revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Edição #21 - Fevereiro 2015

Localize rapidamente o conteúdo desejado

BLOQUEIOS - Como lidamos e superamos?

Gosto sempre de começar uma conversa qualquer, onde o assunto é Coaching, com dois importante pensamentos. São eles:

“Coaching é uma relação de parceria que revela/liberta o potencial das pessoas de forma a maximizar o desempenho delas. É ajudá-las a aprender ao invés de ensinar algo a elas ...”.
Timothy Gallwey
“Nada lhe posso dar que já não exista em você mesmo. Não posso abrir-lhe outro mundo de imagens, além daquele que há em sua própria alma. Nada lhe posso dar a não ser a oportunidade, o impulso, a chave. Eu o ajudarei a tornar visível o seu próprio mundo, e isso é tudo.”
Hermann Hesse

Nunca é demais lembrar que precisamos do outro para crescer, ser e viver. Não existe aprendizado sem interação, sem conexão e nessa direção, o processo de Coaching contri­bui para que as pessoas se transformem, re­flitam a respeito de si mesmas, suas crenças e valores e sua visão de mundo e aprofundem sua aprendizagem, incorporem novas habili­dades e capacidades a ponto de encontrarem melhores alternativas válidas, apesar do con­texto em que atuam, e com isso expandam a sua prontidão para agir de forma coerente e eficaz. E nessa caminhada de descoberta, interagimos com ambientes e experiências e vamos descortinando nosso mapa mental – as crenças que se constituem na maneira como nos vemos e vemos o mundo.

Por conta desse mapa, durante a vida, omitimos, generalizamos e distorcemos inúmeras situações e experiências que nos parece, naquele momento, a melhor al­ternativa para nosso desenvolvi­mento e conforto. Acontece que se um dia esse mapa nos trouxe respostas, adequação e felicida­de, num outro, nos traz insatisfa­ção, angústia, inadequação e dor.

Somente quando o significado se modifica, se transforma, é que novos modos de ver e de se comportar surgem e um novo momento desse viver se instala. Segundo Grinder e Bandler, “Res­significar é modificar o molde pelo qual uma pessoa percebe os acontecimentos a fim de alterar o significado. Quando o signifi­cado se modifica, as respostas e comportamentos da pessoa também se modificam”.

De outro modo, quando ressigni­ficamos, é como se uma grande janela se abrisse na nossa fren­te, novos ares, novas possibi­lidades, novos cenários, novas oportunidades. Nesse momento, ampliamos nossas percepções, ressignificamos nossas crenças e experiências e superamos nos­sas limitações, eliminamos a dor e superamos nossos bloqueios.

Para ler este artigo completo...
Faça login ou conheça as vantagens de ser premium.
Faça seu login Veja as vantagens de ser Premium
Gostou deste artigo? Confira estes da mesma coluna:

Autenticidade não é Sincericídio

Em uma das maiores pesquisas feitas sobre satisfação e engajamento no ambiente de trabalho, o Instituto Gallup entrevistou, entre 2014 e 2016, 2,7 milhões de profissionais de 276 organizações em 155 países. Eles descobriram que somente 15% dos entrevistados se sentiam altamente engajados com o trabalho que faziam, ou seja, psicologicamente envolvidos em suas atividades e motivados a serem... leia mais

11 minutos

Cultivando o Equilíbrio Emocional nas Organizações

“A realidade está onde você coloca sua atenção” William James Neste momento da humanidade, começamos a entender que é necessário ir para além das preocupações com a saúde mental, entendo que há um processo que pode nos ajudar a prevenir o desenvolvimento dos transtornos mentais: aprender a cuidar das nossas emoções. Mas qual é o momento para aprendermos a cuidar de nossas... leia mais

13 minutos

O Poder de Todos: É a voz de um líder Betinho, plantando sonhos colheu sonhadores

O voluntariado surgiu no Brasil no século XVI, através de organizações religiosas.  Na sua maioria católicas e ligadas à saúde – as chamadas Santas Casas – influência da Coroa. Temos notícia que a primeira Santa Casa de Misericórdia foi implantada em 1543. Era um trabalho essencialmente das mulheres. As primeiras políticas públicas datam da década de 30, que passou a regular... leia mais

16 minutos

O Poder de Todos: É a voz de um líder autêntico

Após os 35 anos de idade, já tendo tido anos de experiência em sua vida profissional com grande sucesso em diversos cargos gerenciais e diretivos, seguindo os padrões e modelos de liderança e a visão que aprendeu de outros, você começa a perceber que as regras que você tem seguido até hoje são formatos que não preenchem 100% da voz que você quer representar. Você reconhece em você... leia mais

14 minutos

O Futuro é (des)ordem

Uma porta como esta se abriu apenas cinco ou seis vezes desde que nos tornamos “homo erectus”. É o melhor tempo possível para estar vivo, quando quase tudo o que você pensou que sabia está errado.” Tom Stoppard – na peça Arcadia, 1993. O dicionário Houaiss define Futuro como “tempo que se segue ao presente” ou o “conjunto de fatos, acontecimentos... leia mais

14 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium