revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Edição #86 - Julho 2020

Localize rapidamente o conteúdo desejado

Editorial - Ed. 86

Caros leitores,

que tema mais pertinente para o momento que vivemos. Vulnerável!!! O que significa isto? Segundo a etimologia, vulnerável vem do Latim VULNERABILIS, “o que pode ser ferido ou atacado”, de VULNERARE, “ferir”, de VULNUS, “ferida, lesão”, possivelmente de VELLERE, “rasgar, romper”.

Assim, estar vulnerável é estar em uma posição desconfortável pois nos coloca, de certa forma, em uma situação de impotência frente ao outro ou a uma situação. Sabemos que pouco controlamos do que acontece em nossas vidas, desta forma, aprendemos a conviver com a possibilidade de que algo inesperado possa acontecer a qualquer momento. Ao mesmo tempo em que isto é absolutamente natural na vida, pode nos levar a uma região de grande insegurança, chegando ao pânico.

Como lidar com a vulnerabilidade? Elaine Patterson e Karyn Prentice, colocam em seu primeiro texto, que “A vulnerabilidade não é uma fraqueza inconveniente, é nosso estado natural e nossa faculdade inata para entendermos a nós mesmos e enterdermos o nosso mundo.” Mais adiante completam “Ser vulnerável é frequentemente visto como contracultura, mas, em nosso trabalho, descobrimos que abraçar a vulnerabilidade com doses generosas de compaixão por si mesmo e pelos outros é “o prelúdio de uma prática corajosa, criativa e compassiva”. A vulnerabilidade é a porta de entrada para o aprendizado.

É com este espírito que te convido a mergulhar neste dossiê, e que ele seja um importante ponto de acesso à sua própria vulnerabilidade, propiciando mais autoconhecimento, autocompaixão e mais leveza frente a vida.

Nesta edição inauguramos uma nova coluna, “Empreenda&Venda”. Nela Demítrius de Souza irá nos presentear com reflexões sobre como o Coaching também como um negócio, para que possa tirar dele, sua sustentabilidade. Muitos modelos mentais precisam ser revisitados.

Bom ânimo e excelente leitura,

Luciano Lannes Editor

Artigo publicado em 06/07/2020
Gostou deste artigo? Confira estes da mesma coluna:

Editorial - Ed. 89

Que satisfação ver esta edição pronta, com um tema que me é tão caro, fruto de muita investigação e entrega pessoal. Gustavo Boog coordenou o dossiê e assina um dos artigos. A discussão sobre a relação entre espiritualidade e religião foi marcante nos artigos, inclusive mostrando como que, com o surgimento da ciência, descolada da religião, evoluímos muito na construção do... leia mais

3 minutos

Editorial - Ed. 88

Caros leitores, Quando analisamos a base de conhecimento que desenvolvemos sobre o nosso funcionamento, é muito interessante notar que estamos apenas beliscando a casca do ovo desta sabedoria. Teóricos e pesquisadores estão produzindo novos modelos que nos auxiliam a compreender melhor como funcionamos e de que forma podemos diminuir nossas limitações para realçar os potenciais. No... leia mais

4 minutos

Editorial - Ed. 85

Caros leitores, este ano de 2020, não começou de forma tranquila como todos os outros. Entenda aqui este “tranquila” como aquela “normalidade” que nos permite fazer planos “normais”, como emagrecer, fazer exercícios, aprender inglês, etc. Agitações intensas na política, mudanças de rumo na economia, a escalada de uma intolerância e agressividade sem precedentes na sociedade,... leia mais

3 minutos

Editorial - Ed. 84

Caros leitores, ahhhhh, a tal Felicidade. Tão cantada em versos e prosas e que cada vez mais ouvimos falar dela. Talvez as pessoas estejam buscando uma felicidade mais autêntica, legítima, e não apenas compensações momentâneas obtida em prazeres fugazes. Sim, muitos dos prazeres que temos na vida são reais e legítimos e precisamos atentar para não os transformar em elementos... leia mais

3 minutos

Editorial - Ed. 83

Caros leitores, este tema chega em um momento muito especial, não somente para nós, coaches, mas para a própria humanidade que vive um divisor de águas em sua história. Há muitos anos que pesquiso a questão dos “valores” como um ponto fundamental da estruturação de uma cultura. Com o aprofundamento da pesquisa sobre o autodesenvolvimento, os valores se mostraram ainda mais... leia mais

3 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium