revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Edição #59 - Abril 2018

Localize rapidamente o conteúdo desejado

Editorial - Ed. 59

Caro leitor,

O que é preciso para empoderar? Energia, muita energia.

Em palestras motivacionais cheias de pirotecnia e eventos com grandes gurus, é comum vermos o uso de recursos como luzes, músicas que aceleram e agitam, para dar uma turbinada no povo. O cérebro responde rápido, a agitação vem, o animador pede palmas, saltos do chão, frases de poder como “Você pode”, “Você é um campeão”. Neurotransmissores inundam o cérebro, e a pessoa sai do evento com grande energia.

Por quanto tempo? Boa pergunta.
Normalmente dura de 30 minutos a um par de dias. Algo neste processo não se sustenta.

Nesta edição, sob a coordenação mais do que especial de Rosa Krausz, trazemos um tema de muita importância ao processo de Coaching, que vem sendo tratado de forma leviana por muitos: o Empoderamento do Coachee.

Em sua apresentação do dossiê, Rosa traz uma boa definição para Empoderamento:

“Entendemos que empoderamento é o resultado de um processo interno do Coachee que dispara quando este se sente genuinamente seguro, confiante e apoiado para rever-se, permitir-se ser e agir diferentemente, a abandonar certas crenças a respeito de si, do outro e dos acontecimentos do mundo à sua volta”.

O empoderamento tem a ver com a mudança do nível de energia interna do coachee, aquela mesma energia que é forçadamente turbinada nos eventos manipuladores, só que nestes, ela não se sustenta.

Lembramos de Spinoza, que relaciona a alegria com nível de potência, ou energia, e a define como a passagem para um estado mais potente do ser. Sendo o Empoderamento um processo interno, que ocorre quando a pessoa se sente genuinamente segura, confiante e apoiada, ele tem sua fonte de energia no interior e não em manipulações baratas que venham de fora.

A sustentabilidade deste Empoderamento é de responsabilidade do coachee, à medida em que se torna autor de seu caminho.

Tenha uma excelente leitura.

Luciano Lannes
Editor

Artigo publicado em 11/04/2018
Gostou deste artigo? Confira estes da mesma coluna:

Editorial - Ed. 80

Caros leitores, Esta edição de janeiro traz uma pequena mostra do que foi o “CONVERGE 2019”, evento promovido pela ICF e desta vez realizado em Praga entre 23 e 26 de outubro de 2019. Uma delegação brasileira composta por 17 membros da ICF Brasil esteve presente ao evento, sendo que Ana Pliopas, que muito já contribuiu em nossas páginas, apresentou um trabalho no evento. ... leia mais

3 minutos

Editorial - Ed. 79

Caros leitores, Ahhh o Universo Sistêmico. Quem diria que iria chegar no mundo organizacional. Se chegou é sinal que foi validado por resultados. O mundo organizacional não é fã de aventuras ou ligado em excentricidades, ou teorias ou metodologias que não se possa pegar, apalpar, cheirar e obter dados para colocar na planilha. Convidei Claudia Miranda Gonçalves para a... leia mais

3 minutos

Editorial - Ed. 78

Caros leitores, Conflitos, ahhh os conflitos. São tantos, de tantas cores, nuances, tamanhos e intensidades. Como despertam emoções, como por vezes nos tiram do eixo, turvam a visão, a racionalidade, bloqueiam a audição, intensificam posições, cristalizam crenças. Aprender a lidar com eles é a disciplina de uma vida. Pelo menos para mim foi e é assim. Comecei neste caminho há... leia mais

3 minutos

Editorial - Ed. 77

Caros leitores, LIBERTADOR....... esta foi minha sensação pessoal ao conhecer o Slow Marketing. Trabalhando com consultoria há 20 anos e com a Revista Coaching Brasil há 6 anos, conheço muito bem os desafios de trabalhar a exposição de um produto ou serviço, e os conflitos éticos que nos assolam quando somos instados a implantar as fórmulas mágicas do Marketing Digital, que... leia mais

4 minutos

Editorial - Ed. 76

Caros leitores, A cada edição avançamos em descobrir pessoas, metodologias e abordagens encantadoras, instigantes, simples e muito funcionais para complementar nossa atuação como coaches ou mentores. É sempre bom lembrar, que não cabe a nenhuma das metodologias aqui apresentadas, o simples uso utilitarista como técnica ou ferramenta, mas cada uma delas passa por um “ecoar na... leia mais

3 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium