revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Edição #103 - Dezembro 2021

Localize rapidamente o conteúdo desejado

O Futuro do Coaching é Inclusivo

(Discover – The future of coaching is inclusive)


DEI (diversity, equity, inclusion) felizmente vem ganhando expressão na sociedade. Instituições dos mais diversos segmentos da sociedade estão sendo despertadas a olhar para as suas realidades e práticas inclusivas. O tema vem tomando expressão no contexto estratégico das organizações e nota-se, em alguns casos, uma corrida enlouquecida para reverter números que revelam um padrão social absurdamente convencionado e excludente. Lamentavelmente, o andar de cima de muitas organizações ainda concentra C-Leves predominante masculinos, brancos, entre 35 e 50 anos de idade, oriundos das “melhores escolas” as quais espelham exatamente o mesmo padrão social.

Este padrão ressoa contra: - a humanização que é diversa por natureza; - a diversidade pulsante que gera inovação; - a experiência e aprendizagem com o cliente, oriundo de uma sociedade desigual.

Como esse contexto conversa com o coaching?

Este contexto interage com a própria condição de Ser Coach e assim conduz a uma jornada de autoconsciência e um processo contínuo de desenvolvimento pessoal e profissional. A International Coaching Federation criou um guia disponível em

https://coachingfederation.org/app/uploads/2021/07/ICF-Coach-Training_DEIJB-Resource-Guide.pdf para orientar coaches com referenciais e recursos para o seu desenvolvimento continuado nas competências de coaching, em alinhamento com DEIJB (diversity, equity, inclusion, justive and belonging). Boa vontade e reflexão são imprescindíveis mas o primeiro passo para ‘entrar no campo DEIJB” é buscar entendimento sobre definições, como:

Para ler este artigo completo...
Faça login ou conheça as vantagens de ser premium.
Faça seu login Veja as vantagens de ser Premium
Gostou deste artigo? Confira estes da mesma coluna:

Team Coaching: as oportunidades de ampliação do papel do Coach

O mercado de coaching individual está maduro e exigente. Não foi a tecnologia que mudou as empresas – trouxe necessidades de transformações, com certeza; mas foram as pessoas que mudaram as empresas – um processo crescente, contínuo e infinito... Se olharmos para a metáfora da física que nos trouxe o conceito de Homeostase (capacidade de autossustentação do sistema) veremos que com... leia mais

10 minutos

Jogo da Vida

O alarme do celular é o primeiro som que escuto, bem cedo. Algumas “sonecas”, e logo estou curioso para descobrir todas as incríveis novidades que podem ter acontecido enquanto o mundo todo dormia: passo o olho no Face, no Whats e no email. Eventualmente me deparo com um email do chefe, com a mais recente crise no trabalho, e a primeira pontada de dor de cabeça, ainda tímida, se anuncia.... leia mais

13 minutos

Sobre culturas, idealizações e expectativas

Este artigo foi escrito a quatro mãos, por duas pessoas com um sonho em comum: viver e trabalhar na Alemanha. Claro que a palavra sonho já implica em um bocado de fantasia, e a realidade adora puxar seu tapete, de formas variadas. Somos amigos desde 2004 e sempre trocamos nossas impressões sobre as diferenças culturais sentidas entre Brasil e Alemanha, como lidamos com elas, o que achamos... leia mais

16 minutos

Segurança Psicológica fazendo o Capitalismo mais consciente

Se já parece provocador falar em Capitalismo Consciente, o que parece então trazer Segurança Psicológica no mesmo artigo? Me parece propício começar então com um exercício de imaginação. Que tal imaginar um cenário onde as organizações tomem suas decisões através do impacto que geram em cada tipo de capital (financeiro, ambiental, social, emocional, intelectual, físico, cultural,... leia mais

11 minutos

O Mágico de ZOZZ

Bang! Bum! Póó-pó-pó-pó-pó! Uau, que espetáculo lindo! Em diferentes ritmos, os fogos de artifício explodem e iluminam a noite, numa festa multicolorida de sons e luzes. Feliz ano novo! Aninha abraça e beija seus 2 irmãos, depois dá um abraço apertado em seus pais e, por fim, faz um carinho na Kokada, sua Akita de estimação. Este foi um ano desafiador, no qual Aninha aprendeu... leia mais

13 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium