revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Edição #73 - Junho 2019

Localize rapidamente o conteúdo desejado

Editorial - Ed. 73

Caros leitores,

tenho duas alegrias para compartilhar com todos vocês. A primeira é que a Revista Coaching Brasil completou 6 anos. São 73 edições normais mais uma edição especial feita para a ICF-Brasil. É uma marca muito significativa e expressiva em um mercado tão conturbado, atacado e disputado. Nos orgulhamos de ter conquistado a confiança de todos os grupos sérios que trabalham com o Coaching, como a ICF, a ABRH e o GEC do CRA-SP. Muitos dos nomes mais relevantes do mercado tem sido parceiros constantes, e encontram na revista um veículo confiável e digno de que invistam seu tempo para compartilhar seus saberes e sabores.

A segunda alegria tem a ver com o tema desta edição. Há algum tempo que estamos trazendo para nossas páginas, abordagens metodológicas específicas, para trazer mais luz aos nossos leitores sobre as diversas abordagens que existem no mercado, e como que podemos identificar aquelas que ecoam dentro de nós, e que por consequência, teremos muito conforto e prazer em utilizar.

Desta vez, trazemos uma que representa um marco no que é conhecido como Coaching moderno: o Inner Game, pensado e sistematizado por Tim Gallwey. Em nossa edição de número 1, em junho de 2013 fiz o primeiro contato com Renato Ricci, que representa o Inner Game no Brasil, para conseguir um material sobre Tim Gallwey. O resultado foi um perfil muito interessante do Tim, que pode ser lido em nosso site. Minha relação com Renato se estreitou, fiz a formação do Inner Game, e Renato participou com outros artigos no decorrer destes anos.

Agora, chegava a vez de aprofundar, de mostrar para nossos leitores a essência do tal “Jogo Interior”. Convidei Renato para coordenar este dossiê, e ele trouxe um time de estudiosos, difusores e principalmente praticantes desta, que mais que uma ferramenta, é uma forma de ver a si próprio e a própria vida, dentre eles o próprio Tim.

Como o próprio Renato diz, “o The Inner Game - O Jogo Interior - é uma filosofia baseada em pilares simples, porém profundos. É simples mas não simplória. O Jogo Interior é jogado a cada minuto, por todos nós. Entendermos seu mecanismo nos leva a uma outra dimensão de desenvolvimento.”

Acima de tudo, esta metodologia fala sobre o aprender.

Nas palavras de Tim, “Coaching é um processo de aprendizagem por experiências que deveria ser focado em gerar mobilidade nas pessoas.”

Neste enfoque, Tim gosta de chamar o coachee de “tomador de decisões”. Assim o papel do Coach passa a ser facilitar a mobilidade do “tomador de decisões”.

Fico muito feliz em ter o Tim na primeira edição e comemorando nosso sexto aniversário com um dossiê especial para ele e para nós.

Tenha uma excelente leitura.

Luciano Lannes

Editor

Artigo publicado em 03/06/2019
Gostou deste artigo? Confira estes da mesma coluna:

Editorial - Ed. 78

Caros leitores, Conflitos, ahhh os conflitos. São tantos, de tantas cores, nuances, tamanhos e intensidades. Como despertam emoções, como por vezes nos tiram do eixo, turvam a visão, a racionalidade, bloqueiam a audição, intensificam posições, cristalizam crenças. Aprender a lidar com eles é a disciplina de uma vida. Pelo menos para mim foi e é assim. Comecei neste caminho há... leia mais

3 minutos

Editorial - Ed. 77

Caros leitores, LIBERTADOR....... esta foi minha sensação pessoal ao conhecer o Slow Marketing. Trabalhando com consultoria há 20 anos e com a Revista Coaching Brasil há 6 anos, conheço muito bem os desafios de trabalhar a exposição de um produto ou serviço, e os conflitos éticos que nos assolam quando somos instados a implantar as fórmulas mágicas do Marketing Digital, que... leia mais

4 minutos

Editorial - Ed. 76

Caros leitores, A cada edição avançamos em descobrir pessoas, metodologias e abordagens encantadoras, instigantes, simples e muito funcionais para complementar nossa atuação como coaches ou mentores. É sempre bom lembrar, que não cabe a nenhuma das metodologias aqui apresentadas, o simples uso utilitarista como técnica ou ferramenta, mas cada uma delas passa por um “ecoar na... leia mais

3 minutos

Editorial - Ed. 75

Caros leitores, esta segunda edição falando sobre as Dinâmicas Humanas fecha com chave de ouro a proposta de trazer os conceitos, expandir a visão, ilustrar com práticas e experiências e, principalmente, mostrar uma outra forma de ampliar a compreensão sobre o “como” somos diferentes, através de uma metodologia, que, embora proponha uma tipologia, não encarcera, não limita, ao... leia mais

3 minutos

Editorial - Ed. 74

Caros leitores, Um mosaico de cores para simbolizar as infinitas possibilidades do ser humano. Colocar as pessoas em caixinhas, pasteurizá-las, pode simplificar o esforço de análise para compreender e lidar com esta diversidade. Entretanto, em nada nos auxilia, pois somente nos prende a modelos, limitando nossa perspectiva. Tipologias são de extrema utilidade para mostrar comportamentos e... leia mais

3 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium