revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Edição #35 - Abril 2016

Localize rapidamente o conteúdo desejado

SUPERVISÃO EM COACHING: Por que e para que?

A palavra supervisão tem recebido as mais diversas interpretações, variando inclusive de acor­do com a área em que é utilizada. Esta diversidade tem dificultado a compreensão do que seja supervisão, qual sua função e quais suas características essenciais.

Na atualidade, a supervisão, originalmente utilizada em Serviço Social, Psicologia e Counse­ling, tem sido adotada na formação profissional, educação continuada e certificação em certas áreas, esta última como uma forma de “controle de qualidade” de certas competências no exer­cício de atividades profissionais.

Focaremos a supervisão em Coaching Executivo e Empresarial, um tema que tem provocado debates entre os que preconizam sua obrigatoriedade, os que entendem que deva ser optativo para os Coaches que poderiam beneficiar-se dela, os que discutem sua validade em função da falta de evidências comprovadas e outros, ainda, que consideram que a forma como está sen­do praticada é essencialmente “tecnicista”, baseado nas chamadas competências e, incoerente com a filosofia, princípios e os valores humanistas que embasam o processo de coaching.

Embora tal debate tenda a gerar algumas tensões, levanta facetas importantes, fru­to da diversidade de visões e motivações. Dentre estas motivações, ressaltamos as de ordem econômica (abertura de novos nichos de mercado), de ordem ética (melho­res práticas) e de ordem profissionalizante, voltadas para a regulamentação/reconhe­cimento da atividade de Coaching Executivo e Empresarial. Todas estimulam debates, considerações e reflexões importantes para o desenvolvimento do Coaching.

Para comentar estas questões, três pergun­tas se fazem necessárias:

1. O que é Supervisão?

“Supervisão é um processo interativo de duas vias no qual supervisor e supervisio­nado atuam e influenciam-se mutuamente e o final (a recontratação) reflete o início (o contrato). Trata-se de um processo dinâmico onde ambas as partes se desenvolvem jun­tas” - Page e Wosker (1994).

Para ler este artigo completo...
Faça login ou conheça as vantagens de ser premium.
Faça seu login Veja as vantagens de ser Premium
Gostou deste artigo? Confira estes da mesma coluna:

Falemos sobre imunidade à mudanças

Foi no dia 15 de novembro de 2014 que o professor Robert Kegan conquistou a atenção de mais de 400 coaches reunidos na conferência global da ICF, no Rio de Janeiro. Entrou com seu notebook em mãos e, com voz tranquila e segura, conduziu uma palestra intercalada com atividades em dupla. Ao final, boa parte dos participantes havia identificado crenças, até então inconscientes, que... leia mais

14 minutos

A história do CliftonStrengths se originou com uma pergunta e pode continuar com outra

Os melhores coaches inspiram as pessoas com suas perguntas. E assim fez Dr. Donald O. Clifton que com um questionamento simples - mas poderoso - deu início ao movimento global de Pontos Fortes que hoje impacta tantas vidas. "O que poderia acontecer se estudássemos o que está certo com as pessoas?" Ele a formulou depois que percebeu que toda a literatura de psicologia disponível na... leia mais

12 minutos

ICF Portugal: um Caso de Boas Práticas

Escrevemos este artigo com o objetivo que partilharmos a nossa experiência de criar um modelo de gestão e comunicação de uma associação de coaching, a ICF Portugal, criado para concretizar uma visão estratégica clara, baseada em princípios da inteligência coletiva e da nossa convicção de que era possível inspirar e envolver a comunidade de membros, convidando-os a ter uma... leia mais

10 minutos

Vulnerabilidade como o Prelúdio de Prática Corajosa, Criativa e Compassiva

“Não há acesso imediato à bondade sem consciência” Sharon Salzburg (1) A palavra "vulnerabilidade" vem da palavra latina "ferir". Qualquer vida humana contém tanto suas alegrias quanto suas tristezas, porque somos humanos. Abraçar nossas próprias vulnerabilidades - e trabalhar com as de nossos clientes - é um convite para, gentilmente, criarmos laços e trabalharmos com pontos... leia mais

12 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium