revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Edição #36 - Maio 2016

Localize rapidamente o conteúdo desejado

Processos Paralelos na Supervisão de Coaching

A Supervisão cria um espaço onde o coach pode re­fletir com profundidade e honestidade a respeito de QUEM e COMO ele está sendo em cada interação com seus clientes e com o sistema no qual os clientes es­tão inseridos. Essa reflexão é fundamental na medida em que o coach precisa estar totalmente presente não só ao cliente, como também a si mesmo e a tudo o que acontece no campo energético dentro do qual ocorrem as trocas entre ele e seu cliente.

Supervisão é uma prática reflexiva. Costumo usar a metáfora do espelho para falar desse espaço seguro em que o Coach pode se enxergar por inteiro e ex­pandir seu aprendizado sobre si mesmo, e ampliar sua perspectiva e consciência sobre como suas pró­prias emoções, crenças e narrativas são levadas para sua prática e impactam seu relacionamento com cada cliente.

Hoje, vou ampliar um pouco a metáfora do espelho. Pensemos numa sala cheia de espelhos, onde as ima­gens projetadas são refletidas inúmeras vezes, re­flexos de si mesmas. Gostaria de usar essa ana­logia para falar do sistema dentro do qual se dá a relação Cliente-Coach-Supervisor.

Entre os inúmeros fenômenos que pode­mos observar nesse jogo de espelhos, encontram-se os chamados Processos Paralelos. Esse conceito foi desenvolvi­do na Supervisão Clínica e envolve uma gama de processos inconscientes, como transferência, contratransfe­rência e identificação. Basicamente, o termo descreve as situações em que a dinâmica do relacionamento entre o terapeuta e seu cliente é inconscientemente replicada no relacionamento do terapeuta com seu supervisor. O conceito foi es­tendido ao campo mais recente da Supervisão de Coaching, des­crevendo como os padrões do relacionamento entre o coach e seu cliente são reencenados no espaço da Supervisão, fora da consciência do coach.

Hawkins & Smith afirmam ser bastante comum o coa­ch, inconscientemente, começar a “dançar a dança do cliente”. No modelo Seven-eyed process model of supervision apresentado em seu livro, uma das sete perspectivas é o foco no relacionamento que se esta­belece entre supervisor e coach e nos fenômenos que podem representar uma reedição dessa dança dentro da Supervisão.

Para ler este artigo completo...
Faça login ou conheça as vantagens de ser premium.
Faça seu login Veja as vantagens de ser Premium
Gostou deste artigo? Confira estes da mesma coluna:

Receita para mudar a Cultura Organizacional

Ingredientes: Triângulo Dialognóstico Exco Própolis Modo de preparo É simples (mas não é fácil). Não é “solução de camelô” pois, na verdade, requer muita prática e habilidade. Comece com o Triângulo Dialognóstico, assim chamado porque consiste em facilitar um diálogo com os líderes da organização para construir um diagnóstico compartilhado. O... leia mais

13 minutos

Jornadas do medo através da alma

O céu parece cair, o chão some, a luz se perde, o tempo foge, memórias congelam e o ar escapa... encolhimento, retração, terror, paralisia... O que mais? Há quem diga que o pior medo é o medo de sentir medo. Temos medo ou ele nos tem? Além dos vestígios pessoais, o medo é uma herança ancestral e cultural e por isso confrontá-lo e lidar com ele parece inevitável a qualquer ser humano... leia mais

14 minutos

Aprendizagem Singular: criando valor de forma ágil e consistente

Para gerar valor na Complexidade, precisamos de uma nova forma de aprender. Para suportar as intensas mudanças nos próximos 20 anos, organizações, culturas, líderes, educadores e aprendizes compreendem que é necessário criar estratégias de capacitação que não esteja limitadas ao modo de ensinar, mas no fomento da aprendizagem singular, que modifica o desempenho, amplifica inovações... leia mais

12 minutos

Saúde na sua plenitude

O que é ter uma vida com saúde plena? Será apenas a ausência de sintomas e doenças? Talvez quando tivermos alcançado a tríade físico – mente – espírito de maneira equilibrada poderemos dizer que estamos vivendo a vida, não apenas sobrevivendo. A saúde na sua plenitude pode ser uma utopia. Essa busca é constante e não existe um fim na nossa jornada neste plano. O equilíbrio... leia mais

13 minutos

As diferenças culturais: entre belo sonho e pesadelo

França, Alemanha, Itália, Bulgária, Argentina, Holanda, Roménia, Brasil.  Foram as palavras que encerraram a reunião de criação da capa desta edição da revista. São os países de onde os autores do dossiê estavam a falar. A nossa reunião acaba e fico num estado de graça. O nosso grupo é o símbolo, a ilustração perfeita das diferenças culturais. Um exemplo de como... leia mais

13 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium