revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Edição #88 - Setembro 2020

Localize rapidamente o conteúdo desejado

Coaching Baseado em Pontos Fortes

A abordagem do coaching de Pontos Fortes vem sendo desenvolvida pela Gallup há décadas, baseada no sonho de Don Clifton de que pudéssemos olhar cada ser humano a partir do que tem de melhor. E tal abordagem vem revolucionando a forma como as pessoas pensam sobre desenvolvimento humano, profissional e empresarial.


Talentos e Pontos Fortes

O coaching orientado pelos pontos fortes dos coachees está lastreado por dois conceitos centrais: talentos e pontos fortes.

Dentro do paradigma proposto, “um talento é um padrão natural de sentimento, pensamento ou comportamento que pode ser usado de maneira produtiva”. Na medida em que os talentos de uma pessoa são desenvolvidos, eles podem se transformar num ponto forte, que é “a capacidade de produzir consistentemente um resultado positivo por meio do desempenho quase perfeito em uma tarefa específica”. Dizemos que para terminar com pontos fortes, começamos com talentos. Eu gosto de pensar que o talento é a semente, enquanto o ponto forte é a planta. O talento é o “ser” e o ponto forte é o “fazer”.

Premissas A abordagem do Desenvolvimento Baseado em Talentos e Pontos Fortes assume algumas premissas importantes. São elas: 

Conhecimentos e técnicas podem ser aprendidos, mas as inclinações naturais, não. Pense na hipótese de ensinar alguém que não é competitivo a assumir essa postura, ou treinar alguém mais tímido para ser carismático. A crença subjacente é que é possível mudar a forma como as pessoas realizam as coisas, mas não é possível mudar a essência de um ser humano de forma substantiva. Pelo menos não para que ela atinja a excelência naquela característica. Uma pessoa com o tema de talento Carisma pode até aprender como agir de forma mais reservada em alguns momentos (a forma como faz), mas será muito difícil, emocionalmente caro e pouco efetivo tentar alterar os elementos centrais de sua personalidade (aquilo que é). Acrescento a essa premissa, a constatação de que isso não é necessário, e que cada pessoa pode descobrir o seu jeito de realizar o que quer realizar, sem ferir a sua essência, articulando aquilo que ela tem de naturalmente bom, ao invés de lutar contra o que não tem;

Para ler este artigo completo...
Faça login ou conheça as vantagens de ser premium.
Faça seu login Veja as vantagens de ser Premium
Gostou deste artigo? Confira estes da mesma coluna:

O Poder de Todos: É a voz de um líder Betinho, plantando sonhos colheu sonhadores

O voluntariado surgiu no Brasil no século XVI, através de organizações religiosas.  Na sua maioria católicas e ligadas à saúde – as chamadas Santas Casas – influência da Coroa. Temos notícia que a primeira Santa Casa de Misericórdia foi implantada em 1543. Era um trabalho essencialmente das mulheres. As primeiras políticas públicas datam da década de 30, que passou a regular... leia mais

16 minutos

O Poder de Todos: É a voz de um líder autêntico

Após os 35 anos de idade, já tendo tido anos de experiência em sua vida profissional com grande sucesso em diversos cargos gerenciais e diretivos, seguindo os padrões e modelos de liderança e a visão que aprendeu de outros, você começa a perceber que as regras que você tem seguido até hoje são formatos que não preenchem 100% da voz que você quer representar. Você reconhece em você... leia mais

14 minutos

O Futuro é (des)ordem

Uma porta como esta se abriu apenas cinco ou seis vezes desde que nos tornamos “homo erectus”. É o melhor tempo possível para estar vivo, quando quase tudo o que você pensou que sabia está errado.” Tom Stoppard – na peça Arcadia, 1993. O dicionário Houaiss define Futuro como “tempo que se segue ao presente” ou o “conjunto de fatos, acontecimentos... leia mais

14 minutos

O xadrez e a vida: uma visão além do jogo

“O xadrez é a vida em miniatura” Garry Kasparov. Qual o grau de relevância das visões estratégica e sistêmica para o desenvolvimento de pessoas e organizações? E como um jogo milenar pode se relacionar com elas? O xadrez, reconhecido como um dos principais jogos de estratégia, é uma batalha mental na qual dois jogadores se enfrentam visando um objetivo: o... leia mais

13 minutos

Imunidade à Mudança e Carreira

A imunidade à mudança e a velocidade na carreira.  Velocidade! É a palavra que eu mais ouço dos coachees quando uso a ferramenta ITC – Immunity to Change, elaborada por Robert Kegan e Lisa Lahey. Velocidade para chegar ao lugar que realmente trava o movimento necessário para que a mudança desejada aconteça. Tive meu primeiro contato com a ferramenta em 2014 num evento organizado... leia mais

13 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium