revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Edição #91 - Dezembro 2020

Localize rapidamente o conteúdo desejado

O Que É Cultura de Coaching?

"A cultura é o patrimônio mais importante"

Ginni Rometty (CEO- IBM)


"Você jamais ultrapassará os limites estabelecidos pela cultura no seu trabalho conjunto pois esta, tal como o ar que respiramos, é ubíqua, e tudo afeta."

Douglas Riddle, 2016.


Introdução

Antony Jay {1972), nos relata uma experiência interessante que define e ilustra o conceito de cultura organizacional. Um belo dia foi visitar uma escola que havia frequentado vinte anos antes. A escola havia mudado de instalações, as pessoas já não eram as mesmas, apenas três funcionários ainda permaneciam, mas, ainda assim, foi possível reconhecê-la como sendo a mesma escola. As matérias eram iguais, as práticas de ensino permaneciam, a reputação se mantinha, a tolerância com as excentricidades dos jovens continuava, o relacionamento entre professores e alunos era o mesmo. Os conformistas e rebeldes eram iguais aos de antigamente!

As características acima descritas referem-se ao que hoje entendemos como cultura organizacional, termo este cunhado por Pettigrew (1979).

Schein (2004, p.17) define cultura organizacional como "um padrão de pressuposições básicas em comum, aprendidas por um grupo ao solucionar seus problemas de adaptação externa e integração interna que funcionou tão bem para ser considerado válido e, portanto, para ser ensinado aos novos membros como a forma correta de perceber, pensar e sentir em relação a estes problemas".


Aspectos da cultura organizacional.

• A cultura organizacional pressupõe um grupo de pessoas interagindo com o propósito de alcançar determinados resultados num meio ambiente definido e estável.

• A cultura organizacional existe e poderá persistir através da interação entre pessoas e grupos.

• A cultura organizacional é transmitida através da convivência entre as pessoas e está sujeita a influências internas e externas.

• A cultura organizacional tende a modelar as formas de pensar, agir e reagir das pessoas embora seja por elas influenciada.

• Os que ocupam posições de poder na estrutura organizacional tem maior probabilidade de influenciar as pessoas e os padrões culturais da organização.

• Todo o membro da organização é um agente potencial de mudança da cultura organizacional.

Como escrevem Katzenbach e Aguirre (2013), "A cultura de uma empresa é uma coleção de padrões de comportamento, sentimentos, pensamentos e de crenças autossustentáveis,  que determinam a maneira como fazemos as coisas aqui".

Tais padrões poderão impactar positiva ou negativamente a produtividade, o engajamento, o bem estar das pessoas e o sucesso da organização.

Considerando que o uso do Coaching Executivo e Empresarial tem crescido de forma exponencial no ambiente corporativo como uma alternativa de desenvolvimento de lideranças, agilização de processos de mudança de atualização dos processos de gestão, faz-se necessário revisitar os padrões de relacionamento vigentes entre os colaboradores, bem como determinadas regras, procedimentos que exigem revisão constante em virtude do impacto das rápidas mudanças que ocorrem na sociedade mais ampla.

Em outras palavras, introduzir estilos de relacionamentos que contribuam para aproximar as pessoas, desenvolver a confiança mútua, a segurança psicológica necessária para colaboradores fazerem-se ouvir, participarem, perguntarem, trabalharem em equipe, exercitarem sua adaptabilidade e versatilidade num ambiente instável e imprevisível.

Para ler este artigo completo...
Faça login ou conheça as vantagens de ser premium.
Faça seu login Veja as vantagens de ser Premium
Gostou deste artigo? Confira estes da mesma coluna:

O Coaching de Equipe e Suas Especificidades

“No trabalho, como na dança do tango, as Equipes dependem de uma profunda confiança mútua e clareza de comunicação”- (M. Wucker, 2018) Jones et al. (2019, p. 1.) num interessante artigo sobre o que distingue o Coaching de Equipe (CEq.) de outras intervenções, ressaltam três aspectos relevantes: 1. “Sendo as equipes parte das organizações efetivas, a... leia mais

20 minutos

COACHING : uma relação contratual

“Começar certo é meio caminho andado“ Provérbio grego. Introdução O tema contrato, apesar de sua relevância nos resultados a serem alcançados em processos de coaching, pouco tem sido abordado na literatura especializada nos últimos anos. No caso específico do Coaching Executivo e Empresarial, devido a complexa rede de interações que envolvem o processo,... leia mais

21 minutos

Perguntas em Coaching Executivo e Empresarial

“Mais do que buscar listas mágicas de pergunta, os coaches precisariam compreender a ciência do questionamento para orientar suas decisões sobre que tipo de perguntas fazer e quando fazê-las” Hauser, 2017  Perguntar é uma intervenção amplamente utilizada e discutida em atividades profissionais relacionadas com comportamento humano.    Embora... leia mais

24 minutos

COACHABILIDADE: O Contexto, o Coach e o Coachee

“Não se pode fazer coachingà revelia do coachee”-RRK Introdução Embora o Coaching EE seja hoje reconhecido como uma intervenção de caráter desenvolvimentista, sua utilização nem sempre é resultado de uma decisão criteriosa de natureza técnica, que considera as inúmeras variáveis que intervêm neste processo, bem como seu impacto nos resultados. Uma... leia mais

22 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium