revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Edição #133 - Junho 2024

Localize rapidamente o conteúdo desejado

Do Vazio à Reconstrução, um caminho interior - Transformando a Dor em Força: A Jornada Coletiva para a Recuperação

"Somos assim: sonhamos o vôo mas tememos a altura. Para voar é preciso ter coragem para enfrentar o terror do vazio. Porque é só no vazio que o vôo acontece. O vazio é o espaço da liberdade, a ausência de certezas. Mas é isso que tememos: o não ter certezas. Por isso trocamos o vôo por gaiolas. As gaiolas são o lugar onde as certezas moram."

Os irmãos Karamazov

Fiódor Dostóievski

-------------

Com esta citação, inicio a escrita este artigo, que visa olhar para o futuro do Rio Grande do Sul em um momento de vazio, dor e trauma coletivo. Fui convidada a escrever este artigo em meio ao caos que vivemos desde as inundações no Rio Grande do Sul no final de abril de 2024, que levaram à morte de pelo menos 165 pessoas e deixaram 581 mil desabrigadas. Hoje, 28 de abril, estima-se que 55 mil pessoas permaneçam em abrigos improvisados em todo o estado.

Como professora de liderança e desenvolvimento de equipes, procuro trabalhar com meus alunos a escuta, reflexão, construção coletiva, conexão pelo bem comum e conscientização. Ao entrar em sala hoje, preciso abordar o que nosso estado está vivendo. Desde o final de abril, estamos assistindo às águas levando pessoas, animais, propriedades e sonhos de vida, tudo sendo devastado pela natureza que há muito tempo devastamos em nome do progresso. Migramos do campo e construímos cidades, muitas às margens de lindos rios que trazem irrigação necessária para a sobrevivência, e hoje esses rios estão furiosos, causando destruição.

Não posso ir à sala de aula sem convocar as pessoas a pensar no tipo de progresso que temos liderado, sem olhar para o verdadeiro custo. A visão míope de curto prazo, buscando resultados imediatos sem respeitar o tempo da natureza, tem nos custado caro. Observamos o adoecimento mental das pessoas, que muito se assemelha aos eventos climáticos que enfrentamos, sendo silencioso e muitas vezes desdenhado. Já tive uma colega de trabalho, taxada de "mimizenta", que se suicidou. Jamais ridicularizarei o sentimento de alguém em honra à vida da Cibele, que se foi por não suportar um mundo que não compreendia sua dor.

Para ler este artigo completo...
é necessário, pelo menos, criar seu conta gratuita.
Faça seu login Crie sua conta gratuita ou Veja as vantagens de ser Premium
Gostou deste artigo? Confira estes da mesma coluna:

O Inglês como fortalecimento da marca pessoal

Pouco se fala a respeito do inglês como uma ferramenta poderosa na construção da marca pessoal, entretanto por ser língua franca nos negócios internacionais, permitindo a comunicação eficaz entre pessoas de diferentes países e culturas, seu domínio pode abrir portas para oportunidades globais, facilitar negociações e conferir uma vantagem competitiva no mercado de trabalho, então... leia mais

9 minutos

O assediador é o outro

Trago um tema que muitas vezes evitamos discutir ou encarar: como cada um de nós pode, sim, ser um assediador sem se dar conta. Segundo a Controladoria Geral da União “O assédio pode ser configurado como condutas abusivas exageradas por meio de palavras, comportamentos, atos, gestos, escritos que podem trazer danos à personalidade, à dignidade ou à integridade física ou psíquica de uma... leia mais

8 minutos

O essencial cabe na bagagem de mão?

Algo muito importante e que não pode faltar. Esse é o significado da palavra essencial. Mas, como definir o que é essencial ou prioridade em nossa vida? É escolher o que realmente queremos, o que faz sentido e nos faz feliz? Ou acreditar que a vida nos apresenta um cenário e a gente vai se encaixando nele da melhor forma? Comparo essas questões com arrumar a mala. O que levar para uma... leia mais

5 minutos

Grupo 3 - Abordagens Metodológicas

Ao longo desses 10 anos da Revista Coaching Brasil, trouxemos muitas metodologias procurando abrir a “caixa preta”, e mostrar os fundamentos, foco, possibilidades e limitações de cada metodologia. Fiz uma lista com todas as abordagens metodológicas que já abordamos, e caso você sinta falta de alguma, por gentileza me avise que vou colocar na lista de próximas edições. Sempre... leia mais

10 minutos

Sobre Escuta Ativa

Ao falarmos de comunicação, a grande ênfase na maior parte dos cursos, é colocada na nossa capacidade e habilidade em nos comunicarmos bem, de forma clara. Praticamente em todo curso que ministrei sobre Comunicação Empática, com base na CNV (Comunicação Não Violenta), alguém citava a importância de termos uma comunicação assertiva. Bem, isso dá uma longa discussão sobre o que... leia mais

4 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium