revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Edição #2 - Julho 2013

Localize rapidamente o conteúdo desejado

Editorial - Ed. 2

Este último mês passou muito rápido.

Desde o lançamento da revista, dia 13 de junho, que temos trabalha­do muito na sua divulgação com resultados excelentes. As pessoas que conhecem, tornam-se assinantes e acabam por divul­gar para outras mais.
O Facebook tem sido nossa principal vitrine neste início, onde alcan­çamos números expressivos, considerando que nossa divulgação via newsletter ainda não foi iniciada. O boca a boca ainda é a melhor forma de divulgação.

A primeira edição abordou “O que é Coaching?” e a segunda traz o tema “Quais os requisitos para contratar Coaching?”. Esta edição vem com muitas informações preciosas que orientarão principal­mente o Coach que. não vinculado a alguma federação, não tem acesso a algumas informações.

Rodrigo Aranha, atual Presidente da ICF – International Coach Fe­deration – Capítulo Regional SP, é quem escreve nossa matéria de capa e elenca itens importantes a serem observados no momento da contratação.

Nesta edição falamos sobre a delicada questão das certificações, se elas garantem qualidade ou não. Maria Angélica Carneiro, PCC (em seu texto irá descobrir o significado desta sigla), que, entre outras atribui­ções, é examinadora para credenciamentos de Coaches da ICF, é quem explica as certificações e como elas podem agregar valor à sua carreira ao mesmo tempo em que dão mais segurança a quem contrata.

Outro grande desafio, tanto para novatos como para Coaches ex­perientes, é quanto cobrar. O mercado tem respondido muito posi­tivamente à elevação da qualidade dos Coaches no Brasil, e o valor pago por sessão varia de R$70,00 a R$2.000,00. Quem traz uma luz sobre a questão da precificação é Eliana Dutra, primeira MCC/Mas­ter Coach Certified pela International Coach Federation da América do Sul e uma das mais conceituadas Coaches de altos executivos no Brasil.

Também discutimos a contratação na visão das empresas, e quando usar um Coach interno ou um externo. Outros artigos completam sua leitura para esta segunda edição, trazendo muita informação e reflexão.

É fundamental que você participe da revista enviando email com seus comentários sobre os artigos e suas sugestões de futuros te­mas. Participe de nossa página no Facebook onde divulgamos novi­dades e realizamos pesquisas online.

Boa leitura,

Luciano Lannes
Editor

Artigo publicado em 20/02/2017
Gostou deste artigo? Confira estes da mesma coluna:

Editorial - Ed. 88

Caros leitores, Quando analisamos a base de conhecimento que desenvolvemos sobre o nosso funcionamento, é muito interessante notar que estamos apenas beliscando a casca do ovo desta sabedoria. Teóricos e pesquisadores estão produzindo novos modelos que nos auxiliam a compreender melhor como funcionamos e de que forma podemos diminuir nossas limitações para realçar os potenciais. No... leia mais

4 minutos

Editorial - Ed. 86

Caros leitores, que tema mais pertinente para o momento que vivemos. Vulnerável!!! O que significa isto? Segundo a etimologia, vulnerável vem do Latim VULNERABILIS, “o que pode ser ferido ou atacado”, de VULNERARE, “ferir”, de VULNUS, “ferida, lesão”, possivelmente de VELLERE, “rasgar, romper”. Assim, estar vulnerável é estar em uma posição desconfortável pois nos... leia mais

3 minutos

Editorial - Ed. 85

Caros leitores, este ano de 2020, não começou de forma tranquila como todos os outros. Entenda aqui este “tranquila” como aquela “normalidade” que nos permite fazer planos “normais”, como emagrecer, fazer exercícios, aprender inglês, etc. Agitações intensas na política, mudanças de rumo na economia, a escalada de uma intolerância e agressividade sem precedentes na sociedade,... leia mais

3 minutos

Editorial - Ed. 84

Caros leitores, ahhhhh, a tal Felicidade. Tão cantada em versos e prosas e que cada vez mais ouvimos falar dela. Talvez as pessoas estejam buscando uma felicidade mais autêntica, legítima, e não apenas compensações momentâneas obtida em prazeres fugazes. Sim, muitos dos prazeres que temos na vida são reais e legítimos e precisamos atentar para não os transformar em elementos... leia mais

3 minutos

Editorial - Ed. 83

Caros leitores, este tema chega em um momento muito especial, não somente para nós, coaches, mas para a própria humanidade que vive um divisor de águas em sua história. Há muitos anos que pesquiso a questão dos “valores” como um ponto fundamental da estruturação de uma cultura. Com o aprofundamento da pesquisa sobre o autodesenvolvimento, os valores se mostraram ainda mais... leia mais

3 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium