revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Edição #85 - Junho 2020

Localize rapidamente o conteúdo desejado

Editorial - Ed. 85

Caros leitores,

este ano de 2020, não começou de forma tranquila como todos os outros. Entenda aqui este “tranquila” como aquela “normalidade” que nos permite fazer planos “normais”, como emagrecer, fazer exercícios, aprender inglês, etc. Agitações intensas na política, mudanças de rumo na economia, a escalada de uma intolerância e agressividade sem precedentes na sociedade, e um vírus que já dava sinais, no outro lado do mundo, de que nossas vidas iriam passar por grandes mudanças.

Disrupção”: substantivo feminino, que significa, ato ou efeito de romper-se; fratura, quebra de um curso normal de um processo. Este termo, cada vez mais utilizado na “modinha” dos clichês organizacionais, ganha novo contexto, relevância e prática. Descreve com maestria nossa nova realidade: isolamento da maioria, confinamento com nossa pequena tribo. Solitude para alguns, solidão para a maioria, estresse, mais desafios e conflitos.

Creio que não por acaso, mas esta discussão fica para quando pudermos fazê-la ao vivo, com choops, pizza e muitos abraços, nossas edições este ano foram por um caminho de olhar muito para dentro, cutucar nossa essência. Começamos com uma síntese do CONVERGE19, falando sobre “Empatia para nova década” e “Inteligência Espiritual”. Na sequência vieram “Teoria Integral”, “Biografia Humana”, “Valores” e “Organizações Positivas”.

Coincidência ou não, fato é que nunca precisamos tanto parar para nos olharmos melhor, para compreender quem somos, como funcionamos e como podemos viver juntos, “numa boa”.

Este dossiê, organizado com muito carinho e esmero por Ricardo Farah, traz a “Abordagem Integrativa Transpessoal”, com uma riqueza de artigos que sinalizam caminhos muito lógicos, e concretos.

Na apresentação do dossiê ele escreve: “Para mim, a Psicologia Transpessoal visa, permeando as dimensões física, mental, emocional e espiritual do ser humano, a busca ou o resgate do saudável no indivíduo possibilitando a este acessar outras dimensões da consciência onde a cura ou equilíbrio, transformação e aprendizado se realizam por meio da integração das dualidades com percepção de uma nova possibilidade de vir a ser.”

É disso que precisamos nestes novos tempos, vislumbrar novas possibilidades de vir a ser.

Bom ânimo e excelente leitura,

Luciano Lannes Editor

----------------------------------------------------------------------------------

Confira o índice desta edição


Artigo publicado em 01/06/2020
Gostou deste artigo? Confira estes da mesma coluna:

Editorial - Ed. 89

Que satisfação ver esta edição pronta, com um tema que me é tão caro, fruto de muita investigação e entrega pessoal. Gustavo Boog coordenou o dossiê e assina um dos artigos. A discussão sobre a relação entre espiritualidade e religião foi marcante nos artigos, inclusive mostrando como que, com o surgimento da ciência, descolada da religião, evoluímos muito na construção do... leia mais

3 minutos

Editorial - Ed. 88

Caros leitores, Quando analisamos a base de conhecimento que desenvolvemos sobre o nosso funcionamento, é muito interessante notar que estamos apenas beliscando a casca do ovo desta sabedoria. Teóricos e pesquisadores estão produzindo novos modelos que nos auxiliam a compreender melhor como funcionamos e de que forma podemos diminuir nossas limitações para realçar os potenciais. No... leia mais

4 minutos

Editorial - Ed. 86

Caros leitores, que tema mais pertinente para o momento que vivemos. Vulnerável!!! O que significa isto? Segundo a etimologia, vulnerável vem do Latim VULNERABILIS, “o que pode ser ferido ou atacado”, de VULNERARE, “ferir”, de VULNUS, “ferida, lesão”, possivelmente de VELLERE, “rasgar, romper”. Assim, estar vulnerável é estar em uma posição desconfortável pois nos... leia mais

3 minutos

Editorial - Ed. 84

Caros leitores, ahhhhh, a tal Felicidade. Tão cantada em versos e prosas e que cada vez mais ouvimos falar dela. Talvez as pessoas estejam buscando uma felicidade mais autêntica, legítima, e não apenas compensações momentâneas obtida em prazeres fugazes. Sim, muitos dos prazeres que temos na vida são reais e legítimos e precisamos atentar para não os transformar em elementos... leia mais

3 minutos

Editorial - Ed. 83

Caros leitores, este tema chega em um momento muito especial, não somente para nós, coaches, mas para a própria humanidade que vive um divisor de águas em sua história. Há muitos anos que pesquiso a questão dos “valores” como um ponto fundamental da estruturação de uma cultura. Com o aprofundamento da pesquisa sobre o autodesenvolvimento, os valores se mostraram ainda mais... leia mais

3 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium