revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Edição #87 - Agosto 2020

Localize rapidamente o conteúdo desejado

ICF Portugal: um Caso de Boas Práticas

Escrevemos este artigo com o objetivo que partilharmos a nossa experiência de criar um modelo de gestão e comunicação de uma associação de coaching, a ICF Portugal, criado para concretizar uma visão estratégica clara, baseada em princípios da inteligência coletiva e da nossa convicção de que era possível inspirar e envolver a comunidade de membros, convidando-os a ter uma contribuição ativa para a concretização dessa visão. 

Definir estratégia de liderança de associação

A Visão da Direção consistiu em criar Modelo de Gestão e Funcionamento inspirado nas empresas poli-celulares, em que o Líder é um coordenador de equipas de trabalho maduras, com elevados níveis de autonomia, que se organizam em células temáticas e assumem total responsabilidade pela sua dinamização, no respeito pelas regras e princípios que orientam a ICF, assegurando um alinhamento pleno e uma dinâmica sinérgica.

Esta Visão faz parte da Carta de Princípios (ver Anexo 1: Carta de Princípios), instrumento fundamental para assegurar o alinhamento e compromisso de todos, com total isenção e desapego das funções assumidas, na persecução do objetivo maior que é o de promover o reconhecimento da ICF como um standard para um Coaching Rigoroso, Profissional e Ético suportado num conjunto de competências core e no código de ética.

Assegurar sustentabilidade e levar o coaching à comunidade

Uma das principais orientações estratégicas definida foi promover o reconhecimento da profissão e assim contribuir para que o mercado em Portugal esteja cada vez mais esclarecido sobre o que é o coaching e como distinguir um coach profissional (ver Anexo 2: Princípios de Gestão).

Para ler este artigo completo...
Faça login ou conheça as vantagens de ser premium.
Faça seu login Veja as vantagens de ser Premium
Gostou deste artigo? Confira estes da mesma coluna:

Responsabilidade Social: o olhar de quem cuida

Só há uma norma pela qual uma época pode ser justamente julgada: em que medida ela permitiu o desenvolvimento da dignidade humana? Romano Guardini Assim como toda empresa é mais que uma atividade econômica, é, antes de tudo uma atividade dirigida por pessoas a serviço da sociedade, entendo que toda profissão – seja ela qual for -, carrega em si uma responsabilidade... leia mais

15 minutos

Os Fundamentos Generativos dos Resultados nas Organizações

Vendo Organizações com Novos Olhos Como seres humanos, sempre vivemos no mundo que podemos ver. Também convivemos com o que os psicólogos chamam de "cegueira cognitiva". Cegueira é a condição em que não sabemos o que não sabemos. Por exemplo, eu não fui treinado como médico, então eu não tenho as distinções, os "olhos" para ver o que um médico pode ver. O médico vê corpos de... leia mais

16 minutos

Tempos Pós-Normais: A Mudança está Mudando

“Existem dois tipos de mudança: a que nos acontece e a que fazemos acontecer.” Rosa Alegria Estamos entrando numa nova era da história. Saindo de um modelo que não estava dando certo – entrando num outro que ainda está por mostrar a que veio, nos defrontamos com o mais alto grau de incerteza já vivido, inaugurado pela pandemia covid19. O contato da experiência... leia mais

15 minutos

Falemos sobre imunidade à mudanças

Foi no dia 15 de novembro de 2014 que o professor Robert Kegan conquistou a atenção de mais de 400 coaches reunidos na conferência global da ICF, no Rio de Janeiro. Entrou com seu notebook em mãos e, com voz tranquila e segura, conduziu uma palestra intercalada com atividades em dupla. Ao final, boa parte dos participantes havia identificado crenças, até então inconscientes, que... leia mais

14 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium