revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Edição #92 - Janeiro 2021

Localize rapidamente o conteúdo desejado

Complexidade e as Novas Economias

Escrever sobre Complexidade e as Novas Economias é antes de mais nada, não ter a pretensão e a ousadia de esgotar todo o entrelaçamento que existe entre estes temas. São muitos os insights que as economias emergentes nos trazem a respeito de impactos sociais, financeiros, emocionais, ambientais, físicos, espirituais e muito mais.

As Novas Economias buscam atuar nas dores e impactos negativos gerados até hoje pela forma como investimos e fazemos negócios. São práticas emergentes que procuram dar conta de novas formas de circular riqueza em nosso sistema econômico. Uma riqueza que esteja a serviço de diminuir desigualdades e cuidar da saúde do planeta. E isso significa, ter a coragem de romper com a ideia de que o lucro tem a exclusiva função de maximizar retorno ao acionista no curto prazo.

Isso significar dar ao lucro a sua função consciente de promover retorno a todos os stakeholders do negócio, além de gerar riquezas que atuem no bem-estar coletivo. Isso implica em ir muito além de um negócio próspero. Implica na coragem dos negócios assumirem um papel propositivo para uma sociedade próspera.

Cito aqui alguns movimentos que têm atuado com a disseminação e a educação para Novas Economias: Capitalismo Consciente, Sistema B, Economia Circular, Economia Donut, GameChangers, entre outros.

E por que isso é complexo?

Porque os caminhos não são óbvios. Conhecemos os resultados alcançados pelas ações feitas até hoje. Sabemos o que está bom e o que está ruim, o que queremos ver transformado. E isso exige observação, investigação, capacidade para colocar “o dedo na ferida”, e a intenção positiva de regenerar culturas, tanto das organizações quanto das famílias e das sociedades.

Para ler este artigo completo...
Faça login ou conheça as vantagens de ser premium.
Faça seu login Veja as vantagens de ser Premium
Gostou deste artigo? Confira estes da mesma coluna:

Mais Rápido Que Os Olhos

Um Show de Mágica é, na essência, um espetáculo teatral em que o personagem principal é alguém com poderes fantásticos. Esse personagem é capaz de fazer objetos desaparecerem de um lugar e aparecerem em outro. Ele faz as coisas flutuarem. Ele faz um objeto se transformar em dois. Há pessoas que amam um Show de Mágica e há, também, os que odeiam. Esses que odeiam se explicam assim:... leia mais

14 minutos

Imunidade à autoconsciência:

...um sistema inteligente que ofusca as competências e sua potência como Coach numa sessão de Coaching Vimos no artigo anterior o quanto o sistema imune pode nos pegar desprevenidos e impedir a agilidade emocional que precisamos ter na nossa carreira para impulsionar cada vez mais nossa visibilidade e marca pessoal como coaches. Neste artigo pretendo colocar uma lente ampliada sobre como... leia mais

21 minutos

Bem-Estar: Alavancando Talentos para Enfrentar Adversidades

“Nunca estamos tão fortes quanto quando temos em mente nossos êxitos.” Donald O. Clifton, PhD Qual foi a conquista mais importante que você teve no último ano? Como seus talentos contribuíram para esse resultado? Como você se sente em relação a essa experiência? Algo especial acontece quando relembramos nossos sucessos anteriores. O semblante, o tom de voz, a... leia mais

13 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium