revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Edição #72 - Maio 2019

Localize rapidamente o conteúdo desejado

Editorial - Ed. 72

Caros leitores,

Muitos temas são mais próximos do meu estudo, pesquisa e prática. Um deles é a questão do ser humano em suas interações com outros. Quando em grupo, tudo ganha um novo colorido, as coisas mudam, o olhar muda. É impressionante como somos seres relacionais e precisamos do outro para nos ajudar a dar sentido ao mundo. Influenciamos e somos influenciados o tempo todo. Construímos nosso ego como “armadura” e estratégia de proteção e sobrevivência neste mundo tão cheio de “outros”, diferentes de mim.

Buscamos acolhimento e conforto nos comportamentos ditos “normais”. Queremos ser aceitos e queridos, de preferência, por todos.

Somos também seres em constante construção, reforma e descoberta de novos continentes internos. Muitos destes espaços, antes desconhecidos, vislumbramos no outro, que ousou ir lá, se aventurar, e foi bom para ele. Será que será bom para mim também?

Vivemos cheios de medos, receios. Por vezes preferimos o sofrimento do conhecido a aventura incerta de uma possível felicidade.

Este é o ser humano.

Sozinhos somos de um jeito, em grupo outra parte de nós vem à tona.

Presos em uma ilha, privados de qualquer interação com este outro, que serve de espelho para minha própria identidade, uma bola vira o Wilson, o melhor amigo.

Esta edição traz o tema “Aprender em grupo”, nome mais do que apropriado para o que realmente acontece quando estamos juntos. Um grupo ganha vida quando se forma, e esta se dissipa no conhecimento coletivo quando ele se desfaz. Falar sobre esta dinâmica é de fundamental importância, em tempos onde muitos falam de Coaching em grupo com o principal foco de maximizar ganhos financeiros.

Paulo Corniani fez uma coordenação magistral deste dossiê, onde, em sete artigos, os autores provocam uma reflexão ao mesmo tempo em que trazem muita informação para digestão.

Espero que se deliciem com todo este conteúdo, e que ele contribua para um atuar cada vez mais atento, aberto e consciente.

Tenha uma excelente leitura.

Luciano Lannes

Editor

Artigo publicado em 23/05/2019
Gostou deste artigo? Confira estes da mesma coluna:

Editorial - Ed. 88

Caros leitores, Quando analisamos a base de conhecimento que desenvolvemos sobre o nosso funcionamento, é muito interessante notar que estamos apenas beliscando a casca do ovo desta sabedoria. Teóricos e pesquisadores estão produzindo novos modelos que nos auxiliam a compreender melhor como funcionamos e de que forma podemos diminuir nossas limitações para realçar os potenciais. No... leia mais

4 minutos

Editorial - Ed. 86

Caros leitores, que tema mais pertinente para o momento que vivemos. Vulnerável!!! O que significa isto? Segundo a etimologia, vulnerável vem do Latim VULNERABILIS, “o que pode ser ferido ou atacado”, de VULNERARE, “ferir”, de VULNUS, “ferida, lesão”, possivelmente de VELLERE, “rasgar, romper”. Assim, estar vulnerável é estar em uma posição desconfortável pois nos... leia mais

3 minutos

Editorial - Ed. 85

Caros leitores, este ano de 2020, não começou de forma tranquila como todos os outros. Entenda aqui este “tranquila” como aquela “normalidade” que nos permite fazer planos “normais”, como emagrecer, fazer exercícios, aprender inglês, etc. Agitações intensas na política, mudanças de rumo na economia, a escalada de uma intolerância e agressividade sem precedentes na sociedade,... leia mais

3 minutos

Editorial - Ed. 84

Caros leitores, ahhhhh, a tal Felicidade. Tão cantada em versos e prosas e que cada vez mais ouvimos falar dela. Talvez as pessoas estejam buscando uma felicidade mais autêntica, legítima, e não apenas compensações momentâneas obtida em prazeres fugazes. Sim, muitos dos prazeres que temos na vida são reais e legítimos e precisamos atentar para não os transformar em elementos... leia mais

3 minutos

Editorial - Ed. 83

Caros leitores, este tema chega em um momento muito especial, não somente para nós, coaches, mas para a própria humanidade que vive um divisor de águas em sua história. Há muitos anos que pesquiso a questão dos “valores” como um ponto fundamental da estruturação de uma cultura. Com o aprofundamento da pesquisa sobre o autodesenvolvimento, os valores se mostraram ainda mais... leia mais

3 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium