revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Edição #84 - Maio 2020

Localize rapidamente o conteúdo desejado

Identificar e desenvolver pontos fortes da tripulação durante as tempestades.

Do momento da redação deste artigo até a publicação, posso especular pouco sobre os desdobramentos da crise do COVID-19 e todo o impacto que isso gerará em todos os âmbitos de nossas vidas.

O que tenho convicção é que as crises passam, mas o talento fica.

E dito isso talvez seja nesse momento que precisamos manifestar nossas fortalezas individualmente e coletivamente com maior intensidade.

Mas será que somos conscientes de quais são nossos pontos fortes?

Pesquisas da Psicologia Positiva dizem que não, apenas um terço das pessoas conseguem claramente definir quais são seus pontos fortes, e apenas 17% conseguem manifestar essas fortalezas com frequência no dia-a-dia.

E se você acha que na liderança esse percentual é maior, se engana, uma investigação feita pela Psicóloga Organizacional Tascha Eurich revelou que apenas 10-15% dos líderes são autoconscientes, ou seja, tem uma percepção assertiva de quem são e do impacto disso na vida dos outros e nos resultados do trabalho.

Apenas 15% da força de trabalho global está engajada e satisfeita com seu trabalho, a Gallup tem feito esta pesquisa repetidamente por 20 anos e os números variam muito pouco. E sabemos que existe uma correlação entre a identificação, uso e desenvolvimento dos pontos fortes com bem-estar.

Um ponto forte é muito mais que uma competência, posso ser competente em algo e detestar fazer aquilo, um ponto forte é quando posso e gosto de fazer algo.

Explorar as competências acaba tendo um olhar fixo no passado, no que foi realizado, já quando exploramos os pontos fortes estamos pensando em possibilidades.

Os Pontos fortes segundo a Psicologia Positiva:

Os pontos fortes são formas de se comportar, pensar e sentir que estão relacionadas à capacidade natural do indivíduo, geram satisfação e permitem que o indivíduo tenha um funcionamento ótimo na busca de realização. Ou seja, são capacidades naturais que podem ser aplicadas produtivamente.

Um aspecto muito interessante é que mesmo falando de capacidades naturais e preferencias, existe a possibilidade de incorporar fortalezas e evoluir as atuais.

Um modelo dinâmico para manifestar o que temos de melhor:

A abordagem da psicologia positiva quanto às fortalezas propõe um modelo dinâmico e flexível, porém com base em pesquisa cientifica séria e com o objetivo de levar as pessoas a manifestarem o que tem de melhor.

Para ler este artigo completo...
Faça login ou conheça as vantagens de ser premium.
Faça seu login Veja as vantagens de ser Premium
Gostou deste artigo? Confira estes da mesma coluna:

Experimentando a Vulnerabilidade na China

“Imagine que, num belo dia, um disco voador o abduzisse e depois o soltasse num local totalmente estranho. Bum! Você cai de dentro da espaçonave, levanta e olha em volta. E o que você vê? Pessoas estranhas, que se vestem de forma estranha; se acocoram para descansar as pernas; usam buracos em vez de privadas; comem cachorro, cobra, escorpião, lagarta; gritam, se empurram, furam fila. Agora... leia mais

13 minutos

Psicoterapia Transpessoal

As psicoterapias se apresentam historicamente para a psicologia e para a sociedade como uma prática de grande relevância como uma ação de cuidado. Independentemente de sua orientação teórica, têm como objetivos principais levar a pessoa ao conhecimento de si, empreender tomadas de decisão e ações que favoreçam o próprio equilíbrio e crescimento do ser humano. É um processo que... leia mais

10 minutos

Valores: o que eles estão nos ensinando neste momento de crise mundial

A crise política, econômica, social e de saúde sem precedentes pela qual estamos passando está nos obrigando a refletir sobre várias questões: como chegamos na situação atual? O que precisamos fazer para ultrapassá-la? Que comportamentos e decisões geraram esta situação de vulnerabilidade extrema? Quais os aprendizados individuais e coletivos que precisamos fazer? A partir desta nova... leia mais

19 minutos

A EVOLUÇÃO DOS MODELOS DE GESTÃO

Uma das maiores questões que se apresentam aos modelos de gestão contemporâneos nas empresas hoje é conseguir se livrar de um pensamento exclusivamente voltado para os sistemas de comando e controle desenvolvidos no começo do século 20 para dar conta dos aumentos das demandas e do volume de produção e incluir em seus processos uma lógica que abranja as rápidas dinâmicas da complexidade... leia mais

14 minutos

Um Olhar integral para o Desenvolvimento Humano

Meu primeiro contato com a Teoria Integral foi quando assisti uma palestra do Marcelo Cardoso (um dos autores desse dossiê) em uma aula dentro de um curso de MBA em 2002, falando sobre Integral Business. Naquela ocasião fiquei ao mesmo tempo extasiado e emocionado. O que vi e ouvi naquele dia foi como um despertar, pois aquelas práticas de gestão apresentadas faziam total sentido. Desse... leia mais

12 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium