revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Edição #23 - Abril 2015

Localize rapidamente o conteúdo desejado

O que é PNL?

Nos últimos anos, a PNL (Pro­gramação Neurolinguística) vem recebendo destaque em diversos contextos que envolvam desenvolvimento humano e comportamental. Encontramos profissionais de diferentes áreas como marke­ting, vendas, terapia, consul­toria e coaching utilizando-se desta metodologia nos traba­lhos que realizam. No entan­to, muitas pessoas ainda não conhecem a amplitude e, ao mesmo tempo, a profundida­de da PNL e como ela pode auxiliar no nosso desenvolvi­mento pessoal e profissional.

Uma das formas de compreen­dermos a PNL é conhecermos mais a história da sua criação. No início dos anos 70, Richard Bandler, um estudante de psi­cologia, e John Grinder, um professor de linguís­tica, iniciaram os estu­dos sobre PNL na Uni­versidade de Santa Cruz – Califórnia. Os primeiros trabalhos que realizaram foi o de modelar famosos tera­peutas da época, buscando identificar quais eram os padrões internos e externos que eles utilizavam que tor­navam o trabalho deles tão efetivo. Esses terapeutas eram Milton Erickson, um mé­dico hipnólogo, Virginia Satir, que atuava com terapia familiar e Fritz Perls, que desenvolveu a terapia de gestalt.

Bandler e Grinder começaram a modelar esses terapeutas, tanto na linguagem corporal (não verbal) quanto na lingua­gem falada (verbal), buscando desenvolver técnicas que eles mesmos pudessem replicar, elevando desta forma os resul­tados nos seus próprios atendi­mentos. Outros estudantes e pesquisadores se envolveram com este trabalho de “mode­lagem”, ampliando-o para di­ferentes contextos (negócios, artes, criação), focando em pes­soas de sucesso, sempre bus­cando identificar quais eram os padrões que faziam a diferença nos resultados que estas pes­soas alcançavam. Observaram alguns padrões externos, como comportamentos e linguagens específicas que essas pessoas utilizavam, que as ajudavam a realizar suas atividades com ex­celência e influenciavam seus resultados. Eles também ob­servaram que existiam padrões internos, como crenças e pres­supostos, que eram podero­sos recursos para o alcance do sucesso. Ou seja, por trás dos nossos comportamentos existe uma estrutura interna de pen­samentos e emoções que im­pactam diretamente as nossas ações e consequentemente os resultados que alcançamos em nossas vidas. Por trás de toda ação existe uma razão, um mo­tivo para agirmos. Se buscamos gerar uma mudança no com­portamento de uma pessoa, ou seja, na sua atuação, pre­cisamos compreender primei­ramente o motivo da pessoa agir da forma que age, o mo­delo de mundo dessa pessoa, o que chamamos de modelos mentais. Segundo Peter Senge, modelos mentais são “pressu­postos profundamente arrai­gados, generalizações, ilustra­ções, imagens ou histórias que influem na nossa maneira de compreender o mundo e nele agir”. Em outras palavras, são os modelos mentais de cada indivíduo que definem como o mesmo irá perceber o que está acontecendo à sua volta, como irá se sentir com isso, como ele pensa e, finalmente, como irá agir. O problema que encon­tramos, referente aos nossos modelos mentais, é que a maio­ria é inconsciente, ou seja, não sabemos que possuímos um determinado modelo mental e isso faz com que muitas vezes ajamos de determinada manei­ra sem nem saber exatamente o motivo. A PNL permite com­preender melhor nosso funcio­namento interno, identificar nossos modelos mentais, para que possamos questioná-los, refletir sobre os mesmos e se preciso for, ressignificá-los.

Para ler este artigo completo...
Faça login ou conheça as vantagens de ser premium.
Faça seu login Veja as vantagens de ser Premium
Gostou deste artigo? Confira estes da mesma coluna:

Gestão de crise nas organizações: a necessidade da inteligência emocional em todas as etapas

Nunca fomos tão desafiados a gerenciar crises como no cenário atual. A pandemia causada pela COVID-19 trouxe um enorme desafio global, onde vida e morte estavam e ainda estão no centro das decisões mundiais. Dilemas de ordem política, econômica e ideológica tornaram-se evidentes, e crises diplomáticas surgem na corrida pelas respostas e soluções de enfrentamento. No campo mais... leia mais

14 minutos

Responsabilidade Social: o olhar de quem cuida

Só há uma norma pela qual uma época pode ser justamente julgada: em que medida ela permitiu o desenvolvimento da dignidade humana? Romano Guardini Assim como toda empresa é mais que uma atividade econômica, é, antes de tudo uma atividade dirigida por pessoas a serviço da sociedade, entendo que toda profissão – seja ela qual for -, carrega em si uma responsabilidade... leia mais

15 minutos

Os Fundamentos Generativos dos Resultados nas Organizações

Vendo Organizações com Novos Olhos Como seres humanos, sempre vivemos no mundo que podemos ver. Também convivemos com o que os psicólogos chamam de "cegueira cognitiva". Cegueira é a condição em que não sabemos o que não sabemos. Por exemplo, eu não fui treinado como médico, então eu não tenho as distinções, os "olhos" para ver o que um médico pode ver. O médico vê corpos de... leia mais

16 minutos

Tempos Pós-Normais: A Mudança está Mudando

“Existem dois tipos de mudança: a que nos acontece e a que fazemos acontecer.” Rosa Alegria Estamos entrando numa nova era da história. Saindo de um modelo que não estava dando certo – entrando num outro que ainda está por mostrar a que veio, nos defrontamos com o mais alto grau de incerteza já vivido, inaugurado pela pandemia covid19. O contato da experiência... leia mais

15 minutos

Falemos sobre imunidade à mudanças

Foi no dia 15 de novembro de 2014 que o professor Robert Kegan conquistou a atenção de mais de 400 coaches reunidos na conferência global da ICF, no Rio de Janeiro. Entrou com seu notebook em mãos e, com voz tranquila e segura, conduziu uma palestra intercalada com atividades em dupla. Ao final, boa parte dos participantes havia identificado crenças, até então inconscientes, que... leia mais

14 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium