revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Edição #39 - Agosto 2016

Localize rapidamente o conteúdo desejado

Coaching com ferramentas visuais e lúdicas

Quando recebi o convite para escrever sobre uma ferramenta que uso nos meus processos de coaching, comecei a buscar na memória uma que tivesse ajudado a maior parte dos meus clientes. Vasculhei minha memória. Era como ver vários capítulos de diferentes seriados passando pela minha ca­beça. Algumas das cenas que mais me marcaram, mostravam um cliente olhando fotos ou desenhos. Eu questionava: você conseguiu visualizar esta cena? A resposta era quase sempre positiva. Sim, eles também visualizavam e muito mais do que o papel mostrava.

E qual o significado da palavra visualizar? “Formar uma imagem mental do que não existe” ou “Tornar algo ou alguém visual ou visível”, segundo o dicionário Michaelis.

Com as fotos e os desenhos, meus clientes conseguiram ver algo que eles não viam antes. Na nossa lingua­gem de coaching, tomaram consciência do seu estado atual e perceberam novas possibilidades de ação.

Como o coaching é um processo de aprendizagem e transformação, é im­portante a utilização de recursos que contemplem os diferentes estilos de aprendizagem: auditivo, visual e cinestésico. O coaching é uma prática con­versacional, portanto, vale-se mais do auditivo. Mas é preciso considerar que alguns aprendem com mais facilidade visualmente, enquanto outros absor­vem melhor com outras técnicas. É interessante identificar com qual delas o seu cliente dialoga melhor e aplicá-la.

Neste texto compartilharei com vocês duas ferramentas lúdicas e visuais: facilitação gráfica e fotografias.



Por que visual e lúdica?

Na sociedade e cultura contemporâneas, utilizamos cada vez mais recursos visuais: fotos, vídeos, ícones, in­fográficos, apresentações, mapas interativos, jogos, fil­mes, seriados, entre outros. Cada vez mais, aplicativos e programas facilitam a produção, edição e distribuição de imagens de todo tipo.

Quais são as possíveis razões deste fenômeno? A lingua­gem visual atravessa culturas, idiomas, gerações. Pode ajudar a resolver problemas de comunicação, organizar ideias, estimular a criatividade e a reflexão durante o processo de aprendizado. Ela nos possibilita traduzir imaginário, histórias e metáforas. Ao oferecer, como coach, o uso de uma ferramenta para um cliente, estou convidando-o a participar de um jogo, uma atividade lú­dica. Segundo Huazinga, jogo é “atividade ou ocupação voluntária, exercida dentro de certos e determinados limites de tempo e de espaço, segundo regras livre­mente consentidas, mas absolutamente obrigatórias, dotado de um fim em si mesmo, acompanhado de um sentimento de tensão e de alegria e de uma consciência de ser diferente da vida cotidiana (Huizinga).

Para ler este artigo completo...
é necessário, pelo menos, criar seu conta gratuita.
Faça seu login Crie sua conta gratuita ou Veja as vantagens de ser Premium
Gostou deste artigo? Confira estes da mesma coluna:

Coaching Baseado em Pontos Fortes

A abordagem do coaching de Pontos Fortes vem sendo desenvolvida pela Gallup há décadas, baseada no sonho de Don Clifton de que pudéssemos olhar cada ser humano a partir do que tem de melhor. E tal abordagem vem revolucionando a forma como as pessoas pensam sobre desenvolvimento humano, profissional e empresarial. Talentos e Pontos Fortes O coaching orientado pelos pontos fortes dos... leia mais

13 minutos

Pen It!: Fazendo amizade com nossas vulnerabilidades.......em uma página

{"Escrevo inteiramente para encontrar o que estou pensando, o que estou vendo, o que vejo e o que isso significa, o que quero e o que temo"} Joan Didion [1] Ficar cara a cara com a nossa própria vulnerabilidade faz parte da jornada de cada pessoa ao logo da vida. O que fazemos quando estamos nesses pontos sensíveis tem sido o material para grandes poesias, filmes, músicas e histórias ao... leia mais

13 minutos

O Trabalho do Terapeuta Organizacional com base na AIT

Você acha que é possível se permitir sentir quando está trabalhando? Esta pergunta pode parecer ter uma resposta óbvia, e esta resposta vinda de sua mente poderá ser: “sim”. O que fico aqui me perguntando é que se isso parece tão óbvio, para muitos de nós, por que majoritariamente o ambiente organizacional tem se mostrado um contexto frio, insensível, composto de pessoas usando... leia mais

12 minutos

Os caminhos para uma cultura de felicidade nas organizações

A pressão pelo sucesso profissional e a forma como gerimos as prioridades em nossas vidas parece não estar funcionando muito bem, acelera a necessidade de “ter” e “fazer” e com isso, a maioria das pessoas não expõe suas vulnerabilidades, não se expressam com autenticidade, convivem com lideranças tóxicas e acabam se decepcionando com sua escolha de carreira. Afinal, não há... leia mais

11 minutos

O Coaching Evolutivo no momento atual da Humanidade

Vou começar esse artigo com 3 frases que me ajudaram a entender de forma mais profunda o universo das ideias sobre valores, níveis de desenvolvimento e consciência estruturados por Richard Barrett, que é na minha visão, uma das maiores autoridades sobre cultura e valores.  Nos últimos anos ele escreveu uma série de livros falando sobre o tema desse artigo e sobre novas formas de... leia mais

15 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium