revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Edição #34 - Março 2016

Localize rapidamente o conteúdo desejado

Um outro olhar - Ed. 34

Nosso coach João nos trouxe uma questão muito atual e complexa:
Iniciei um trabalho de Coaching com os principais executivos em uma empresa familiar. A leitura da edição 11 da Revista Coaching Brasil, sobre empresas familiares, foi fundamental para me preparar para as particularidades de um cenário que não conhecia. Meus clientes são os três filhos do fundador, que se aposentará em um ano, sendo que um deles está sendo preparado para assumir a presidência. Este, um rapaz de 28 anos, notoriamente o maior orgulho do pai, depositando total confiança na nossa relação, me atinge no fígado nos primeiros cinco minutos do primeiro encontro. “Sou gay! Ninguém sabe! Se meu pai souber ele morre. Me ajude”. Fiquei muito confuso, perdi o fôlego. Ele relatou que, segundo as crenças religiosas do pai, homossexualidade é a manifestação do demônio. Ouvi 28 anos de emoções reclusas em seu de­sabafo o resto do encontro. Agora pre­ciso me preparar para o próximo. O que fazer?

João, antes de qualquer coisa, sou muito grata por ser merecedora da sua confian­ça em me trazer suas dúvidas de forma tão sincera e confidente.

Para responder sua pergunta, consultei 3 amigos coaches e supervisores: Lily Seto do Canadá, Ana Pliopas e Jorge Oliveira de São Paulo. Tivemos consenso em usar um modelo chamado Seven Eyed ou Seven Modes de Peter Hawkins, que vai ajudá-lo a olhar o processo e inspirá-lo sobre os próximos passos. Este modelo foi criado e teve seus estudos baseados na psicodinâmica, com aplicação entre várias áreas de supervisão, incluindo mais recentemente o coaching.

O Seven Eyed permite a compreensão sistêmica de como as informações se co­nectam, bem como os comportamentos a eles inter-relacionados. Permite olhar uma situação sobre, pelo menos, 7 pers­pectivas, e inter-relacionar aspectos in­ternos e externos da situação, do contex­to, a gama de comportamentos entre as diferentes relações que se formam entre coach-cliente-supervisor e contexto, bem como entre as variáveis sistêmicas inter­nas e relacionais entre o indivíduo e os demais envolvidos na situação. Nem sem­pre usamos todos os 7 Eyed num caso, mas devemos percorrê-los para incluir ou excluir passos necessários ao entendi­mento do processo.

Para ler este artigo completo...
Faça login ou conheça as vantagens de ser premium.
Faça seu login Veja as vantagens de ser Premium
Gostou deste artigo? Confira estes da mesma coluna:

Um outro olhar - Ed. 86

Nosso coach João nos traz o seguinte caso: Acabo de fechar um processo de coaching com um jovem executivo. Ele teve uma carreira muito bem sucedida na organização de grande porte onde trabalha. Aí entrou como estagiário e hoje é superintendente de marketing. Além de ser reconhecido por suas entregas de qualidade e rápidas, ele também é percebido como um trator que deixa “mortos e... leia mais

6 minutos

Um outro olhar - Ed. 85

Nossa coach Maria nos traz o seguinte caso: Já conduzo processos de Coaching há 5 anos, especialmente em empresas de grande porte e sempre faço a reunião de 3 pontas (entre o coachee, seu gestor e eu) ou de 4 pontas, onde também está presente o RH. Recentemente fui procurada por uma empresa e o profissional de RH esclareceu que lá eles ainda não são maduros para realizar esses encontros... leia mais

6 minutos

Um outro olhar - Ed. 84

Nossa coach Maria nos traz o seguinte caso: Meu cliente de coaching executivo termina as sessões muito rápido! Em geral os meus encontros de coaching são de 1 hora e meia, mas com ele, depois de 50 minutos não temos mais nada a tratar. Eu me preparo bastante antes de cada sessão, busco ferramentas sempre conectadas aos objetivos definidos em nosso processo, mas ele não responde a contento:... leia mais

5 minutos

Um outro olhar - Ed. 83

Nosso coach João nos traz o seguinte caso Sempre busquei cuidar de mim e me considero uma pessoa emocionalmente equilibrada, entretanto, em meio à pandemia do COVID19, estou muito ansioso: não desgrudo das notícias, a perda financeira em meus investimentos não me deixa dormir e tenho dificuldades para me concentrar em leituras. Mudei todos os meus clientes para encontros on line, mas estou... leia mais

6 minutos

Um outro olhar - Ed. 79

Nossa Coach Maria nos relata o seguinte: Estou atendendo um cliente que tem grande dificuldade de fazer abstrações e imaginar cenários. Ele me lembra aqueles jogos de jornais antigos de ligar os pontos numerados para construir uma figura. Não há possibilidade de mudar a ordem na qual os pontos são ligados, e todos precisam estar muito próximos um do outro. Impossível pensar em planos de... leia mais

6 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium