revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Edição #103 - Dezembro 2021

Localize rapidamente o conteúdo desejado

Aproveitar o poder do instinto e do eu espiritual no trabalho

(Work – Harness the power of instinct & human spirit at work)


Este artigo está baseado na palestra proferida durante o Converge21 pelas coaches Flame Schoeder, MCC e Donna King, ACC.

Uma reflexão

Quando fui convidado por Cândida Semensato, presidente da ICF Brasil Chapter, para escrever um artigo para esta importante Revista Coaching Brasil, eu não fazia ideia de qual tema escolher. Optei por este antes mesmo de assisti-lo. Para minha surpresa, o assunto tem muita conexão com o tema que abordei no número 80 desta mesma revista sobre o Converge19, que falava de Inteligência Espiritual. Coincidência? Agradável coincidência pela qual sou muito grato.

Vamos lá para mais esta viagem nos caminhos maravilhosos do coaching profissional

O começo: Um poema

“Existe um mal-entendido comum entre todos  os seres humanos que já nasceram na Terra, de que a melhor maneira de viver é tentar evitar a dor e apenas procurar se sentir confortável, característica também presente no mundo animal. Uma abordagem muito mais interessante e alegre da vida é começar a desenvolver nossa curiosidade para descobrir o que existe por trás dos comportamentos”

 Pema Chodron.

O caminho – Do instinto para o espiritual – as duas chaves

Segundo as autoras, as pessoas têm comportamentos que são originados no instinto ou no eu espiritual, gerando energias de aspectos diferentes, as primeiras buscam o prazer no curto prazo e as segundas no longo prazo.

A mudança das chaves

O processo de coaching profissional ajuda nesta jornada de mudança de estado de consciência, do instinto para o espiritual.

A produtividade e os ambientes de trabalho

Elas fazem um apanhado das qualidades mais poderosas de um ambiente de trabalho de alta produtividade como: trabalhar duro em qualquer situação, alta resiliência, colaboração, senso de propósito, criatividade, metas claras e engajamento das equipes

De acordo com o Instituto Gallup em recente pesquisa, 80% dos entrevistados não se sentem consistentemente engajados no trabalho.

Por que é tão difícil para as equipes de engajarem para a produção consistente de resultados?

Para ler este artigo completo...
Faça login ou conheça as vantagens de ser premium.
Faça seu login Veja as vantagens de ser Premium
Gostou deste artigo? Confira estes da mesma coluna:

O futuro através dos futuristas profissionais

Os futuristas consideram alternativas de futuro, positivas e negativas, e ajudam pessoas e a sociedade a se prepararem para todos os cenários. Nosso futuro poderá ser luminoso ou sombrio, e depende muito das decisões que tomamos hoje como humanidade. Os pilares sociais do futuro precisam de atenção e de investimento. Certamente, será através deles que sairemos do buraco em que estamos.... leia mais

12 minutos

Autocompaixão e autocuidado para quem cuida

Você já parou para pensar quanto do seu tempo é dedicado ao cuidar? Se pensarmos bem, o cuidado permeia toda a nossa vida e os nossos relacionamentos, seja no contexto pessoal, familiar, social ou profissional. Ora estamos cuidando de alguém ou de nós mesmos, ora precisamos ser cuidados, noutras vezes, todas estas se intersectam. No entanto, é muito importante compreendermos  que cada... leia mais

14 minutos

Visão Ampliada sobre Indivíduos, Grupos e Times

Crescemos como indivíduos à medida que refletimos sobre nossas experiências e vivências e seus impactos sobre as outras pessoas. E ao interagirmos com outros indivíduos lidamos com situações de confronto ou mesmo de cooperação, defrontarmo-nos com nossos limites, capacidades e necessidades. Nessas interações emergem múltiplas de possibilidades e, a mais impactante é a compreensão de... leia mais

14 minutos

Burnout e stress são sinônimos?

Burnout descreve sintomas decorrentes basicamente de stress ocupacional, ligado a situações de trabalho. Como agora é reconhecido como uma doença ocupacional, as empresas estão mais atentas a sua incidência e fatores precipitadores do burnout.  Seus sintomas característicos se enquadram em três categorias que são:  • Sensação de exaustão emocional, • Redução de... leia mais

13 minutos

O Codesenvolvimento – uma ferramenta de transformação cultural

A experiência nos mostra que o maior desafio de um projeto de transformação cultural está na capacidade dos responsáveis pelo programa em proporcionar condições para que a transformação seja profunda e perene. Watzlawick, em sua obra «Changements, Paradoxes et Psychothérapie, Watzlawick, et al., 1975» nos ensina que existem dois tipos de transformação nos sistemas humanos : a... leia mais

13 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium