revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Edição #96 - Maio 2021

Localize rapidamente o conteúdo desejado

Comunicação Autêntica: Tecituras de resgate ao humano dentro e fora das plataformas digitais

Nunca se falou tanto sobre autenticidade. Sua aplicação em nosso cotidiano tem sido estimulada por meio de imperativos que se fazem presentes em frases como “seja você mesmo”, “solte a sua voz” ou até mesmo “viva a sua verdade”. Embora esse movimento seja legítimo e tenha como plano de fundo encorajar a formação de pessoas livres de padrões impostos e a construção de uma expressividade singular, quando somado a um contexto de aceleração da vida e a uma escuta fragilizada de si e do outro, ele se torna um movimento questionável. Na ansiosa busca por autenticidade há quem se perca seguindo “gurus” que embasam suas promessas de resultado em fórmulas prontas e métodos “infalíveis”. O que antes seria um convite para se libertar de padrões, se torna apenas uma proposta de adequação a um novo molde. Neste processo, infelizmente, o ser humano e todo o seu potencial criativo perdem força e acabam operando na esfera da artificialidade. 

O uso da internet como alternativa para se fazer comunicação (indispensável nos dias de hoje), vem abrindo diversas possibilidades de exploração das mídias sociais na criação de posicionamento para marcas, empreendedores e idealizadores que se interessem em lançar ou consolidar o seu projeto, negócio ou causa dentro do universo online. É neste universo e na construção deste tipo de comunicação que o conceito de autenticidade tem exercido uma certa pressão pela conquista de atenção em uma corrida silenciosa e numérica por seguidores e para se tornar, a todo custo, bem-visto aos “olhos” dos algoritmos da vez. Um dos maiores riscos da distorção daquilo que é uma comunicação autêntica, é que a cobrança por desempenho que já nos adoecia muito antes disso tudo, tende a nos fazer cada vez mais reféns de um ideal que descarta a nossa humanidade e todos os acontecimentos que nos cercam nesse exato momento. E como falar de comunicação autêntica sem falar dessa humanidade? Como ignorar a nossa vulnerabilidade e abrir mão do que nos faz vivos e “conectáveis”? A serviço de que estamos negociando um viver consciente para nos condicionarmos ao que “manda” os algoritmos? Estas são questões relevantes e que fomentam uma reflexão válida não apenas ao mundo dos negócios e do empreendedorismo, mas também sobre quem temos sido e que tipo de vida temos nutrido dentro e fora das plataformas digitais.

Para ler este artigo completo...
é necessário, pelo menos, criar seu conta gratuita.
Faça seu login Crie sua conta gratuita ou Veja as vantagens de ser Premium
Gostou deste artigo? Confira estes da mesma coluna:

Como a Inteligência Emocional pode ser ampliada com o desenvolvimento de habilidades de Inteligência Espiritual

Para que seja possível discorrer sobre a relação entre Inteligência Emocional (EQ) e Inteligência Espiritual (SQ), é necessário esclarecer como compreendo e faço uso destes conceitos. Muitos autores me servem de referência e fundamentam minha prática em Desenvolvimento Humano, entretanto, trago apenas os ligados ao escopo deste artigo, e exploro com mais profundidade a SQ por ser o... leia mais

14 minutos

Responsabilidade Social: Coaching Solidário

“A solidariedade é o sentimento que melhor expressa o respeito pela dignidade humana.” Franz Kafka Antes de tudo, quero trazer para as leitoras e leitores, o que significa solidariedade para mim, pois há uma infinidade de definições por aí. Desde muito jovem, ouvia meus pais dizerem que para ser solidário, precisamos aprender a doar o que falta e não o que sobra, e... leia mais

15 minutos

Consultoria: A Arte de Escutar o Invisível

Sempre trabalhei em consultoria de serviços, onde o que eu vendia - pelo menos inicialmente - eram respostas para os problemas dos meus clientes na área de tecnologia. Trabalhei com produtos de software que potencializam a colaboração dentro das organizações: soluções de e-mail, mensagens instantâneas, intranets, e gestão do conhecimento. Na época, a internet estava chegando no Brasil,... leia mais

11 minutos

Complexidade e as Novas Economias

Escrever sobre Complexidade e as Novas Economias é antes de mais nada, não ter a pretensão e a ousadia de esgotar todo o entrelaçamento que existe entre estes temas. São muitos os insights que as economias emergentes nos trazem a respeito de impactos sociais, financeiros, emocionais, ambientais, físicos, espirituais e muito mais. As Novas Economias buscam atuar nas dores e impactos... leia mais

10 minutos

Mais Rápido Que Os Olhos

Um Show de Mágica é, na essência, um espetáculo teatral em que o personagem principal é alguém com poderes fantásticos. Esse personagem é capaz de fazer objetos desaparecerem de um lugar e aparecerem em outro. Ele faz as coisas flutuarem. Ele faz um objeto se transformar em dois. Há pessoas que amam um Show de Mágica e há, também, os que odeiam. Esses que odeiam se explicam assim:... leia mais

14 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium