revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Edição #74 - Julho 2019

Localize rapidamente o conteúdo desejado

Equipes de alta performance em que as pessoas sentem orgulho pelos resultados alcançados e prazer no que fazem

1 - Sumário                                        

Neste artigo vamos focar nas características que deve ter uma equipe de alta performance em que as pessoas sentem orgulho pelos resultados alcançados e prazer no que fazem. Veremos os cuidados que devemos ter na escolha do melhor conjunto de integrantes de cada equipe, que leve à complementaridade adequada e harmoniosa, em função dos desafios a alcançar e das características mais naturais de cada um dos seus membros, trazendo a todos maior satisfação no seu dia a dia.

Em um mundo cada vez mais rápido, atrair, desenvolver e reter os melhores talentos é o único caminho para as organizações em seu crescente desafio de criar valor e se manter competitivas (fazer certo a coisa certa).

Para isso usaremos as Dinâmicas Humanas que possibilitam ver de maneira simples e prática como cada membro da equipe complementa o outro. Em seguida mostraremos experiências e vivencias dos articulistas em suas vidas profissionais com diferentes equipes bem como suas lições aprendidas.

2 - Porque usar as Dinâmicas Humanas (DH)

Geralmente as equipes de uma organização não são formadas a partir de uma especial preocupação com os “Jeitos de Ser” de cada integrante. Vamos ver como poderemos potencializar o seu desempenho, levando em conta os desafios e o “mix” de características necessárias para o seu sucesso.

Somos naturalmente bons em algumas habilidades e não tão bons em outras de natureza oposta. Somente o autoconhecimento nos permite identificar e gerenciar tanto as características mais naturais, nas quais nos sentimos mais à vontade, como as que necessitam de esforço e aprendizado para serem lapidadas pelas experiências da vida.

As Dinâmicas Humanas além da sua rápida memorização por seus aprendizes trás uma grande facilidade de entendimento de como cada um de nós funciona. Embora outras metodologias de assessment como o DISC, MBTI e Eneagrama sejam também muito úteis para conhecermos todas as nossas características pessoais, as Dinâmicas Humanas, com apenas quatro tipos representando 95% da nossa sociedade, facilitam o desafio de ajustarmos nosso comportamento a cada situação. Diferente das outras metodologias, as DH evitam tabular e categorizar as pessoas, pois a aprendizagem se dá de forma interativa e com a observação do seu próprio comportamento e dos demais até que experimentem a sua autodescoberta. O que se investiga é a dinâmica, o processo de funcionamento, que é diferente de listar características externas de comportamento.

Para ler este artigo completo...
Faça login ou conheça as vantagens de ser premium.
Faça seu login Veja as vantagens de ser Premium
Gostou deste artigo? Confira estes da mesma coluna:

Pen It!: Fazendo amizade com nossas vulnerabilidades.......em uma página

{"Escrevo inteiramente para encontrar o que estou pensando, o que estou vendo, o que vejo e o que isso significa, o que quero e o que temo"} Joan Didion [1] Ficar cara a cara com a nossa própria vulnerabilidade faz parte da jornada de cada pessoa ao logo da vida. O que fazemos quando estamos nesses pontos sensíveis tem sido o material para grandes poesias, filmes, músicas e histórias ao... leia mais

13 minutos

O Trabalho do Terapeuta Organizacional com base na AIT

Você acha que é possível se permitir sentir quando está trabalhando? Esta pergunta pode parecer ter uma resposta óbvia, e esta resposta vinda de sua mente poderá ser: “sim”. O que fico aqui me perguntando é que se isso parece tão óbvio, para muitos de nós, por que majoritariamente o ambiente organizacional tem se mostrado um contexto frio, insensível, composto de pessoas usando... leia mais

12 minutos

Os caminhos para uma cultura de felicidade nas organizações

A pressão pelo sucesso profissional e a forma como gerimos as prioridades em nossas vidas parece não estar funcionando muito bem, acelera a necessidade de “ter” e “fazer” e com isso, a maioria das pessoas não expõe suas vulnerabilidades, não se expressam com autenticidade, convivem com lideranças tóxicas e acabam se decepcionando com sua escolha de carreira. Afinal, não há... leia mais

11 minutos

O Coaching Evolutivo no momento atual da Humanidade

Vou começar esse artigo com 3 frases que me ajudaram a entender de forma mais profunda o universo das ideias sobre valores, níveis de desenvolvimento e consciência estruturados por Richard Barrett, que é na minha visão, uma das maiores autoridades sobre cultura e valores.  Nos últimos anos ele escreveu uma série de livros falando sobre o tema desse artigo e sobre novas formas de... leia mais

15 minutos

As etapas do trabalho biográfico e as artes plásticas como linguagem do processo

1-Visão panorâmica da própria biografia  Ao passar por um processo biográfico a pessoa revê passo a passo, a trajetória de sua vida, os impulsos, sentimentos e anseios que permearam as suas experiências, desde a lembrança mais remota até o momento atual. Ela tem, ao final desta retrospectiva, uma visão panorâmica de sua própria vida. Esta vivência é diferente da mera... leia mais

13 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium