revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Edição #32 - Janeiro 2016

Localize rapidamente o conteúdo desejado

Um outro olhar - Ed. 32

Nosso coach João nos trouxe um caso interessante:
Tenho quatro anos de experiência como coach interno em uma multinacional. Nesta empresa, acumulava atividades de RH com o coaching para média gerência. Pelo meu curriculum e experiência, consegui uma colocação em outra empresa, também multinacional, mas agora totalmente dedicado ao coaching interno, com bom aumento salarial. A empresa é de médio porte e hoje atendo cerca de 10 executivos na média gerência. O clima interno é maravilhoso e todas as sextas temos happy hour. Frequentemente tem festas onde a maioria dos gerentes comparece. Estava adorando isto tudo, a empresa que sempre sonhei. Então, comecei a notar certo desconforto de vários gerentes com minha presença nas festas e algumas vezes recebi a pergunta: - “Você não comentou nada sobre o que falamos, né?" Deixei de ir aos encontros e a maioria passou a me tratar com frieza. Ouvi comentários de que eu não queria me misturar, que eu me considerava elite. Gosto das pessoas e da empresa, mas não sei o que fazer. A situação está ficando insustentável, tendo afetado inclusive a qualidade dos trabalhos de coaching.

João, você tem um histórico profissional desafiante como coach. Deve ter sido uma grande provocação para você estar na dupla função de RH e coach interno. O que você fazia com as informações privilegiadas de RH – movimentações de carreira e de salário, avaliações e pareceres diversos que surgiam a respeito dos funcionários nas reuniões com e entre as áreas afins aos seus clientes internos? Estou curiosa para saber como você gerenciava a troca de chapéus entre as duas funções.

Para ler este artigo completo...
Faça login ou conheça as vantagens de ser premium.
Faça seu login Veja as vantagens de ser Premium
Gostou deste artigo? Confira estes da mesma coluna:

Um outro olhar - Ed. 84

Nossa coach Maria nos traz o seguinte caso: Meu cliente de coaching executivo termina as sessões muito rápido! Em geral os meus encontros de coaching são de 1 hora e meia, mas com ele, depois de 50 minutos não temos mais nada a tratar. Eu me preparo bastante antes de cada sessão, busco ferramentas sempre conectadas aos objetivos definidos em nosso processo, mas ele não responde a contento:... leia mais

5 minutos

Um outro olhar - Ed. 83

Nosso coach João nos traz o seguinte caso Sempre busquei cuidar de mim e me considero uma pessoa emocionalmente equilibrada, entretanto, em meio à pandemia do COVID19, estou muito ansioso: não desgrudo das notícias, a perda financeira em meus investimentos não me deixa dormir e tenho dificuldades para me concentrar em leituras. Mudei todos os meus clientes para encontros on line, mas estou... leia mais

6 minutos

Um outro olhar - Ed. 79

Nossa Coach Maria nos relata o seguinte: Estou atendendo um cliente que tem grande dificuldade de fazer abstrações e imaginar cenários. Ele me lembra aqueles jogos de jornais antigos de ligar os pontos numerados para construir uma figura. Não há possibilidade de mudar a ordem na qual os pontos são ligados, e todos precisam estar muito próximos um do outro. Impossível pensar em planos de... leia mais

6 minutos

Um outro olhar - Ed. 78

Nosso Coach João nos envia o seguinte relato: Estou atualmente com um cliente de coaching, que é um jovem recém promovido a posição de Diretor por sua competência em alcançar os resultados na função anterior. Em meu primeiro encontro com seu gestor para definir os objetivos e indicadores para a o processo de coaching, o mesmo, comentou que está havendo um acúmulo de ações, pois,... leia mais

7 minutos

Um outro olhar - Ed. 77

Nosso Coach João nos envia o seguinte relato: Estou com um novo cliente e já estamos no terceiro encontro. Confesso que não estou conseguindo focar e contribuir mais efetivamente com ele pois seu negativismo e vitimismo me irritam profundamente, a ponto de querer quase bater nele. Isto faz com minha conexão e empatia acabem. Pessoas negativas e reclamonas sempre me afetaram e me tiram do... leia mais

6 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium