revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Edição #21 - Fevereiro 2015

Localize rapidamente o conteúdo desejado

BLOQUEIOS - Como lidamos e superamos?

Gosto sempre de começar uma conversa qualquer, onde o assunto é Coaching, com dois importante pensamentos. São eles:

“Coaching é uma relação de parceria que revela/liberta o potencial das pessoas de forma a maximizar o desempenho delas. É ajudá-las a aprender ao invés de ensinar algo a elas ...”.
Timothy Gallwey
“Nada lhe posso dar que já não exista em você mesmo. Não posso abrir-lhe outro mundo de imagens, além daquele que há em sua própria alma. Nada lhe posso dar a não ser a oportunidade, o impulso, a chave. Eu o ajudarei a tornar visível o seu próprio mundo, e isso é tudo.”
Hermann Hesse

Nunca é demais lembrar que precisamos do outro para crescer, ser e viver. Não existe aprendizado sem interação, sem conexão e nessa direção, o processo de Coaching contri­bui para que as pessoas se transformem, re­flitam a respeito de si mesmas, suas crenças e valores e sua visão de mundo e aprofundem sua aprendizagem, incorporem novas habili­dades e capacidades a ponto de encontrarem melhores alternativas válidas, apesar do con­texto em que atuam, e com isso expandam a sua prontidão para agir de forma coerente e eficaz. E nessa caminhada de descoberta, interagimos com ambientes e experiências e vamos descortinando nosso mapa mental – as crenças que se constituem na maneira como nos vemos e vemos o mundo.

Por conta desse mapa, durante a vida, omitimos, generalizamos e distorcemos inúmeras situações e experiências que nos parece, naquele momento, a melhor al­ternativa para nosso desenvolvi­mento e conforto. Acontece que se um dia esse mapa nos trouxe respostas, adequação e felicida­de, num outro, nos traz insatisfa­ção, angústia, inadequação e dor.

Somente quando o significado se modifica, se transforma, é que novos modos de ver e de se comportar surgem e um novo momento desse viver se instala. Segundo Grinder e Bandler, “Res­significar é modificar o molde pelo qual uma pessoa percebe os acontecimentos a fim de alterar o significado. Quando o signifi­cado se modifica, as respostas e comportamentos da pessoa também se modificam”.

De outro modo, quando ressigni­ficamos, é como se uma grande janela se abrisse na nossa fren­te, novos ares, novas possibi­lidades, novos cenários, novas oportunidades. Nesse momento, ampliamos nossas percepções, ressignificamos nossas crenças e experiências e superamos nos­sas limitações, eliminamos a dor e superamos nossos bloqueios.

Para ler este artigo completo...
Faça login ou conheça as vantagens de ser premium.
Faça seu login Veja as vantagens de ser Premium
Gostou deste artigo? Confira estes da mesma coluna:

O Trabalho do Terapeuta Organizacional com base na AIT

Você acha que é possível se permitir sentir quando está trabalhando? Esta pergunta pode parecer ter uma resposta óbvia, e esta resposta vinda de sua mente poderá ser: “sim”. O que fico aqui me perguntando é que se isso parece tão óbvio, para muitos de nós, por que majoritariamente o ambiente organizacional tem se mostrado um contexto frio, insensível, composto de pessoas usando... leia mais

12 minutos

Os caminhos para uma cultura de felicidade nas organizações

A pressão pelo sucesso profissional e a forma como gerimos as prioridades em nossas vidas parece não estar funcionando muito bem, acelera a necessidade de “ter” e “fazer” e com isso, a maioria das pessoas não expõe suas vulnerabilidades, não se expressam com autenticidade, convivem com lideranças tóxicas e acabam se decepcionando com sua escolha de carreira. Afinal, não há... leia mais

11 minutos

O Coaching Evolutivo no momento atual da Humanidade

Vou começar esse artigo com 3 frases que me ajudaram a entender de forma mais profunda o universo das ideias sobre valores, níveis de desenvolvimento e consciência estruturados por Richard Barrett, que é na minha visão, uma das maiores autoridades sobre cultura e valores.  Nos últimos anos ele escreveu uma série de livros falando sobre o tema desse artigo e sobre novas formas de... leia mais

15 minutos

As etapas do trabalho biográfico e as artes plásticas como linguagem do processo

1-Visão panorâmica da própria biografia  Ao passar por um processo biográfico a pessoa revê passo a passo, a trajetória de sua vida, os impulsos, sentimentos e anseios que permearam as suas experiências, desde a lembrança mais remota até o momento atual. Ela tem, ao final desta retrospectiva, uma visão panorâmica de sua própria vida. Esta vivência é diferente da mera... leia mais

13 minutos

A Teoria Integral e o uso de Quadrantes em Coaching

Eu tinha uma experiência profissional mais voltada ao desenvolvimento de times e organizações, quando fui fazer uma formação com um biólogo chileno chamando Humberto Maturana. Quando concluí essa formação, tomei uma decisão de colocar o meu propósito também à serviço dos indivíduos. No entanto, sentia falta de estrutura, tanto para dar suporte a minha decisão por fazer coaching,... leia mais

8 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium