revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Edição #95 - Abril 2021

Localize rapidamente o conteúdo desejado

Cultivando o Equilíbrio Emocional nas Organizações

“A realidade está onde você coloca sua atenção” William James

Neste momento da humanidade, começamos a entender que é necessário ir para além das preocupações com a saúde mental, entendo que há um processo que pode nos ajudar a prevenir o desenvolvimento dos transtornos mentais: aprender a cuidar das nossas emoções.

Mas qual é o momento para aprendermos a cuidar de nossas emoções?

Atualmente, escolas infantis estão começando a focar na aprendizagem socioemocional, tendo em vista que o ambiente escolar começa a ser avaliado pelo desenvolvimento destas habilidades nos estudantes. Não basta entregar conteúdo em matemática, física, línguas, biologia, artes... os jovens precisam ser preparados para se tornarem seres humanos capazes de reconhecer suas emoções, lidar com elas, tomar decisões responsáveis e cuidadosas, construir relacionamentos saudáveis e duradouros. Em um mundo globalizado, diverso e cheio de desafios interessantes, precisamos aprender a nos conectar com pessoas que pensam diferente de nós e que são diferentes de nós.

Indo para a vida adulta, o tema do equilíbrio emocional passa por diversos cenários nas organizações e na maturidade das lideranças. Ele pode ser visto como um tabu, nem ser comentado, afinal falar sobre suas dificuldades emocionais pode indicar vulnerabilidades. Mesmo passando por tratamentos psiquiátricos, utilizando medicamentos ou até mesmo drogas ilícitas, muitos líderes procuram manter uma imagem de invencibilidade. Por outro lado, os desequilíbrios emocionais podem ser identificados e causar preocupações com os afastamentos e a queda da produtividade de modo a despertar a necessidade de ações e fluxos de saúde emocional e mental nas instituições. Finalmente, o cultivo do equilíbrio emocional pode ser compreendido como uma core skill a ser desenvolvida na organização que passa a ter programas e incentivos para este processo acontecer.

O Cultivating Emotional Balance (CEB) ou Cultivando o Equilíbrio Emocional (https://cultivating-emotional-balance.org/ e http://cebbrasil.net.br/) é um programa desenvolvido com este objetivo de nos levar a conhecer e reconhecer as nossas emoções e das pessoas com quem nos relacionamos, e utiliza-se de práticas contemplativas como a meditação para nos levar à possibilidade de uma escolha emocional, ou seja como nos expressarmos emocionalmente. Temas como o desenvolvimento da empatia e compaixão, conhecendo como ocorre um episódio emocional, aprendizado e evolução dos episódios emocionais, compreendendo a impermanência dos eventos da vida, reflexões profundas sobre a felicidade, propósito de vida e escolhas pessoais e profissionais são desenvolvidos ao longo de 42 horas no treinamento completo. Versões mais breves podem ser adaptadas às necessidades das diferentes pessoas e equipes. O programa teve origem em um dos encontros do Mind and Life Institute (https://www.mindandlife.org/), que ocorreu em 2000, em Dharamsala na Índia, na residência do Dalai Lama. Ele mesmo um entusiasta da ciência, ajudou a criar este instituto que tem reunido cientistas e contemplativos para discussões, pesquisas com colaborações internacionais e que tem elucidado muitos dos efeitos das práticas como a meditação para a saúde humana. Se hoje temos escolas, hospitais, corporações que adotam práticas como mindfulness e diversos tipos de meditação como estratégias para promover saúde mental e bem-estar, muito se deve ao trabalho do Mind and Life Institute.

Para ler este artigo completo...
é necessário, pelo menos, criar seu conta gratuita.
Faça seu login Crie sua conta gratuita ou Veja as vantagens de ser Premium
Gostou deste artigo? Confira estes da mesma coluna:

O Poder de Todos: É a voz de um líder Betinho, plantando sonhos colheu sonhadores

O voluntariado surgiu no Brasil no século XVI, através de organizações religiosas.  Na sua maioria católicas e ligadas à saúde – as chamadas Santas Casas – influência da Coroa. Temos notícia que a primeira Santa Casa de Misericórdia foi implantada em 1543. Era um trabalho essencialmente das mulheres. As primeiras políticas públicas datam da década de 30, que passou a regular... leia mais

16 minutos

O Poder de Todos: É a voz de um líder autêntico

Após os 35 anos de idade, já tendo tido anos de experiência em sua vida profissional com grande sucesso em diversos cargos gerenciais e diretivos, seguindo os padrões e modelos de liderança e a visão que aprendeu de outros, você começa a perceber que as regras que você tem seguido até hoje são formatos que não preenchem 100% da voz que você quer representar. Você reconhece em você... leia mais

14 minutos

O Futuro é (des)ordem

Uma porta como esta se abriu apenas cinco ou seis vezes desde que nos tornamos “homo erectus”. É o melhor tempo possível para estar vivo, quando quase tudo o que você pensou que sabia está errado.” Tom Stoppard – na peça Arcadia, 1993. O dicionário Houaiss define Futuro como “tempo que se segue ao presente” ou o “conjunto de fatos, acontecimentos... leia mais

14 minutos

O xadrez e a vida: uma visão além do jogo

“O xadrez é a vida em miniatura” Garry Kasparov. Qual o grau de relevância das visões estratégica e sistêmica para o desenvolvimento de pessoas e organizações? E como um jogo milenar pode se relacionar com elas? O xadrez, reconhecido como um dos principais jogos de estratégia, é uma batalha mental na qual dois jogadores se enfrentam visando um objetivo: o... leia mais

13 minutos

Imunidade à Mudança e Carreira

A imunidade à mudança e a velocidade na carreira.  Velocidade! É a palavra que eu mais ouço dos coachees quando uso a ferramenta ITC – Immunity to Change, elaborada por Robert Kegan e Lisa Lahey. Velocidade para chegar ao lugar que realmente trava o movimento necessário para que a mudança desejada aconteça. Tive meu primeiro contato com a ferramenta em 2014 num evento organizado... leia mais

13 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium