revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Edição #59 - Abril 2018

Localize rapidamente o conteúdo desejado

Um Caminho para o Amor – Emoções e Linguagem

“O humano se constitui no entrelaçamento do emocional com o racional.”
Humberto Maturana

Compreendemos as emoções como disposições corporais para a ação, e isso pode soar tão natural que se torna invisível no viver cotidiano. Da mesma forma como natureza/cultura foram contrapostos como um par dicotômico, emoção/razão também têm sido alvo esse dualismo hierarquizante, sendo a emoção desvalorizada na maior parte das vezes quando comparada à razão.[1]

As emoções são anteriores à linguagem em nossa deriva histórica e é essa emocionalidade que nos pré-dispõe à ação. Somos seres animados, seres que se movem desde si, e os gatilhos desse mover são as emoções – cuja raiz da palavra vem do latim emovere, que nos remete à movimento -  ou seja, o que nos acontece é consequência do que fazemos, de nosso movimento, de nossa conduta.

Nenhuma ação humana é possível sem que haja uma emoção que a estabeleça como tal e a torne possível como ato. Exatamente por isso, nos questionaremos pelo tipo de emoção que deu origem à linguagem, ou mais especificamente, ao linguajear enquanto ação humana recorrente. Habitamos na linguagem pois o que nos define como espécie é o modo de vida que adotamos, e sua configuração de relações coerentes com seu meio.

Para ler este artigo completo...
Faça login ou conheça as vantagens de ser premium.
Faça seu login Veja as vantagens de ser Premium
Gostou deste artigo? Confira estes da mesma coluna:

Seis Graus de Liberdade – 2: (Des)conectado

“Acima de todas as coisas, guarde seu coração, pois ele dirige o rumo de sua vida.” Rei Salomão de Israel Olá, Viajante do Tempo. Que bom nos reencontrarmos! Estou contente em podermos continuar nossa conversa sobre os graus de liberdade! Vamos explorar a conexão entre... Só um momento, por favor... Que sensação estranha é essa? Uma leve tontura... ... leia mais

6 minutos

Seis Graus de Liberdade – 1: (Des)atento

“Não tema ir devagar. Tema estar estagnado.” Provérbio chinês Olá, Viajante do Tempo. Espero que essa carta encontre você bem. Muito prazer, meu nome é Calebe Luo, peregrino e aprendiz. Nasci em dezembro de 1979, um híbrido das Gerações X e Y. Cresci em meio à evolução das mídias analógicas para as digitais (do VHS para o Blu-ray), vivi a ascensão do PC e... leia mais

6 minutos

Não Planeje tudo, Coach. Apenas COMECE!

Nada acontece por acaso Desde março de 2020, mais de cinco meses após a pandemia chegar no Brasil e iniciarmos a quarentena no Brasil algumas perguntas são feitas: o que mudou? como está sendo trabalhar em casa? o que se aprendeu até agora? o que vem desenvolvendo? E aí percebo que essas reflexões já estavam presentes na minha vida desde julho/agosto de 2019. Foi neste período que... leia mais

6 minutos

A construção do meu crachá

Escrevi esse texto em 30 de junho de 2015, após ler o livro “A vida sem crachá” da Claudia Giudice, um “empurrão” para meu empoderamento nas transições de carreira que vive entre 2013 e 2015. “Arrancaram a minha pele e eu estava cega, como uma paixão dos 15 anos de idade. A primeira vez (2013) entendi racionalmente na segunda vez (2015) foi que entrei em contato com o que estava... leia mais

5 minutos

Um abraço no meu coração

Há um bom tempo busco ouvir e estar cada vez mais atenta ao meu corpo e os treinos de corrida fizeram a maior diferença para acelerar e potencializar esse aprendizado. Passei a perceber os sinais fortes de quando não estou inteira, quando as situações da minha vida me levam à exaustão mental e física ou quando não me sinto fluir, tendo a sensação de que meu sangue para de correr pelo... leia mais

5 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium