revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Edição #59 - Abril 2018

Localize rapidamente o conteúdo desejado

Editorial - Ed. 59

Caro leitor,

O que é preciso para empoderar? Energia, muita energia.

Em palestras motivacionais cheias de pirotecnia e eventos com grandes gurus, é comum vermos o uso de recursos como luzes, músicas que aceleram e agitam, para dar uma turbinada no povo. O cérebro responde rápido, a agitação vem, o animador pede palmas, saltos do chão, frases de poder como “Você pode”, “Você é um campeão”. Neurotransmissores inundam o cérebro, e a pessoa sai do evento com grande energia.

Por quanto tempo? Boa pergunta.
Normalmente dura de 30 minutos a um par de dias. Algo neste processo não se sustenta.

Nesta edição, sob a coordenação mais do que especial de Rosa Krausz, trazemos um tema de muita importância ao processo de Coaching, que vem sendo tratado de forma leviana por muitos: o Empoderamento do Coachee.

Em sua apresentação do dossiê, Rosa traz uma boa definição para Empoderamento:

“Entendemos que empoderamento é o resultado de um processo interno do Coachee que dispara quando este se sente genuinamente seguro, confiante e apoiado para rever-se, permitir-se ser e agir diferentemente, a abandonar certas crenças a respeito de si, do outro e dos acontecimentos do mundo à sua volta”.

O empoderamento tem a ver com a mudança do nível de energia interna do coachee, aquela mesma energia que é forçadamente turbinada nos eventos manipuladores, só que nestes, ela não se sustenta.

Lembramos de Spinoza, que relaciona a alegria com nível de potência, ou energia, e a define como a passagem para um estado mais potente do ser. Sendo o Empoderamento um processo interno, que ocorre quando a pessoa se sente genuinamente segura, confiante e apoiada, ele tem sua fonte de energia no interior e não em manipulações baratas que venham de fora.

A sustentabilidade deste Empoderamento é de responsabilidade do coachee, à medida em que se torna autor de seu caminho.

Tenha uma excelente leitura.

Luciano Lannes
Editor

Artigo publicado em 11/04/2018
Gostou deste artigo? Confira estes da mesma coluna:

Editorial - Ed. 88

Caros leitores, Quando analisamos a base de conhecimento que desenvolvemos sobre o nosso funcionamento, é muito interessante notar que estamos apenas beliscando a casca do ovo desta sabedoria. Teóricos e pesquisadores estão produzindo novos modelos que nos auxiliam a compreender melhor como funcionamos e de que forma podemos diminuir nossas limitações para realçar os potenciais. No... leia mais

4 minutos

Editorial - Ed. 86

Caros leitores, que tema mais pertinente para o momento que vivemos. Vulnerável!!! O que significa isto? Segundo a etimologia, vulnerável vem do Latim VULNERABILIS, “o que pode ser ferido ou atacado”, de VULNERARE, “ferir”, de VULNUS, “ferida, lesão”, possivelmente de VELLERE, “rasgar, romper”. Assim, estar vulnerável é estar em uma posição desconfortável pois nos... leia mais

3 minutos

Editorial - Ed. 85

Caros leitores, este ano de 2020, não começou de forma tranquila como todos os outros. Entenda aqui este “tranquila” como aquela “normalidade” que nos permite fazer planos “normais”, como emagrecer, fazer exercícios, aprender inglês, etc. Agitações intensas na política, mudanças de rumo na economia, a escalada de uma intolerância e agressividade sem precedentes na sociedade,... leia mais

3 minutos

Editorial - Ed. 84

Caros leitores, ahhhhh, a tal Felicidade. Tão cantada em versos e prosas e que cada vez mais ouvimos falar dela. Talvez as pessoas estejam buscando uma felicidade mais autêntica, legítima, e não apenas compensações momentâneas obtida em prazeres fugazes. Sim, muitos dos prazeres que temos na vida são reais e legítimos e precisamos atentar para não os transformar em elementos... leia mais

3 minutos

Editorial - Ed. 83

Caros leitores, este tema chega em um momento muito especial, não somente para nós, coaches, mas para a própria humanidade que vive um divisor de águas em sua história. Há muitos anos que pesquiso a questão dos “valores” como um ponto fundamental da estruturação de uma cultura. Com o aprofundamento da pesquisa sobre o autodesenvolvimento, os valores se mostraram ainda mais... leia mais

3 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium