revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Edição #96 - Maio 2021

Localize rapidamente o conteúdo desejado

Em tempos de máscaras de proteção como anda sua comunicação?

Com as máscaras necessárias a cobrir nossas faces, com tanto isolamento que nos afasta do contato físico e dificulta a leitura da corporalidade, como fazer a linguagem ajudar, com excelência, outros humanos?

Seria o próprio afastamento social mais uma metafórica máscara para a evitação de uma comunicação autêntica?

A comunicação humana tornou-se ainda mais complexa durante a pandemia pela não-presencialidade vigente. Apesar disso é fundamental termos contatos autênticos e criarmos pontes entre nossas subjetividades para atuarmos como profissionais em desenvolvimento humano, fomentadores de transformação e de processos de aprendizagem.

Lidar, portanto, com o "não ver de perto” e o "não tocar” afasta-nos de algo ancestral nas interações humanas: a proximidade que gera intimidade.

Estejamos no papel de amigos a trocar informações sobre nossas vidas, ou sejamos profissionais com clientes em relações de ajuda, ou líderes com seus times no âmbito do trabalho, ou pares em interação romântica, nos acostumamos à ideia de ter proximidade física em contato mais pleno, para poder fazer acontecer de forma efetiva o circuito dinâmico de feedback da comunicação.

Encastelar-se, por exemplo, exclusivamente na comunicação escrita ou na conversa por meios tecnológicos, era visto como uma forma de proteção e de não-intimidade. Trocar apenas mensagens de áudio ou de texto, e-mails e coisas tais, parecia um processo de distanciamento que gerava gaps de engajamento. Conferências on-line seriam a opção menos desejada por retirar de nós a força expressiva humana que ocorreria mais fortemente no presencial. Atendimentos à distância eram alternativa menos interessante para os trabalhos de terapia, coaching, mentoring e aconselhamento, e somente aconteciam quando o olho-no-olho num espaço físico compartilhado não era possível.

Não é algo muito fácil termos qualidade em comunicação, lidando com o fato de que esse distanciamento se tornou a única opção, e que essas conversas tecnológicas são “o que tem pra hoje” e, talvez, para os próximos meses ou anos, a depender da gestão da pandemia que ocorrer em nosso país.

Para ler este artigo completo...
é necessário, pelo menos, criar seu conta gratuita.
Faça seu login Crie sua conta gratuita ou Veja as vantagens de ser Premium
Gostou deste artigo? Confira estes da mesma coluna:

Biografia e Salutogênese

O título deste artigo aborda duas instâncias importantes e interligadas referentes ao ser humano. A palavra biografia significa a “grafia da vida”, o que é escrito por uma individualidade. Salutogênese significa uma atitude que busca gerar vivências saudáveis. A biografia transcorre em ritmos que se sucedem constituindo um fluxo no tempo que percorre o passado, presente e futuro. Um... leia mais

14 minutos

FUTURO DO COACHING - IDADE DE OURO OU DSRPÇÃO

Apresentado no Converge por David Patterson – Dir. Coaching e Desenvolvimento Google Como qualquer boa conversa de coaching começamos - e terminamos - esta discussão com várias questões abertas. A primeira questão é estabelecer o contexto e as premissas chave para esta discussão. 1 - As coisas mudam mais rápido do que nunca antes na história da humanidade a -Os líderes... leia mais

12 minutos

O Mindset Ágil para um Mundo em Transformação

Apresentado no Converge por Carole Gaskell e Judith Ábri von Bartheld A velocidade do mundo mudou! No lugar de tranquilidade, ponderação e paciência, estamos vivenciando uma era de ansiedade, do fazer por fazer e da extrema impaciência em qualquer espera. Tudo é para ontem! Esse novo contexto tem modificado profundamente o comportamento das pessoas e precisa ser compreendido para... leia mais

11 minutos

Como o coach de grupos pode desenvolver equipes

Para refletir sobre a atuação do profissional de coaching com grupos, vale lembrar que a palavra coach, no séc. XIX, era usada por estudantes da Universidade de Oxford para se referir aos professores que tutelavam os alunos com foco em seu desempenho acadêmico. Pouco depois, o termo foi usado para se referir a técnicos que orientavam equipes esportivas. Assim, a prática do coaching já... leia mais

20 minutos

O Foco no sucesso do cliente, esse é o Customer Success

O que é o sucesso do cliente? Quer uma boa resposta? Então pergunte a ele. Do que precisa? Como? Quando? Gerar resultados reais para o seu cliente deve ser a sua principal preocupação, pois só dessa forma ele verá valor no trabalho que você oferece e irá indicar seus serviços. O sucesso do cliente é o seu sucesso e isso nunca mudará. Esse conceito trata da ideia de... leia mais

12 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium