revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Edição #84 - Maio 2020

Localize rapidamente o conteúdo desejado

Modelo HERO - Organizações Saudáveis e Resilientes

A paralisação da atividade produzida pelo COVID-19 implica grandes mudanças na estrutura econômica global, e ao mesmo tempo derruba o ambiente social. Para sobreviver e prosperar nesse contexto de mudança permanente, com as crises sanitárias, econômicas e sociais, as organizações e os trabalhadores precisam ser motivados e "psicologicamente saudáveis".

Para enfrentar esse ambiente complexo e em mudança, é necessário enfrentar não apenas os problemas, mas também melhorar e promover os pontos fortes das pessoas em todas as áreas da vida, incluindo o ambiente de trabalho. É aí que surge a Psicologia Organizacional Positiva (POP), cujo objetivo é estudar o melhor funcionamento da saúde das pessoas nas organizações, bem como melhorar o bem-estar psicossocial e a qualidade de vida do trabalho. Isso é possível mediante o desenvolvimento do que conhecemos como HEROs (HEalthy & Resilient Organization) em tradução para o português: Organizações Saudáveis e Resilientes - Salanova et al., 2012; 2019. Esse conceito aplica-se às organizações (públicas ou privadas) que desenvolvem de forma responsável uma série de ações sistemáticas, planejadas e proativas para melhorar os processos e resultados, tanto dos trabalhadores, quanto na organização como um todo. Além disso, são resilientes porque mantêm um ajuste positivo em circunstâncias desafiadoras, são fortalecidas em situações adversas e são capazes de manter um funcionamento ótimo.

Essas ações envolvem a existência de recursos e a implementação de práticas saudáveis que buscam melhorar o ambiente de trabalho, especialmente em tempos de crise, com o objetivo de promover a saúde das pessoas e da organização.

O modelo HERO é um modelo heurístico que integra resultados empíricos e teóricos que vêm de diferentes áreas como: estresse no trabalho, gestão de recursos humanos, comportamento organizacional e POP (Psicologia Organizacional Positiva).

O modelo HERO (Figura1) propõe que uma organização é positiva quando compreende três componentes que interagem entre si, portanto, se você investir em um pode trazer benefícios positivos para os demais: 1) Recursos e práticas organizacionais saudáveis: entendidos como recursos de tarefa (por exemplo: autonomia, feedback) e sociais (por exemplo: clima de apoio, trabalho em equipe), assim como estratégias que permitam estruturar e organizar o trabalho (por exemplo: vida profissional-privada, equidade, desenvolvimento de habilidades); 2) Colaboradores saudáveis e grupos de trabalho saudáveis: que gozam de altos níveis de bem-estar psicossocial em termos de engajamento no trabalho, emoções positivas, crenças de eficácia e resiliência; e 3) Resultados organizacionais saudáveis : como alto desempenho e excelência organizacional, bom relacionamento com o entorno, responsabilidade social e corporativa. 

Para ler este artigo completo...
é necessário, pelo menos, criar seu conta gratuita.
Faça seu login Crie sua conta gratuita ou Veja as vantagens de ser Premium
Gostou deste artigo? Confira estes da mesma coluna:

Mindfulness & Inteligência Emocional

“O termo Saúde Mental está relacionado à forma como uma pessoa reage às exigências, desafios e mudanças da vida e ao modo como harmoniza suas ideias e emoções” (www.einstein.br/saudemental). Mindfulness & Saúde Mental Após duas décadas de trabalho com a Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC) junto a pessoas que sofriam de ansiedade, depressão, comportamentos compulsivos dentre... leia mais

14 minutos

Liderar líderes voluntários: um aprendizado para a vida

“Admiro as pessoas que brilham como as estrelas, mas aprendi a admirar, o brilho maior, muitas vezes invisível, dos produtores de estrelas”. Luiz Carlos Campos Com muito prazer aceitei o convite de escrever este artigo sobre as minhas práticas e vivências na liderança voluntária. Não poderia começar sem mencionar o quanto aprendi com duas pessoas que marcaram a... leia mais

13 minutos

De “Fazedora” a Líder – Uma Jornada Generativa

Esta jornada que convido vocês a navegarem comigo começa no seminário “Foundations of Generative Leadership” (Fundamentos da Liderança Generativa), que assisti com Bob Dunham. Neste seminário, ele fez uma pergunta tão simples e poderosa como essa: “What do you care about?” (Com o que você se importa? O que lhe importa cuidar?). Abro aqui espaço para um contexto. Eu sempre fui... leia mais

13 minutos

Transformação Digital, complexidade, pessoas e futuro

Falar de transformação digital é falar de gente, nunca de tecnologias, é falar sobre como as tecnologias exponenciais combinadas entre si podem mudar a feição da própria sociedade e sobre os benefícios que elas trazem às pessoas. Tecnologias nunca foram uma finalidade em si, elas se esgotam, são meios pelos quais buscamos a melhoria da qualidade da vida humana, porém ao longo do... leia mais

18 minutos

Visão a partir de um exemplo no Design

Talvez a tarefa mais complexa de um designer seja deixar clara a visão de um projeto de design. Este desafio compreende saber aonde se quer chegar com o projeto. Por exemplo, em um projeto de identidade visual se concentra toda a essência de um produto, empresa ou instituição, e é de se esperar que a visão desses segmentos esteja clara, cabendo ao designer a missão de desenvolvê-la por... leia mais

12 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium