revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Edição #8 - Janeiro 2014

Localize rapidamente o conteúdo desejado

Quem é você, Coach? - A importância da Mentoria e da Supervisão

“Conheça todas as teorias, domine todas as técnicas, mas ao tocar uma alma humana, seja apenas outra alma humana.”.
Carl Jung

- Quem é você? - pergunta a Lagarta.

Alice responde: "- A senhora me desculpe, mas no momento não tenho muita certeza. Quer dizer, eu sei quem eu era quando acor­dei hoje de manhã mas, já mudei uma porção de vezes desde que isso aconteceu."

- O que você quer dizer com isso?

- Receio que não possa me expli­car, Dona Lagarta, porque é jus­tamente aí que está o problema. Posso explicar uma porção de coisas mas não posso explicar a mim mesma.”

E a Lagarta insiste: "- Você! Quem é você?"

Irritada com a postura questio­nadora da Lagarta, Alice repli­ca: "- Eu acho que você deveria me dizer quem você é primeiro."

- Por quê? - surpreende-se a Lagarta.

Fiz este resumo do diálogo apresenta­do na abertura do capítulo 5 de Alice no País das Maravilhas, de Lewis Carroll, para apoiar a seguinte reflexão: como eu poderia responder a Alice, se ela ques­tionasse quem ou o que me autorizava a provocá-la.

Será que eu, como a Lagarta, ficaria sur­presa? Ou estaria pronta para me abrir ao diálogo?

Poderia começar afirmando que conhe­cia muitas técnicas, mas já posso ima­ginar a reação de Alice, que retrucaria: "- Técnicas sozinhas não me convencem." Você se sentiria motivada a trabalhar com um preparador físico que conhe­cesse diferentes técnicas, mas que não investisse em seu próprio condiciona­mento físico? Você confia em pessoas que não praticam o que elas mesmas pregam?

Eu balançaria a cabeça, e a conversa prosseguiria com Alice investigando de onde vem minha própria crença de que posso remexer os sistemas de crenças alheios: "- Quem é você, coach?" - insistiria Alice...

Para ler este artigo completo...
é necessário, pelo menos, criar seu conta gratuita.
Faça seu login Crie sua conta gratuita ou Veja as vantagens de ser Premium
Gostou deste artigo? Confira estes da mesma coluna:

Cliente: pilar fundamental na cultura da empresa que veio para ficar

A cultura de uma organização nasce dos valores, das motivaçōes e propósitos dos seus empreendedores. Ela passa significar como a empresa vive, como atua, como produz bens e serviços, como lida com o mercado, como considera as pessoas e sobretudo como obtém lucro e o que faz com ele. Nem sempre a cultura organizacional é fruto de um planejamento consciente dos fundadores da... leia mais

9 minutos

As Máscaras do Medo

O que é o medo, onde ele se origina? Todos nós perguntamos isso, não?  O medo é uma emoção poderosa, é um dos produtos da amígdala, uma estrutura no cérebro que tem forma de amêndoa, e é processado no córtex frontal. As conexões da amígdala controlam o humor, as emoções de modo geral, e principalmente medo, ira e agressividade. É na amígdala que identificamos os... leia mais

8 minutos

Planejando o futuro no presente

Muitas vezes atribuímos toda a responsabilidade de ações sustentáveis no impacto da empresa para fora, no local, na comunidade e no meio ambiente. Há muitas ações sustentáveis da porta para dentro das organizações, e o planejamento estratégico é uma delas. Por quê? É no planejamento estratégico que a empresa assume o compromisso com a sustentabilidade, definindo objetivos... leia mais

10 minutos

Quebrando o status quo: Felicidade ou conformismo

De acordo com a famosa pirâmide de Maslow e versões atualizadas de pirâmides de necessidades, o ápice de felicidade de uma pessoa está na autorrealização. Para alcançar esse topo, muitas coisas são propostas, como aproveitar os momentos, amor-próprio, resiliência, autoconhecimento e a lista se estende. Não se engane, cada um desses pontos é importante, porém são... leia mais

12 minutos

Perder-se na multidão para encontrar-se

“Você pode se afastar?” Aquelas palavras me tomam com surpresa e certa incredulidade, e peço para ela repetir. Mais uma vez, escuto a frase adicionada de “você está invadindo o meu espaço”. Sem pensar, dou dois pequenos passos para o lado, dentro do já confinado espaço do metrô londrino. Aperto a minha gigantesca bolsa contra o meu corpo a fim de diminuí-la de tamanho (em vão);... leia mais

11 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium