revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Edição #86 - Julho 2020

Localize rapidamente o conteúdo desejado

Eco Conversas com a Vulnerabilidade

Com frequência, como Coaches ou Supervisores, notamos que um dos maiores desafios dos nossos clientes está em permanecer conectado com o que realmente importa. O envolvimento com demandas e a pressão por cumprir tende a nos afastar do verdadeiro significado da vida e do trabalho e assim corremos o risco de sermos guiados por ambições e buscas que não são realmente nossas. Com o passar do tempo, esta distância emocional nos afasta do nosso verdadeiro talento e potencial que nos torna únicos e especiais. Sabiamente, David Whyte, expressa em seu poema Working Together:

Nós nos moldamos

para caber no mundo

e pelo mundo

são moldados novamente.

David Whyte

Como a vulnerabilidade nos torna únicos e especiais?

Este artigo aborda a vulnerabilidade como um espaço de aceitação de que há algo que ainda não desvendamos, que está por vir, que de alguma forma negamos pela sensação de desajuste, de tirar do lugar comum ou de nos afastar do que já está confortavelmente convencionado e em concordância com o papel e a imagem que assumimos frente ao outro.

Esta aceitação corajosa da nossa vulnerabilidade passa por um caminho de autocompaixão com relação as nossas incoerências e imperfeições, dúvidas e medos, fragilidades e inconsistências. Se não às tivéssemos, não estaríamos vulneráveis! Talvez por isso negamos e tendemos a nos esconder e fugir, pois como seres humanos, é normal preferirmos o conforto dos caminhos mais seguros. Contudo, somos seres de corpo e alma surpreendidos pelos mistérios da vida. Cabe a cada um de nós a responsabilidade pela vida, o que não é tarefa fácil para ninguém.  

Se optamos por viver intensamente, de forma a nos sentirmos mais completos ou mais amplamente conectados com todo o nosso sistema humano, relacional e ecossistema, certamente receberemos mais convites e sinais que podem inquietar, reacender a nossa capacidade de se indignar e provocar a vibração que move para transformações mais profundas em nós e ao nosso redor.

Para ler este artigo completo...
é necessário, pelo menos, criar seu conta gratuita.
Faça seu login Crie sua conta gratuita ou Veja as vantagens de ser Premium
Gostou deste artigo? Confira estes da mesma coluna:

Desafio da imunidade à mudança em uma equipe

Como coaches, somos convidados em diversas situações para “resolver o problema da equipe por definitivo” ou para “motivar colaboradores”. Esses convites sempre criaram em mim alguns desconfortos, até que adotei – tanto por hábito e baseada na minha ética profissional –  a prática de esclarecer e reforçar junto a esses clientes que naquelas situações era preciso lidar com... leia mais

20 minutos

Nossos próprios recursos estimulam a Espiritualidade

“Não somos seres humanos passando por experiências espirituais, somos seres espirituais passando por uma experiência humana” Pierre Teillard de Chardin O momento atual em que vivemos, nos traz sentimentos de expectativa, apreensão e também de medo. E é exatamente nesses momentos que desconfiamos de nossas capacidades, talentos e propósitos. ... leia mais

12 minutos

Desenvolvendo Líderes e Times Baseados em Pontos Fortes

“Uma abordagem baseada em pontos fortes aumenta sua confiança, seu direcionamento, sua esperança e sua gentileza em relação a outras pessoas.” Tom Rath A atuação de um profissional evolui quando ele reconhece, aprecia e passa a aplicar seus pontos fortes diariamente. Um gestor, ao identificar os pontos fortes de sua equipe, começa a valorizar cada membro e a organizar... leia mais

13 minutos

A Interculturalidade do Coaching

(...) “Ainda que eu falasse a língua dos homens. E falasse a língua dos anjos, sem amor eu nada seria.(...) ” São Paulo na Carta aos Coríntios. Toda vez, que eu Dulce, penso sobre este tema, várias coisas emergem em minha cabeça: ICF, coaching, diferenças, formas de pensar, agir, sentir, cultura, mudança, processo de aprendizagem, olhar, perceber, escutar, aprender, novo,... leia mais

13 minutos

A Liderança nos Países de Língua Portuguesa em África

Às casas, às nossas lavras às praias, aos nossos campos havemos de voltar Às nossas terras vermelhas do café brancas de algodão verdes dos milharais havemos de voltar   Trechos do poema de Agostinho Neto (Havemos de Voltar) Cá em África, a nossa esperança não é o nosso petróleo, são os nossos jovens Será África um continente pobre ou rico? ... leia mais

13 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium