revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Edição #103 - Dezembro 2021

Localize rapidamente o conteúdo desejado

Empatia Eficaz: a chave para o coaching transformacional

(Practice – Accurate Empathy: the key to masterful coaching)


A palestra aconteceu em um tom de conversa informal, com muita maestria pessoal e toques de emoção genuína por parte do Dr. D Ivan Young.

Algumas ideias centrais merecem estar neste texto, não por serem novas, mas por trazerem profundidade no tema e desafios gigantes para os coaches que desejam fazer a diferença na vida de seus clientes.

Vamos iniciar com o termo coaching transformacional, que começa e termina com a eficácia que o coach se conecta com seu cliente e o domínio do coaching empático é uma ferramenta necessária para isso.

O coaching transformacional é sistemático, mas não é mecanicista porque busca a sinergia e a fluidez através de um rapport, algo como uma dança que vai e volta entre o coach e o cliente. Então, se o coach quer elevar seu nível de atuação precisa saber se conectar desde o início com o cliente de maneira significativa e eficaz.

Entender sobre empatia eficaz é fundamental para sabermos distinguir da falsa fachada da inteligência emocional que vemos na mídia televisiva. Pessoas que fingem empatia e falsa conexão acabam marginalizando seu negócio e reputação, além de prejudicar a capacidade de ajudar verdadeiramente o cliente.

Convido você, leitor, a partir deste ponto a passear comigo no tema com potencial para impactar o seu trabalho. Você não verá aqui definições robustas e teóricas, pois este foi apresentado através de exemplos e situações. O palestrante foi tecendo aos poucos os conceitos e as abordagens.

O primeiro passo para ser capaz de demonstrar a empatia eficaz é olhar para o que está acontecendo com você, como você chega à sessão. Comece por olhar fatores-chave, como: sua idade, gênero, raça, estrato socioeconômico. Observar como você administra o conflito, qual é o seu tipo de personalidade, para saber o filtro pelo qual você olha para a vida.

Fazendo uma analogia com o GPS, que triangula sua altitude, latitude e longitude, você precisa colocar seu ponto de partida e precisa também saber o que tem em mente sobre qual seria o destino final.

Para ler este artigo completo...
Faça login ou conheça as vantagens de ser premium.
Faça seu login Veja as vantagens de ser Premium
Gostou deste artigo? Confira estes da mesma coluna:

Feliz Ano Novo!

“Adeus ano velho, feliz ano novo. Que tudo se realize no  ano que vai nascer! (...)” David Nasser e Francisco Alves Ah!.... A subjetividade e a objetividade que envolvem o fim de um ano e o início de um novo...fiquei tão energizada quando recebi o convite de Luciano Lannes que minha subjetividade através da relação que tenho com a música tomou forma e veio forte... leia mais

13 minutos

Mensagem de uma Coach para o Caro Leitor

Prezado Leitor, Agradeço ao amigo e colega Luciano Lannes, editor da única Revista sobre coaching no Brasil, a oportunidade de enviar-lhe meus melhores cumprimentos e votos de um Novo Ano pleno de Paz, Bem Estar e Realizações. Falar sobre mudanças passou a ser redundante num mundo em constante, rápida e profunda transformação. Vivemos momentos sem precedentes na história da... leia mais

9 minutos

O que significa ser “alfabetizado em futuros”?

Ser alfabetizado no futuro significa compreender que existem diferentes sistemas de antecipação. São diferentes maneiras de imaginarmos o futuro e diferentes razões para imaginar o futuro. A proposição básica é que o futuro só́ pode ser imaginário. Precisamos entender por que e como nossa imaginação criou imagens do futuro, baseando-se em suposições ou molduras. Portanto, para... leia mais

8 minutos

Pais imperfeitos, filhos resilientes: o poder da autocompaixão

Apesar de conhecido como fundador da psicologia positiva, meu professor de mestrado, Martin Seligman, construiu a carreira estudando depressão. E como um bom pesquisador, nos incentivava a refletir sobre perguntas para as quais ele ainda não havia encontrado respostas. Uma das mais recorrentes era: por que estamos deprimindo cada vez mais? Por mais que o mundo tenha muito espaço para mudanças... leia mais

15 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium