revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Edição #79 - Dezembro 2019

Localize rapidamente o conteúdo desejado

Um outro olhar - Ed. 79

Nossa Coach Maria nos relata o seguinte:

Estou atendendo um cliente que tem grande dificuldade de fazer abstrações e imaginar cenários. Ele me lembra aqueles jogos de jornais antigos de ligar os pontos numerados para construir uma figura. Não há possibilidade de mudar a ordem na qual os pontos são ligados, e todos precisam estar muito próximos um do outro. Impossível pensar em planos de 1, 2 ou 5 anos. Ele pensa em alguns meses no máximo. Já tentei várias coisas e nada. Eu sou tremendamente sonhadora e projeto coisas para o próximo milênio e me senti travada com a rigidez dele.

Olá Maria,

caso interessante, aliás, todos são.

Começando pelo final da sua narrativa, convido você a pensar se a rigidez é dele ou sua. Sempre que categorizamos, damos uma nota para algo, estamos utilizando uma escala como referência. Neste caso, você usou sua flexibilidade como uma referência para “julgar” seu cliente, e está cobrando que ele se adapte à sua forma de ser. Será que isto é ecológico e empático?

Para ler este artigo completo...
é necessário, pelo menos, criar seu conta gratuita.
Faça seu login Crie sua conta gratuita ou Veja as vantagens de ser Premium
Gostou deste artigo? Confira estes da mesma coluna:

Um outro olhar - Ed. 78

Nosso Coach João nos envia o seguinte relato: Estou atualmente com um cliente de coaching, que é um jovem recém promovido a posição de Diretor por sua competência em alcançar os resultados na função anterior. Em meu primeiro encontro com seu gestor para definir os objetivos e indicadores para a o processo de coaching, o mesmo, comentou que está havendo um acúmulo de ações, pois,... leia mais

7 minutos

Um outro olhar - Ed. 77

Nosso Coach João nos envia o seguinte relato: Estou com um novo cliente e já estamos no terceiro encontro. Confesso que não estou conseguindo focar e contribuir mais efetivamente com ele pois seu negativismo e vitimismo me irritam profundamente, a ponto de querer quase bater nele. Isto faz com minha conexão e empatia acabem. Pessoas negativas e reclamonas sempre me afetaram e me tiram do... leia mais

6 minutos

Um outro olhar - Ed. 76

Nossa Coach Maria nos envia o seguinte relato: Estou vivendo uma situação atípica em meus trabalhos como coach. Estou com um novo cliente que me deixa animada por atendê-lo, pois, é uma pessoa fora de meu círculo de relações, isto é, alguém fora da comunidade que convivo. Entretanto, na transição da primeira para a segunda sessão, me surgiu um dilema se desejo ou não... leia mais

6 minutos

Um outro olhar - Ed. 75

Nosso Coach João nos envia o seguinte relato: Estou atualmente com 4 clientes de coaching, sendo que a maioria em torno da quinta sessão. Até a terceira sessão, cujo foco era autoconhecimento, estava me sentindo bem com os atendimentos, sentindo que eu estava bem presente, conectada com o cliente, ouvindo mais do que perguntando/falando, e que as sessões estavam indo bem. Nas duas últimas... leia mais

7 minutos

Um outro olhar - Ed. 74

Nossa Coach Maria nos envia o seguinte relato: Tenho uma cliente que trás como tema para trabalhar a relação com sua sócia. E por ser uma sociedade nova, minha cliente tenta se acomodar às novas regras do jogo. E o que ela apresenta nas sessões, são questões como os medos que ela tem, O que faz surgir minha dúvida. Nas 3 sessões anteriores que tivemos, ela apresenta um elevado... leia mais

6 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium