revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Edição #26 - Julho 2015

Localize rapidamente o conteúdo desejado

Mudar dói, mas é bom!

“Toda mudança positiva... envolve um ritual de passa­gem. A cada subida para um degrau mais alto na esca­da da evolução pessoal, devemos atravessar um perío­do de desconforto, de iniciação. Eu nunca conheci uma exceção”. Dan Millman 

Numa manhã fria de domingo, recebi o convite de um velho amigo para uma caminhada no parque. Foram duas horas de uma conversa extremamente nutritiva e edifi­cante, sendo um dos principais assuntos, a mudança. Passei o resto do domingo digerindo e refletindo sobre esse tema e achei que seria um bom título para encerrar meu ciclo na Revista.

Uma das coisas que pensei foram as histórias de meus antepassados. Meu avô paterno, por exemplo, saiu da Espanha ainda criança, juntamente com sua família, em busca de uma terra que pudesse lhes proporcionar uma vida melhor. É difícil imaginar, nos dias atuais, uma famí­lia inteira fazer uma viagem sem volta, para uma terra desconhecida e com pouquíssima ou nenhuma informa­ção sobre o que iriam encontrar. Hoje podemos ter infor­mações sobre o clima antes mesmo de sair de casa pela manhã e ter uma ideia do que vamos encontrar em nosso destino. Nossos antepassados passaram por mudanças radicais, sem informações suficientes e dando as costas definitivamente para a antiga vida. Pensei ainda na si­tuação dos grandes exploradores que partiam em suas viagens de descoberta sem um mapa completo, apenas com car­tas náuticas desenhadas à mão e instrumentos como bússola, bar­quinha, astrolábio e quadrante para checarem e medirem a dire­ção e velocidade, num ambiente onde terra e mar eram instáveis, turbulentos e inseguros, que mudavam constantemente sem qualquer aviso prévio.

Para ler este artigo completo...
Faça login ou conheça as vantagens de ser premium.
Faça seu login Veja as vantagens de ser Premium
Gostou deste artigo? Confira estes da mesma coluna:

Eu, cada vez melhor - Ed. 84

Dia 08 outubro de 2019 fui trabalhar num lugar diferente. Fui para o Instituto Moreira Salles. Fiquei no café que tem por lá e ainda pude experimentar um pão de queijo de cabra delicioso! Me sentei na mesa compartilhada, e como estava cedo para a call que teria, comecei a fazer o esboço da palestra estou montando sobre protagonismo, inteligência emocional, autoconhecimento e outros... leia mais

3 minutos

Equilíbrio nos diálogos

Ao pensar sobre o que iria escrever nesse momento em que o mundo está num momento de transição de civilização recordei um material que fiz sobre conversas difíceis, feedback, e como transformar esses momentos em diálogos. Esse tema aparece em diversos ambientes e agora mais do que nunca estamos com um desafio de manter o equilíbrio nos diálogos. Gosto bastante do que Marshall Rosenberg... leia mais

6 minutos

O fantástico mundo de coisas que só acontecem na minha cabeça

Há tempos eu vinha lidando com uma questão incômoda e resolvi buscar ajuda terapêutica. Resolvi apostar na constelação familiar, por mapear sistemicamente elementos menos conscientes do problema. Para iniciar o processo, a consteladora me pediu para relatar o que eu buscava. Em tom de vítima desolada, despejei um monte de palavras: “Os clientes estão indo embora...... leia mais

6 minutos

Você também é incongruente com o que faz e fala?

Muita gente relata ter escolhido trabalhar como coach, facilitador ou consultor por poder ter a oportunidade de se autodesenvolver enquanto apoia no desenvolvimento de outras pessoas. Parece que, quanto mais conhecemos nosso universo interno, padrões e nossos lados de luz e sombra, mais conseguimos apoiar nossos clientes a fazerem o mesmo. Mas daí, um fenômeno inesperado parece acontecer... leia mais

6 minutos

O que fazer perante uma parceria que não funciona?

Observo uma tendência de coaches em início de carreira buscarem parcerias profissionais baseando-se em vários pressupostos: juntos somos mais fortes, é melhor operar em redes, colaborar etc. Ou, talvez, optam por andar em parcerias como um antídoto contra a insegurança inicial que todo profissional precisa vencer. Mas, contradizendo os pressupostos de quando embarcaram na parceria,... leia mais

6 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium