revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Edição #98 - Julho 2021

Localize rapidamente o conteúdo desejado

Um outro olhar - Ed. 98

Nosso coach João nos traz o seguinte caso: estou conduzindo diferentes processos de coaching na mesma organização. São processos de 6 sessões cada, com foco em uma competência específica que a empresa quer desenvolver entre os líderes, em um movimento de mudança de cultura organizacional. Tenho que manter o ritmo das sessões para dar conta de endereçar o que foi combinado com a empresa. Uma cliente chegou à sua quinta sessão de coaching quinze minutos atrasada. Dei início à sessão, mas ela se emocionou e derrubou algumas lágrimas. Perguntei se estava tudo bem e ela respondeu que sim, que era um problema pessoal e que preferia continuar com o foco da sessão. Tocamos em frente normalmente, mas depois fiquei na dúvida: deveria ter escolhido tratar o tema pessoal ao invés de continuar no foco da competência acordada?

João, o caso que você traz sugere uma separação entre racional e emocional e também entre o que é demandado pela empresa (as competências) e as pessoas que de fato expressam as competências. Sua cliente não deixa as alegrias, tristezas e dúvidas sobre os aspectos pessoais de sua vida de lado quando lida com temas de trabalho. Dessa forma, será que a separação que você explicita em sua pergunta, lidar com o tema pessoal da cliente ou focar no objetivo organizacional é a maneira mais fértil não só para sua cliente, mas também para o processo de coaching? Em seguida proponho analisar sua questão sobre duas perspectivas, a de self as coach de Pamela McLean (2019) e de coach the person not the problem (coach a pessoa, não o problema) de Marcia Raynolds (2020).

Para ler este artigo completo...
é necessário, pelo menos, criar seu conta gratuita.
Faça seu login Crie sua conta gratuita ou Veja as vantagens de ser Premium
Gostou deste artigo? Confira estes da mesma coluna:

Um outro olhar - Ed. 101

Nossa coach Maria nos traz o seguinte caso: estou conduzindo coaching com um jovem CEO que admiro muito. Ele é humano, tem visão e promoveu transformações importantes na organização onde trabalha, levando-a a um patamar muito melhor em três anos na posição. Tenho notado, entretanto que alguns de seus posicionamentos podem ser considerados machistas: ele considera mais as sugestões... leia mais

6 minutos

Um outro olhar - Ed. 100

Nosso coach João nos traz o seguinte caso: estou conduzindo coaching de grupo junto a supervisores de uma empresa de varejo de grande porte. O objetivo do coaching é eles se apropriarem de seu papel como gestores de pessoas. Os encontros são presenciais e estamos na quarta sessão de uma série de 10. Os supervisores se conhecem, mas não trabalham juntos já que cada um está em um... leia mais

6 minutos

Um outro olhar - Ed. 99

Nossa coach Maria nos traz o seguinte caso: tenho um coachee que não para de falar! Ele trabalha em uma empresa de varejo e foi promovido a gerente o ano passado. O objetivo do processo de coaching é ele se apropriar dessa nova posição, ou seja, liderar sua equipe de noventa pessoas, ser mais estratégico e menos mão na massa. Percebo que ele está super ansioso, e outro dia falou tanto que... leia mais

6 minutos

Um outro olhar - Ed. 97

Nossa coach Maria nos traz o seguinte caso: Tenho bastante experiência como coach e já conquistei a certificação PCC pela ICF. Trago essa informação porque fiquei bastante surpresa comigo mesma na última sessão com uma cliente de coaching executivo de quem gosto muito. A sessão de coaching propriamente dita estava praticamente encerrada: a cliente havia traçado seu plano de ação e eu... leia mais

6 minutos

Um outro olhar - Ed. 96

Nosso coach João nos traz o seguinte caso: “Passei do ponto!  Dei uma opinião, algo que não deveria ter feito. Trabalho com uma organização há anos e já realizei coaching com diferentes líderes da empresa. Sempre busquei manter uma postura isenta e nunca, jamais, compartilhei conteúdo de um processo de coaching com outros clientes. Entretanto, há um gestor nessa empresa, vamos... leia mais

6 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium