revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Edição #77 - Outubro 2019

Localize rapidamente o conteúdo desejado

Não aguentamos mais tanta pressa! Precisamos desacelerar.

Estamos em outubro e já sentimos que o Natal está logo aí. Conversamos com os amigos e todo mundo está na correria, sem tempo para nada. Uma urgência constante consome a todos, independente do contexto.

No trabalho, a sensação de prazos apertados sufoca diariamente. A necessidade de ser multitarefa, responder aos e-mails durante reuniões indispensáveis, enquanto vemos notificações se acumulando na tela do celular, traz a sensação da importância de se estar sempre ocupado. Para valer mais, é preciso produzir mais. Alcançou a meta? Dobre a meta! E, para aumentar a meta, a demanda de horas trabalhadas também dobra (ou triplica). Para cumprir tantas metas e tarefas urgentes, não se pode escapar da pressa. E as 24 horas do dia se transformam em 12, 14, 16 horas trabalhadas. Sobra pouco tempo para a vida pessoal.

Na “vida pessoal”, que é separada do trabalho, como se tivesse menor importância, o ritmo não diminui. Existe pouco tempo disponível para ajudar na lição de casa dos filhos, discutir a relação conjugal, comprar alimentos saudáveis, praticar exercícios físicos e ainda acompanhar a série de sucesso na TV (para garantir assunto na conversa com os amigos – apenas pelas redes sociais, porque é impossível achar tempo para encontros pessoais na agenda lotada). O resultado é bem semelhante ao que acontece no trabalho: multitarefa e pressa.

Eu ouso imaginar que não sobre muito tempo nem para a leitura tranquila deste artigo. Estamos na época de comunicação rápida, através de posts curtos, imagens, emojis e gifs substituindo frases e mensagens de áudio (curtas, porque ninguém tem tempo para áudios de 5 minutos). A leitura foi trocada pelos podcasts de resumos de livros, afinal, você economiza tempo e pode “ler” enquanto faz outra coisa. Pressa e multitarefa, em mais uma área da vida.

Para ler este artigo completo...
Faça login ou conheça as vantagens de ser premium.
Faça seu login Veja as vantagens de ser Premium
Gostou deste artigo? Confira estes da mesma coluna:

Psicoterapia Transpessoal

As psicoterapias se apresentam historicamente para a psicologia e para a sociedade como uma prática de grande relevância como uma ação de cuidado. Independentemente de sua orientação teórica, têm como objetivos principais levar a pessoa ao conhecimento de si, empreender tomadas de decisão e ações que favoreçam o próprio equilíbrio e crescimento do ser humano. É um processo que... leia mais

10 minutos

Identificar e desenvolver pontos fortes da tripulação durante as tempestades.

Do momento da redação deste artigo até a publicação, posso especular pouco sobre os desdobramentos da crise do COVID-19 e todo o impacto que isso gerará em todos os âmbitos de nossas vidas. O que tenho convicção é que as crises passam, mas o talento fica. E dito isso talvez seja nesse momento que precisamos manifestar nossas fortalezas individualmente e coletivamente com maior... leia mais

14 minutos

Valores: o que eles estão nos ensinando neste momento de crise mundial

A crise política, econômica, social e de saúde sem precedentes pela qual estamos passando está nos obrigando a refletir sobre várias questões: como chegamos na situação atual? O que precisamos fazer para ultrapassá-la? Que comportamentos e decisões geraram esta situação de vulnerabilidade extrema? Quais os aprendizados individuais e coletivos que precisamos fazer? A partir desta nova... leia mais

19 minutos

A EVOLUÇÃO DOS MODELOS DE GESTÃO

Uma das maiores questões que se apresentam aos modelos de gestão contemporâneos nas empresas hoje é conseguir se livrar de um pensamento exclusivamente voltado para os sistemas de comando e controle desenvolvidos no começo do século 20 para dar conta dos aumentos das demandas e do volume de produção e incluir em seus processos uma lógica que abranja as rápidas dinâmicas da complexidade... leia mais

14 minutos

Um Olhar integral para o Desenvolvimento Humano

Meu primeiro contato com a Teoria Integral foi quando assisti uma palestra do Marcelo Cardoso (um dos autores desse dossiê) em uma aula dentro de um curso de MBA em 2002, falando sobre Integral Business. Naquela ocasião fiquei ao mesmo tempo extasiado e emocionado. O que vi e ouvi naquele dia foi como um despertar, pois aquelas práticas de gestão apresentadas faziam total sentido. Desse... leia mais

12 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium