revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Edição #59 - Abril 2018

Localize rapidamente o conteúdo desejado

Empoderamento do Coachee

O tema Empoderamento tem gerado controvérsias entre estudiosos do tema, muitos dos quais o associam a questões relacionadas com o uso e o abuso do poder, ou como algo que pode ser “implantado” nas pessoas, tal como um passe de mágica.

Lembro aqui uma frase interessante de autoria de Pierre Ansard que nos convida a refletir (in Krausz, 2006):

Segundo uma formulação frequentemente repetida, o ser humano não pode ser considerado apenas como ‘uma mão’, segundo o esquema tayloriano; não pode, também, ser considerado somente como ‘uma mão e um coração’, como fizeram os teóricos das relações humanas, pois ele é capaz de ação, afetividade e de opção racional”

Consideramos esta citação como um convite para, na qualidade de Coaches Executivos e Empresariais, repensarmos e revermos certos pressupostos a respeito de nossos Coachees e de como os consideramos, ampliando assim nossa visão sobre o papel essencial de Coach na relação que se estabelece com o Coachee durante o processo de Coaching.

Empoderamento pode ser considerado um termo ambíguo, por vezes entendido por alguns como uma capacidade de “dar poder ao outro”, “ajudá-lo a sentir-se poderoso”, “ter a capacidade pessoal de empoderá-lo”.

A rigor, este sentido atribuído ao empoderamento revela, por vezes, o que caracteriza os chamados “super empoderados”, ou seja, indivíduos que embora se considerem muito poderosos como Coaches, não dispõem da potência, coerência e autenticidade necessárias para estabelecer um clima de relacionamento tal que oportunize ao Coachee olhar para dentro de si e tomar conhecimento do potencial que dispõe para conduzir sua trajetória de vida.

Entendemos que empoderamento é o resultado de um processo interno do Coachee que dispara quando este se sente genuinamente seguro, confiante e apoiado para rever-se, permitir-se ser e agir diferentemente, a abandonar certas crenças a respeito de si, do outro e dos acontecimentos do mundo à sua volta.

Como já lembrava Marcel Proust, autor da obra “Em Busca do Tempo Perdido”, “A verdadeira viagem de descobertas não é a busca de novas paisagens, mas sim vê-las com um novo olhar”.

O presente Dossiê traz pontos de vista de várias colegas que gentilmente atenderam nossa solicitação e se dispuseram a produzir artigos, em tempo recorde, sobre um tema complexo e pouco abordado de forma sistemática na literatura especializada.

Esperamos que a diversidade de abordagens e posicionamentos estimulem novas visitas ao tema, visitas estas que certamente trarão material precioso para a compreensão de um tema complexo, pleno de nuances e sutilezas, como é o empoderamento em geral e o auto empoderamento, em particular no processo de Coaching Executivo e Empresarial.

Mais do que respostas, nosso intuito é gerar perguntas, dúvidas, trocas de percepções e questionamentos que tragam mais luz para a compreensão deste tema.

Às colegas que tornaram possível a construção do presente Dossiê, meu Muito Obrigada.

Ao Lannes, agradecemos a confiança e o estímulo que geraram o presente Dossiê.    


Referências

Krausz, Rosa R. (2006). Compartilhando o Poder nas Organizações. São Paulo:Nobel, 2ª. ed., p.63.

Artigo publicado em 11/04/2018
Gostou deste artigo? Confira estes da mesma coluna:

Apresentação do Dossiê: CONVERGE21

A terceira edição do ICF Converge, evento bianual promovido pela International Coaching Federation, aconteceu nos dias 26, 27 e 28 de outubro e foi realizada, excepcionalmente, de forma virtual, a fim de manter nossa comunidade segura e saudável, assim como a maioria dos eventos ocorridos durante a pandemia da Covid-19. Foram mais de 2.000 participantes, de 80 países, que se reuniram no ICF... leia mais

6 minutos

Futuros

Boas-vindas a futuros plurais É um privilégio como coach PCC que fui durante muitos anos, voltar a escrever para a comunidade de coaches, tão relevante para nossa sociedade e para o futuro. Você deve estar se perguntando: futuros no plural? Estudar o futuro? É para responder estas perguntas e abrir uma trilha provocativa de novos aprendizados que aceitei esta curadoria do dossiê... leia mais

5 minutos

Apresentação do Dossiê: Autocompaixão e Autocuidado

Que honra coordenar este dossiê! Primeiramente agradeço ao Luciano Lannes pelo convite para a minha contribuição nesta edição e por confiar em mim a deliciosa missão de reunir outros especialistas no assunto. Me traz grande alegria compartilhar com vocês os temas de autocuidado e autocompaixão, tão relevantes e úteis para nossas vidas. Participei da edição 99 da revista, junto a um... leia mais

8 minutos

Apresentação do Dossiê: Coaching de Grupos e Equipes - Unidade na Diversidade

É com uma imensa alegria e responsabilidade, um misto de prazer e dever que apresento aos estimados leitores a 100ª.edição da Revista Coaching Brasil. Os meus primeiros sentimentos e pensamentos, quando recebi o convite de Luciano Lannes para coordenar a edição de número 100, foram...  senti o convite, só senti...logo em seguida começo a pensar nos coaches que conheço e que... leia mais

9 minutos

Burnout

Foi um susto na verdade naquela tarde quando tocou o telefone e era a Suely Mendonça desde Portugal, grande parceira de profissão que não falava há anos, me dando a notícia de que havia me indicado para o Luciano Lannes para ser a coordenadora deste dossiê sobre Burnout. A primeira coisa que vem à mente é: “não vou dar conta!”, mas como sou movida a desafios, aceitei a indicação... leia mais

6 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium