revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Edição #24 - Maio 2015

Localize rapidamente o conteúdo desejado

Um processo 100% natural de formar líderes

É quase um truísmo dizer que vi­vemos um momento de profun­das transformações, e de dúvidas, em todas as esferas das nossas vi­das, públicas e pessoais. E o mun­do do trabalho é um dos campos em que essas mudanças ocorrem em velocidade cada vez maior, não poupando nenhum de seus inte­grantes dos inevitáveis impactos e angústias que são trazidos pelo novo, pelo desconhecido.

A tal urgência em se adequar aos novos e conturbados tempos somam-se o encolhimento dos espaços de conversação e de cria­ção. É nesse cenário de desafios, em que as dúvidas sobre os cami­nhos a seguir chegam a gerar in­tensa ansiedade nas pessoas, que surgem as práticas consideradas “humanizadas” como Mentoring, Coaching, Counseling etc..

Ao longo dos meus anos de prá­tica, seja como coach ou como mentora de numerosos líderes, ou ainda como consultora na im­plementação de programas cor­porativos de Mentoring, sempre constatei a potência que o Men­toring é capaz de imprimir na cul­tura, na estratégia, na prática de valores e na construção de vín­culos solidários entre profissio­nais. Nenhuma outra abordagem utilizada no desenvolvimento de líderes é capaz de entregar ener­gia semelhante.

A explicação para a inegável efetividade dessa prática é a sua singeleza: o Mentoring é uma relação que se estabelece entre dois indivíduos, o Mentor e o Mentorado, na qual trocam­-se experiências – profissionais e mesmo pessoais – em uma mão dupla. O mais sênior, o Mentor, que passou e aprendeu por um número maior de even­tos, relata seus conhecimentos ao menos experiente, o Mento­rado. Mas este tem a oferecer um olhar atual, o entusiasmo irriquieto e a novidade com os quais talvez o Mentor já não te­nha tanto contato. Não é difícil perceber que esse tipo de rela­ção é bastante parecido, embo­ra mais democrático e informal, com o que se estabelece entre mestres e aprendizes, pessoas maduras e jovens colegas, pais e seus filhos.

A explicação para o significado de Mentoring em si já é capaz de explicar muita coisa. O ter­mo tem a sua origem na mitolo­gia grega, mais concretamente na obra “Odisseia” de Homero. Quando o personagem Ulisses sai para a longa e incerta Guer­ra de Troia, pede a um sábio grego, Mentor, que se ocupe da educação do seu filho. O con­ceito de mentor ou mentora entrou rapidamente na lingua­gem comum para simbolizar a pessoa estimada e culta que guia e aconselha uma pessoa jo­vem e menos experiente.

Para ler este artigo completo...
Faça login ou conheça as vantagens de ser premium.
Faça seu login Veja as vantagens de ser Premium
Gostou deste artigo? Confira estes da mesma coluna:

O encontro cármico entre o coach e o cliente

Quando um ser humano olha de forma comprometida a sua própria história de vida, observa que ela não é uma simples sucessão de fatos e datas, mas um caminho de desenvolvimento que passa por diversos aspectos como saúde, aprendizado, profissão, processo de busca de emancipação e autonomia. Todos estes aspectos apenas são possíveis através dos encontros. Se olharmos, não do ponto de... leia mais

14 minutos

Comunicação Autêntica: Tecituras de resgate ao humano dentro e fora das plataformas digitais

Nunca se falou tanto sobre autenticidade. Sua aplicação em nosso cotidiano tem sido estimulada por meio de imperativos que se fazem presentes em frases como “seja você mesmo”, “solte a sua voz” ou até mesmo “viva a sua verdade”. Embora esse movimento seja legítimo e tenha como plano de fundo encorajar a formação de pessoas livres de padrões impostos e a construção de uma... leia mais

14 minutos

Como a Inteligência Emocional pode ser ampliada com o desenvolvimento de habilidades de Inteligência Espiritual

Para que seja possível discorrer sobre a relação entre Inteligência Emocional (EQ) e Inteligência Espiritual (SQ), é necessário esclarecer como compreendo e faço uso destes conceitos. Muitos autores me servem de referência e fundamentam minha prática em Desenvolvimento Humano, entretanto, trago apenas os ligados ao escopo deste artigo, e exploro com mais profundidade a SQ por ser o... leia mais

14 minutos

Responsabilidade Social: Coaching Solidário

“A solidariedade é o sentimento que melhor expressa o respeito pela dignidade humana.” Franz Kafka Antes de tudo, quero trazer para as leitoras e leitores, o que significa solidariedade para mim, pois há uma infinidade de definições por aí. Desde muito jovem, ouvia meus pais dizerem que para ser solidário, precisamos aprender a doar o que falta e não o que sobra, e... leia mais

15 minutos

Consultoria: A Arte de Escutar o Invisível

Sempre trabalhei em consultoria de serviços, onde o que eu vendia - pelo menos inicialmente - eram respostas para os problemas dos meus clientes na área de tecnologia. Trabalhei com produtos de software que potencializam a colaboração dentro das organizações: soluções de e-mail, mensagens instantâneas, intranets, e gestão do conhecimento. Na época, a internet estava chegando no Brasil,... leia mais

11 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium