revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Edição #59 - Abril 2018

Localize rapidamente o conteúdo desejado

EMPODERAMENTO – uma contribuição para maior autonomia do coachee

Para Paulo Freire, empoderamento é: “A capacidade de o indivíduo realizar por si mesmo, as mudanças necessárias para evoluir e se fortalecer”.
O educador foi um dos primeiros brasileiros a traduzir o termo “empowerment”.

Pudemos perceber nestes quase dez anos em que temos atuado como Coach Executivo e Empresarial (CoEE), que na maioria dos profissionais que se tornaram Coachees (o cliente do Coach), poucos parecem ter consciência plena das características ou competências que contribuíram para que chegassem até onde se encontravam naquele momento, e, quando reconheciam, alguns não as identificavam como diferencial para que tenham obtido os resultados até ali alcançados. Nossa intenção neste artigo é compartilhar algumas vivências e fazer algumas reflexões sobre algumas possibilidades para que isto ocorra, e a importância no empoderamento e consequente autonomia do nosso cliente.

No papel de Coach, ao começar a atender um novo Coachee, solicitamos, em grande parte dos casos, conhecer um pouco mais sobre este profissional, sugerindo que nos conte sua trajetória e as escolhas que vem fazendo até este momento. Além de contribuir no estabelecimento de uma relação de confiança, auxilia também no entendimento dos caminhos que vem realizando.

Durante estes relatos, começamos a levantar hipóteses das características e competências que vão surgindo nesta construção – ainda que neste momento não as compartilhemos com o mesmo. Na continuidade, convidamos a fazer reflexões que possibilitem estabelecer conexões entre as atividades exercidas aos comportamentos e competências que vão se estabelecendo, qual abordagem tem tido eficácia, pois diante deste exercício, vão se dando conta das características que têm apresentado e passam a reconhecer o seu valor. Com isto, vão se apropriando do que lhes “pertence”, ou seja, a capacidade de construir uma carreira. Ao mesmo tempo, percebemos que ao se tornarem conscientes de seus atributos, ficam perplexos, o que de alguma forma corrobora que isto não era de seu conhecimento até o momento.

Para ler este artigo completo...
Faça login ou conheça as vantagens de ser premium.
Faça seu login Veja as vantagens de ser Premium
Gostou deste artigo? Confira estes da mesma coluna:

Formas profundas de enxergar as mudanças e criar o futuro

Para que a projeção de futuro seja útil para as organizações, ela deve ter sete dimensões. A primeira é que a jornada é focada no aprendizado e não em previsões específicas ou metas estratégicas. A jornada é contínua, adaptativa e baseada em narrativas. Em segundo lugar, para as organizações se transformarem, elas devem desafiar seu futuro usado: elas continuam com práticas que... leia mais

9 minutos

Coaching Interno e a musicalidade do Coaching de Equipas

Prelúdio Investir em Coaching Interno reflete o grau de maturidade das Empresas que apostam numa cultura sustentada de desenvolvimento dos seus recursos mais valiosos, as pessoas. Esta é uma história na primeira pessoa, uma história que desejo partilhar com o leitor. Convido-o a visitar o mundo do Coaching de Equipas dentro de uma Empresa portuguesa de grande dimensão. Esta... leia mais

16 minutos

Autocompaixão: o cuidado começando por nós

Quando um amigo querido não está bem, normalmente temos o impulso de ajudá-lo. Buscamos acolher seus sentimentos, usar um tom de voz suave e nossas melhores palavras. Já quando se trata de nós mesmos e de algum sofrimento, sentimento de inadequação ou de falha que vivenciamos, tendemos a nos tratar diferente. Costumamos acionar nossa autocrítica e um tom de voz interno mais áspero.... leia mais

15 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium