revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Edição #69 - Fevereiro 2019

Localize rapidamente o conteúdo desejado

A vertigem do crescimento

É como uma vertigem, um mal-estar que nos toma, uma sensação que não conseguimos nomear direito. Em sua obra “A insustentável leveza do ser”, Milan Kundera alerta para todos aqueles que querem “se elevar”, crescer: é bom que contem com a vertigem, que não tem tanto a ver com o medo de cair, mas muito mais com a forte atração que nos causa o vazio debaixo de nós. Nietzsche disse isso de outra forma, “quando se olha muito tempo para o abismo, o abismo olha para você”.

E o abismo realmente vai nos olhar de volta. Do grego abyssos, “a” - sem, “byssos” - fundo, abismo se relaciona a bathos, que quer dizer profundidade. Quando falamos de algo profundo, nos referimos a coisas que vão além da superfície, além do senso comum, algo que se propõe a tocar a essência das coisas. Nesse sentido, se queremos ir além da superfície, inevitavelmente vamos precisar encarar o abismo.

Para ler este artigo completo...
é necessário, pelo menos, criar seu conta gratuita.
Faça seu login Crie sua conta gratuita ou Veja as vantagens de ser Premium
Gostou deste artigo? Confira estes da mesma coluna:

Abrir mão exige coragem e responsabilidade

Desde pequenos ouvimos a frase: “não se pode ter tudo na vida”. Diferentes contextos podem trazer interpretações bem diferentes para a mesma frase. Aqui, quero me ater ao teor mais simples e direto: quando escolhemos algo estamos renunciando a todas as outras possibilidades. Desfrutar da praia implica em não estar na montanha. No esquema clássico, trabalhar na empresa “A” implica em... leia mais

4 minutos

Os planos inúteis

Recentemente, na tentativa de planear as minhas atividades, lembrei-me das famosas palavras de (diz-se), Dwight D. Eisenhower: “Antes da batalha, o planeamento é tudo. Assim que começa o tiroteio, os planos são inúteis”. Ou, consoante outras fontes, “Planear é essencial, mas os planos são inúteis”. Seja qual for a forma correta da frase, a ideia, aparentemente um paradoxo, é... leia mais

4 minutos

Sim ou não?

Recebi, na semana passada um “não”, uma resposta inesperada à uma proposta de parceria que eu achava que era irrecusável. Nos primeiros momentos fiquei desapontado, um pouco triste. Fechava-se uma porta e o meu desapontamento era diretamente proporcional com a minha imensa paixão pelo assunto. Mas, depois, não sei de onde, surgiram as perguntas. Será que esta pessoa é, na verdade,... leia mais

4 minutos

Sonhando com a neve

À Eurídice. “Meu sonho é um dia ver neve. Tocar, cheirar e brincar nela.” Recebi esta mensagem de uma amiga que vive na África e tive uma sensação interessante, um pouco estranha, que me fez pensar. Nós, aqui, neste canto da Europa, descobrimos a neve desde crianças. A neve pesada, húmida ou a neve leve, que mesmo um sopro a... leia mais

5 minutos

As cores do outono

Fim de novembro... aqui, na minha terra, na Roménia, é outono. Os dias são cada vez mais curtos, as noites cada vez mais longas. O frio abraça a natureza que começa a preparar-se para um inverno duro, com neve, vento e gelo. As árvores não aguentam mais. Começam a perder as folhas... em breve, ficarão nuas. Porém, antes disso, decidem oferecer-nos um espetáculo grandioso: o... leia mais

4 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium