revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Edição #49 - Junho 2017

Localize rapidamente o conteúdo desejado

Editorial - Ed. 49

Caro leitor,

esta edição aborda um tema fundamental para assegurar resultados a longo prazo para o processo de Coaching, e a forma como surgiu também é interessante. Quando convidei Simone Kramer para coordenar o dossiê de uma edição, deixei o tema aberto e Simone, como relata em sua apresentação do dossiê, imediatamente pensou na Sustentabilidade do processo de Coaching.

Quando pensamos nas mudanças que queremos para nossas vidas, é normal pensarmos na compra de um bilhete apenas de ida. O que acontece, entretanto, é que, normalmente, o bilhete de volta parece estar embutido, e acabamos retornando, não exatamente para o ponto onde estávamos, mas para suas vizinhanças. Vejamos o exemplo clássico de quem faz dietas, emagrece muito e depois recupera o peso perdido, o famoso efeito sanfona.

Este caso ilustra bem o que seja sustentabilidade. Uma dieta muito restritiva não é sustentável a longo prazo e não foi feita uma reeducação alimentar para uma mudança efetiva de hábitos baseada em uma tomada de consciência. Para que uma mudança produza efeitos duradouros, precisamos ter uma série de fatores envolvidos que contribuam e possibilitem que a mudança se estabeleça em termos efetivos e que esta encontre terreno fértil para estabelecer raízes.

No caso do Coaching, a responsabilidade por um processo que não produza efeitos duradouros sustentáveis recairá sobre o coach que, de maneira bem rasa, não fez um bom trabalho. O coach, por sua vez, poderá argumentar que não tem controle sobre o que se passa no interior de seu coachee e que não pode, portanto, garantir a sustentabilidade das mudanças obtidas.

Desta forma, torna-se de suma importância para nós, coaches, analisar as bases de um processo sustentável e quais são os principais fatores que permitirão ao coachee migrar para novo patamar de consciência e performance, não retornando ao que já foi.

Este conjunto de artigos que compõem este dossiê nos remete a uma profunda reflexão sobre uma série de fatores que afetam a sustentabilidade de um processo de Coaching e que, quando atentos a eles, podemos efetuar correções de rota importantes para que nossos coachees conquistem seus Eldorados e não mais retornem ao atoleiro de comportamentos repetitivos e sabotadores.

Luciano Lannes
Editor

Artigo publicado em 31/07/2017
Gostou deste artigo? Confira estes da mesma coluna:

Editorial - Ed. 88

Caros leitores, Quando analisamos a base de conhecimento que desenvolvemos sobre o nosso funcionamento, é muito interessante notar que estamos apenas beliscando a casca do ovo desta sabedoria. Teóricos e pesquisadores estão produzindo novos modelos que nos auxiliam a compreender melhor como funcionamos e de que forma podemos diminuir nossas limitações para realçar os potenciais. No... leia mais

4 minutos

Editorial - Ed. 86

Caros leitores, que tema mais pertinente para o momento que vivemos. Vulnerável!!! O que significa isto? Segundo a etimologia, vulnerável vem do Latim VULNERABILIS, “o que pode ser ferido ou atacado”, de VULNERARE, “ferir”, de VULNUS, “ferida, lesão”, possivelmente de VELLERE, “rasgar, romper”. Assim, estar vulnerável é estar em uma posição desconfortável pois nos... leia mais

3 minutos

Editorial - Ed. 85

Caros leitores, este ano de 2020, não começou de forma tranquila como todos os outros. Entenda aqui este “tranquila” como aquela “normalidade” que nos permite fazer planos “normais”, como emagrecer, fazer exercícios, aprender inglês, etc. Agitações intensas na política, mudanças de rumo na economia, a escalada de uma intolerância e agressividade sem precedentes na sociedade,... leia mais

3 minutos

Editorial - Ed. 84

Caros leitores, ahhhhh, a tal Felicidade. Tão cantada em versos e prosas e que cada vez mais ouvimos falar dela. Talvez as pessoas estejam buscando uma felicidade mais autêntica, legítima, e não apenas compensações momentâneas obtida em prazeres fugazes. Sim, muitos dos prazeres que temos na vida são reais e legítimos e precisamos atentar para não os transformar em elementos... leia mais

3 minutos

Editorial - Ed. 83

Caros leitores, este tema chega em um momento muito especial, não somente para nós, coaches, mas para a própria humanidade que vive um divisor de águas em sua história. Há muitos anos que pesquiso a questão dos “valores” como um ponto fundamental da estruturação de uma cultura. Com o aprofundamento da pesquisa sobre o autodesenvolvimento, os valores se mostraram ainda mais... leia mais

3 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium