revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Edição #106 - Março 2022

Localize rapidamente o conteúdo desejado

Segurança Psicológica: Potencializando a voz que não mais silencia

Por que silenciamos mesmo quando desejamos expressar genuinamente a nossa opinião ou ideia sobre algo? Silenciamos a partir do medo de não nos expor? Podemos assumir que isso acontece quando não há segurança psicológica no ambiente?

O termo “espiral do silêncio” foi criado pela alemã Elisabeth Noelle Neumann e está relacionado ao medo que os indivíduos têm de serem isolados pela maioria no que diz respeito às opiniões individuais que possam ter e que sejam contrárias às da maioria. Ou seja, ao sentir este medo, vamos em busca de recursos que possam nos ajudar a compreender ou investigar a opinião da maioria das pessoas sobre um tema antes de expressar a nossa.

A partir dessa investigação, se a opinião que temos está em consonância com a da maioria das pessoas, nos sentimos confiantes em expressá-la abertamente. Se nossa opinião não está em consonância com a maioria, escolhemos não expressar o que pensamos e, muitas vezes, o que sentimos.

Numa tentativa de ilustrar de alguma forma o desdobramento prático deste conceito no dia a dia do mundo do trabalho, a seguir alguns padrões de comportamento disfuncionais que podemos encontrar no dia a dia das organizações, como exemplo:

• Em reuniões, quando é preciso expressar uma opinião a respeito de algo e aquele silêncio geral que se instala sorrateira ou escancaradamente, pois as pessoas não têm coragem de se posicionar

• Quando as pessoas forjam a expressão de suas opiniões na busca por um consenso, por consonância, quando possuem opiniões contrárias às da maioria, por medo de serem julgadas, excluídas

• Ou ainda, quando antes das reuniões, exaustivamente buscamos alguns aliados para alinhar “nos bastidores” pontos de vista sobre uma tomada de decisão a fim de que na reunião oficial a concordância se dê com aparente naturalidade, a partir de um esforço artificial empreendido previamente na busca por minimizar o impacto de uma possível discordância, conflito, exposição entre os envolvidos

Para ler este artigo completo...
Faça login ou conheça as vantagens de ser premium.
Faça seu login Veja as vantagens de ser Premium
Gostou deste artigo? Confira estes da mesma coluna:

Planejando o futuro no presente

Muitas vezes atribuímos toda a responsabilidade de ações sustentáveis no impacto da empresa para fora, no local, na comunidade e no meio ambiente. Há muitas ações sustentáveis da porta para dentro das organizações, e o planejamento estratégico é uma delas. Por quê? É no planejamento estratégico que a empresa assume o compromisso com a sustentabilidade, definindo objetivos... leia mais

10 minutos

Quebrando o status quo: Felicidade ou conformismo

De acordo com a famosa pirâmide de Maslow e versões atualizadas de pirâmides de necessidades, o ápice de felicidade de uma pessoa está na autorrealização. Para alcançar esse topo, muitas coisas são propostas, como aproveitar os momentos, amor-próprio, resiliência, autoconhecimento e a lista se estende. Não se engane, cada um desses pontos é importante, porém são... leia mais

12 minutos

Perder-se na multidão para encontrar-se

“Você pode se afastar?” Aquelas palavras me tomam com surpresa e certa incredulidade, e peço para ela repetir. Mais uma vez, escuto a frase adicionada de “você está invadindo o meu espaço”. Sem pensar, dou dois pequenos passos para o lado, dentro do já confinado espaço do metrô londrino. Aperto a minha gigantesca bolsa contra o meu corpo a fim de diminuí-la de tamanho (em vão);... leia mais

11 minutos

Viver é melhor que sonhar!

“... qualquer canto é menor do que a vida de qualquer pessoa” 1 Quando o Luciano Lannes me convidou a escrever um artigo para a edição chamada “Feliz Ano Novo!” respondi, sem pensar, “sim!”. Sem pensar, mas também sem ideia nenhuma sobre o que ia escrever. Só sabia que o artigo deveria trazer uma reflexão positiva, no primeiro mês de um ano 2022 desafiador.... leia mais

11 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium