revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Edição #21 - Fevereiro 2015

Localize rapidamente o conteúdo desejado

BLOQUEIOS - Como lidamos e superamos?

Gosto sempre de começar uma conversa qualquer, onde o assunto é Coaching, com dois importante pensamentos. São eles:

“Coaching é uma relação de parceria que revela/liberta o potencial das pessoas de forma a maximizar o desempenho delas. É ajudá-las a aprender ao invés de ensinar algo a elas ...”.
Timothy Gallwey
“Nada lhe posso dar que já não exista em você mesmo. Não posso abrir-lhe outro mundo de imagens, além daquele que há em sua própria alma. Nada lhe posso dar a não ser a oportunidade, o impulso, a chave. Eu o ajudarei a tornar visível o seu próprio mundo, e isso é tudo.”
Hermann Hesse

Nunca é demais lembrar que precisamos do outro para crescer, ser e viver. Não existe aprendizado sem interação, sem conexão e nessa direção, o processo de Coaching contri­bui para que as pessoas se transformem, re­flitam a respeito de si mesmas, suas crenças e valores e sua visão de mundo e aprofundem sua aprendizagem, incorporem novas habili­dades e capacidades a ponto de encontrarem melhores alternativas válidas, apesar do con­texto em que atuam, e com isso expandam a sua prontidão para agir de forma coerente e eficaz. E nessa caminhada de descoberta, interagimos com ambientes e experiências e vamos descortinando nosso mapa mental – as crenças que se constituem na maneira como nos vemos e vemos o mundo.

Por conta desse mapa, durante a vida, omitimos, generalizamos e distorcemos inúmeras situações e experiências que nos parece, naquele momento, a melhor al­ternativa para nosso desenvolvi­mento e conforto. Acontece que se um dia esse mapa nos trouxe respostas, adequação e felicida­de, num outro, nos traz insatisfa­ção, angústia, inadequação e dor.

Somente quando o significado se modifica, se transforma, é que novos modos de ver e de se comportar surgem e um novo momento desse viver se instala. Segundo Grinder e Bandler, “Res­significar é modificar o molde pelo qual uma pessoa percebe os acontecimentos a fim de alterar o significado. Quando o signifi­cado se modifica, as respostas e comportamentos da pessoa também se modificam”.

De outro modo, quando ressigni­ficamos, é como se uma grande janela se abrisse na nossa fren­te, novos ares, novas possibi­lidades, novos cenários, novas oportunidades. Nesse momento, ampliamos nossas percepções, ressignificamos nossas crenças e experiências e superamos nos­sas limitações, eliminamos a dor e superamos nossos bloqueios.

Para ler este artigo completo...
Faça login ou conheça as vantagens de ser premium.
Faça seu login Veja as vantagens de ser Premium
Gostou deste artigo? Confira estes da mesma coluna:

Constelações Familiares e Sistêmicas: O Método, o Facilitador, o Cliente e os Participantes

Uma abordagem que tem sido a cada dia mais notória na área terapêutica das famílias ou nas organizações. Esse artigo tem como referencial teórico, fontes bibliográficas de Bert Hellinger, autor que fundamentou as constelações familiares e sistêmicas. A Constelação Familiar e Sistêmica, é uma abordagem que pode ser aplicada de forma individual ou em grupo; refere-se ao... leia mais

13 minutos

Custo dos conflitos no ambiente organizacional e o “Conflict Coaching” como abordagem de resolução!

“AS EMPRESAS QUEREM SOMAR...E NÃO PERCEBEM A SOMA DA DISCÓRDIA...” As pressões no ambiente de trabalho aumentam cada vez mais apesar de todas as inovações. Fato identificado em conversas com alunos em escolas de negócios e clientes em desenvolvimento pessoal. O discurso comum revela um desejo de paz e alívio, e na prática, o que se vê é sofrimento, falta de confiança, medo e... leia mais

14 minutos

Comunicação e Marketing de negócios autorais: da era dos imperativos à era das interrogações

Percebo que o marketing hoje faz parte da vida de dois tipos de profissionais: o primeiro que decidiu estudar e trabalhar diretamente nessa área, seja como freelancer, seja como colaborador de uma empresa; e o segundo, empreendedor, que pouco conhece disso e costuma perceber o marketing como um mal necessário. Nesse segundo caso, estamos nós, coaches, e também todos os profissionais que atuam... leia mais

16 minutos

Points of You®: Inesperado, mas Preciso

Era outubro de 2014. De repente, um post no Facebook me despertou a atenção: “Points of You® – Venha conhecer a magia das nossas ferramentas!”. Mensagem intrigante, assim logo quis saber um pouco mais sobre do que se tratava. Numa primeira leitura senti que era algo muito especial e que talvez tivesse conexão com alguns dos projetos que estava desenvolvendo naquele momento. Na... leia mais

9 minutos

Desenvolvimento e Mudança de Comportamento

Nosso trabalho como profissionais de Coaching e Aprendizagem Organizacional nos últimos 20 anos nos levou a observar como as pessoas efetivamente se transformam e alcançam novos resultados nos relacionamentos (pessoais e organizacionais). Ao longo desta jornada encontramos um foco comum para estas transformações - a compreensão de que o Ser Humano se desenvolve através de uma sequência... leia mais

12 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium