional, além do talento necessário para integrar de forma construtiva todos estes aspectos. É por esta razão que CEq é considerado mais arte do que técnica, uma forma sutil de mudança  coletiva autodirigida que transforma uma coleção de pessoas numa equipe de alto desempenho.  


Atributos do  Coach de Equipe Organizacional

Dentre estes atributos destacamos:

• Visão Sistêmica – Ter sempre em mente que seu cliente é a Equipe, um sub sistema que é parte de um sistema maior, a organização. Esta, por sua vez,  tem uma cultura que influência/determina certos padrões de funcionamento da Equipe.

Alterar padrões de funcionamento de uma Equipe é um processo que exige não só tempo, mas também a disponibilidade dos membros para revisitarem seus papéis, eliminarem determinadas disfunções, reverem processos, etc. Mudanças sustentáveis e produtivas são fruto de um processo a médio prazo e só acontece se houver real engajamento da equipe e de seus membros. Para tanto é necessário compreender a complexidade da dinâmica contextual na qual a Equipe atua.

• Competência Relacional – O Coach de Equipe atua simultaneamente em três níveis de relacionamento: com cada membro da Equipe como indivíduo, com a Equipe como um todo e com os diferentes stakeholders envolvidos no processo. Tal condição exige uma capacidade de manter um posicionamento de neutralidade e coerência profissional nas suas interações, posicionamento este necessário para gerar credibilidade e confiança nos  diferentes relacionamentos que se estabelecem.. A gestão adequada destes contribui para a sustentação do processo, a lisura ética da intervenção e a credibilidade perante a Equipe, os Stakeholders e a Organização como um todo.

• Sigilo/Segurança Psicológica – Construir um ambiente de segurança tal que promova a abertura da Equipe, a participação ativa e a interação entre os membros. O uso adequado do princípio do sigilo, por sua vez, estimula a sensação de pertinência dos membros, eleva o nível da coesão, da confiança mútua,  gerando a emergência do Nós na Equipe.

Para ler este artigo completo...
Faça login ou conheça as vantagens de ser premium.
Faça seu login Veja as vantagens de ser Premium
Gostou deste artigo? Confira estes da mesma coluna:

O Impacto do Contexto nos Processos de Coaching

“Todos os relacionamentos são moldados  pelo ambiente no  qual acontecem e todos os envolvidos trazem consigo entendimentos, crenças e percepções que influenciam estes relacionamentos” Cox, 2003, p. 9 Introdução A importância do contexto nos processos de coaching, embora mencionada por alguns estudiosos, nem sempre tem sido  considerada nas... leia mais

22 minutos

O Papel da Pesquisa na Prática do Coaching Executivo e Empresarial

“Se nós coaches nos propomos a oferecer coaching, bem como metodologias que sejam eficazes para nossos clientes, será necessário nos mantermos a par da literatura de coaching e das pesquisas que informam sua prática eficaz.”A.Grant  e S. O’Connor(2019) “Penso que não basta saber na prática que coaching funciona  ou acreditar em alguma explicação de senso comum a... leia mais

20 minutos

O Coaching de Equipe e Suas Especificidades

“No trabalho, como na dança do tango, as Equipes dependem de uma profunda confiança mútua e clareza de comunicação”- (M. Wucker, 2018) Jones et al. (2019, p. 1.) num interessante artigo sobre o que distingue o Coaching de Equipe (CEq.) de outras intervenções, ressaltam três aspectos relevantes: 1. “Sendo as equipes parte das organizações efetivas, a... leia mais

20 minutos

O Que É Cultura de Coaching?

"A cultura é o patrimônio mais importante" Ginni Rometty (CEO- IBM) "Você jamais ultrapassará os limites estabelecidos pela cultura no seu trabalho conjunto pois esta, tal como o ar que respiramos, é ubíqua, e tudo afeta." Douglas Riddle, 2016. Introdução Antony Jay {1972), nos relata uma experiência interessante que define e ilustra o conceito de... leia mais

21 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium