revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Edição #103 - Dezembro 2021

Localize rapidamente o conteúdo desejado

Liberdade para o fardo de si mesmo

(Practice – Freedom from the Burden of Self in Coaching)


Thomas M. Krapu, em sua palestra Freedom from the Burden of Self, trouxe o resultado de uma pesquisa que conduziu, onde procurou determinar a relação existente entre os 47 marcadores estabelecidos pela ICC para o nível PCC. Verificando que a relação não era explícita (ou seja, os marcadores eram unicamente associados à competência à qual estavam subordinados), agregou-os em cinco categorias:

1 - Marcadores “ativos” (usualmente iniciados pelo coach)

2 - Marcadores de “aprendizado”

3 - Marcadores de “questionamento”

4 - Marcadores de “liberdade do fardo do eu”

5 - Marcadores de “linguagem”

Com esta nova taxonomia (não adotada pela ICF), o autor e apresentador argumenta que o processo de treinamento e desenvolvimento do coach pode ser facilitado, por estar voltado aos comportamentos que o coach deve exprimir em seu trabalho (e nas avaliações para fins de certificação).

A taxonomia que propõe não tem como objetivo substituir as Competências Nucleares (ICF) do coaching, que têm lógica própria; da mesma forma, não se propõe a tirar o foco dos marcadores individuais. Ao contrário, pode-se considerar que temos três níveis (ou lentes) igualmente válidos de enxergar a experiência do coach:

1 - As Competências Nucleares, em um alto nível de abstração, tão importantes quanto os marcadores – e que definem o que o coaching é, realmente.

Para ler este artigo completo...
Faça login ou conheça as vantagens de ser premium.
Faça seu login Veja as vantagens de ser Premium
Gostou deste artigo? Confira estes da mesma coluna:

Porque os times comem a cultura no café da manhã

Peter Drucker disse a famosa frase que “a cultura come a estratégia no café da manhã”. Com isso, ele destacou que, por melhor que seja a sua estratégia, é a cultura da sua empresa que realmente determina o quanto ou pouco sucesso você terá no geral. Acho, porém, que por sua vez, são os times que comem a cultura no café da manhã!   Não existe uma definição única... leia mais

8 minutos

Metaleitura do dossiê “Coaching de Grupos e Equipes”

A leitura proporciona uma espécie de diálogo entre cada um de nós com o autor do texto. Ao ler um artigo, busco entender qual a mensagem da autora, seu ponto de vista, de onde parte e onde busca chegar. Além disso, relaciono a mensagem da autora a conceitos que já vi, posicionando a ideia em um contexto mais amplo, daquilo que já li, apreendi, processei e incorporei. O que mais me fascina... leia mais

9 minutos

Atendimento on-line: minha experiência e dicas práticas

No mundo tecnológico em que vivemos, as pessoas estão cada vez mais conectadas... Usam a rede para se relacionar, para conhecer produtos e serviços, fazer compras, agilizar suas vidas, divulgar seus produtos e serviços, entre outras coisas. Independentemente de nossa localização geográfica, temos um mundo ao nosso alcance, ou, no mínimo, ao alcance de um clique. No universo do coaching... leia mais

9 minutos

Coachee sem fronteiras, as possibilidades do Coaching Online

Ser um coach, hoje em dia, é o sonho de muitas pessoas. As escolas de formação prometem uma vida financeiramente estável, com altos ganhos. Mas a maioria não te prepara para o mercado. A maioria esmagadora, não lhe diz como, de fato, você vai conquistar seus coachees. E o mercado é injusto com novatos, tanto que mais de 70% dos coaches formados não atuam. E arrisco dizer, dos 30% que... leia mais

7 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium