revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Edição #59 - Abril 2018

Localize rapidamente o conteúdo desejado

Um Caminho para o Amor – Emoções e Linguagem

“O humano se constitui no entrelaçamento do emocional com o racional.”
Humberto Maturana

Compreendemos as emoções como disposições corporais para a ação, e isso pode soar tão natural que se torna invisível no viver cotidiano. Da mesma forma como natureza/cultura foram contrapostos como um par dicotômico, emoção/razão também têm sido alvo esse dualismo hierarquizante, sendo a emoção desvalorizada na maior parte das vezes quando comparada à razão.[1]

As emoções são anteriores à linguagem em nossa deriva histórica e é essa emocionalidade que nos pré-dispõe à ação. Somos seres animados, seres que se movem desde si, e os gatilhos desse mover são as emoções – cuja raiz da palavra vem do latim emovere, que nos remete à movimento -  ou seja, o que nos acontece é consequência do que fazemos, de nosso movimento, de nossa conduta.

Nenhuma ação humana é possível sem que haja uma emoção que a estabeleça como tal e a torne possível como ato. Exatamente por isso, nos questionaremos pelo tipo de emoção que deu origem à linguagem, ou mais especificamente, ao linguajear enquanto ação humana recorrente. Habitamos na linguagem pois o que nos define como espécie é o modo de vida que adotamos, e sua configuração de relações coerentes com seu meio.

Para ler este artigo completo...
Faça login ou conheça as vantagens de ser premium.
Faça seu login Veja as vantagens de ser Premium
Gostou deste artigo? Confira estes da mesma coluna:

Seis Graus de Liberdade – 6: (Des)apegado

“Todos os modelos estão errados. Alguns são úteis.” George E. P. Box Olá, Viajante do Tempo! Está sentindo o frescor no ambiente? E o som gostoso da chuva, abafando o canto dos pássaros, que se escondem no limoeiro à nossa frente? Se você tivesse chegado aqui um pouco antes, teria visto um lindo arco-íris entre nós e a Pedra Grande de Atibaia. Ah, o bolo... leia mais

6 minutos

Seis Graus de Liberdade – 5: (Des)atualizado

“As pessoas mais fáceis de manipular são as que acreditam no Livre-Arbítrio, porque pensam que não podem ser manipuladas.” Yuval Noah Harari Olá, Viajante do Tempo! Há quanto tempo! Estamos em 2050, muita coisa aconteceu desde nosso último encontro. A 1ª Pandemia Mundial e o Grande Reset de 2020 foram marcantes para a aceleração de mudanças... leia mais

6 minutos

Seis Graus de Liberdade – 4: (Des)iludido

“Vida é o que lhe acontece, enquanto você está ocupado fazendo outros planos.” John Lennon Olá, Viajante do Tempo! Estamos nos anos 1980, numa noite de domingo. Amanhã tem escola, mas hoje vamos dormir só depois de assistir o novo número de ilusionismo do David Copperfield no Fantástico. A família toda está em frente à TV Mitsubishi de 20 polegadas, não... leia mais

6 minutos

Seis Graus de Liberdade – 3: (Des)cansado

Olá, Viajante do Tempo! Nossa última conversa semana passada foi um grande susto, mas já passou. Faz uma semana desde o infarto e contínuo hospitalizado. Acabo de voltar 12 horas no tempo. Lembro-me de ter acordado às 6 da manhã, tomado um banho e ser levado deitado para o elevador... Fechei os olhos. Ao abri-los, encontrei minha querida Flávia: “Linda, quando será a... leia mais

6 minutos

Seis Graus de Liberdade – 2: (Des)conectado

“Acima de todas as coisas, guarde seu coração, pois ele dirige o rumo de sua vida.” Rei Salomão de Israel Olá, Viajante do Tempo. Que bom nos reencontrarmos! Estou contente em podermos continuar nossa conversa sobre os graus de liberdade! Vamos explorar a conexão entre... Só um momento, por favor... Que sensação estranha é essa? Uma leve tontura... ... leia mais

6 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium