revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Edição #78 - Novembro 2019

Localize rapidamente o conteúdo desejado

O que realmente sabemos sobre conflitos organizacionais no Brasil?

Um conflito pode ser gerenciado?  De que forma? Quais as causas dos conflitos organizacionais? Qual o papel da área de Recursos Humanos na resolução dos conflitos? Para responder a essas e outras questões relacionadas ao tema conflitos nas organizações, a ABRH-SP vem promovendo, desde 2016, uma pesquisa junto aos seus associados e com divulgação ampla e aberta a todo o mercado organizacional.

Ao perceber que no Brasil existiam poucos estudos ou pesquisas sobre essas questões e reconhecendo a relevância do tema surgiu a iniciativa em formar um grupo de estudos para desenvolver e compartilhar esse conhecimento. Desde então foram realizadas cinco edições anuais do grupo de estudos e três edições da pesquisa, com o objetivo inclusive de criar uma base histórica de acompanhamento da sua evolução e desdobramentos.  A pesquisa é realizada pelos integrantes do Grupo de Estudos sobre o Papel do RH na Prevenção, Gestão e Resolução de Conflitos.

Na edição de 2019 responderam à pesquisa 247 profissionais vinculados a organizações, sendo aproximadamente 70% executivos e gestores e 30% analistas, especialistas ou consultores internos. Do total de respostas 80% são integrantes de RH o que nos indica uma grande participação da área. Quanto às organizações, tivemos uma distribuição equilibrada por tamanho de empresas e uma participação maior de empresas nacionais (68%), aproximadamente 27% de empresas multinacionais e 5% em organizações de caráter filantrópico, públicas e startups. Consideramos que esse dado que demonstra representatividade do mercado nacional na distribuição das respostas.

Para ler este artigo completo...
Faça login ou conheça as vantagens de ser premium.
Faça seu login Veja as vantagens de ser Premium
Gostou deste artigo? Confira estes da mesma coluna:

A Interculturalidade do Coaching

(...) “Ainda que eu falasse a língua dos homens. E falasse a língua dos anjos, sem amor eu nada seria.(...) ” São Paulo na Carta aos Coríntios. Toda vez, que eu Dulce, penso sobre este tema, várias coisas emergem em minha cabeça: ICF, coaching, diferenças, formas de pensar, agir, sentir, cultura, mudança, processo de aprendizagem, olhar, perceber, escutar, aprender, novo,... leia mais

13 minutos

A Liderança nos Países de Língua Portuguesa em África

Às casas, às nossas lavras às praias, aos nossos campos havemos de voltar Às nossas terras vermelhas do café brancas de algodão verdes dos milharais havemos de voltar   Trechos do poema de Agostinho Neto (Havemos de Voltar) Cá em África, a nossa esperança não é o nosso petróleo, são os nossos jovens Será África um continente pobre ou rico? África... leia mais

13 minutos

Eco Conversas com a Vulnerabilidade

Com frequência, como Coaches ou Supervisores, notamos que um dos maiores desafios dos nossos clientes está em permanecer conectado com o que realmente importa. O envolvimento com demandas e a pressão por cumprir tende a nos afastar do verdadeiro significado da vida e do trabalho e assim corremos o risco de sermos guiados por ambições e buscas que não são realmente nossas. Com o passar do... leia mais

12 minutos

Contribuições da AIT para o Coaching de Vida

O Coaching tem crescido vertiginosamente nos últimos anos, tanto no Brasil como mundialmente, sendo ferramenta eficaz nos processos de aprendizado, liderança, desenvolvimento humano e organizacional. O mesmo fenômeno está acontecendo com a Psicologia Transpessoal (PT) e com a Abordagem Integrativa Transpessoal (AIT). O objetivo do Coaching de vida é fazer com que o cliente equilibre todas... leia mais

13 minutos

A mudança de moralidade já aconteceu

Quando escrevi os Movimentos Humanos em 2014, o primeiro deles, A Desestruturação – movimento que aponta a quebra de estruturas que sustentam o status quo consolidado –, foi o mais óbvio a ser notado e explicado. De lá para cá, já andamos fortemente e retrocedemos rapidamente em diversos pontos. Ora ficava feliz ao perceber que estávamos escolhendo um novo status quo que se mostrava... leia mais

13 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium