revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Blog

Localize rapidamente o conteúdo desejado

Você sabe Como Vender Coaching?

Luciano Santos Lannes Por Luciano Santos Lannes em 02/07/2018

Hoje em dia, a oportunidade e a facilidade de vender um produto ficou muito maior com a internet, mas, também, bem mais concorrida. No mundo do Coaching, os novos profissionais acabam correndo risco de tentar lotar suas agendas rapidamente através das vendas nas mídias digitais, onde prometem “turbinar” o desempenho de seus clientes.

A edição 62 aborda o tema “Como Vender Coaching”, onde há uma reflexão sobre vendas aplicadas ao Coaching. Pessoalmente, a preocupação da venda, em se tratando de Coaching, deve ser secundária. O coach deve se preocupar mais com sua formação – mesmo após receber o primeiro diploma – e focar no resultado e dedicação com o coachee – evitando, assim, que ele acabe se prejudicando. Desapegar do ego, colocar o foco no servir e no outro é um bom início para uma carreira de sucesso.

A coordenação do dossiê foi realizada por Simone Kramer, onde reuniu suas convidadas para uma discussão importante sobre os valores e ética do Coaching, em se tratando de vendas. Em sua apresentação do dossiê, traz uma breve reflexão deste processo de vendas pelas redes sociais: “Penso que, diante deste cenário onde ainda tantos questionamentos estejam tão vívidos, mais ainda se torna premente que tenhamos espaço para compartilhar ideias, avaliar opções e fazer escolhas em como nos apresentar para este mercado em franca expansão”.

Leia abaixo a apresentação do dossiê escrita por Simone, e veja no final desta postagem o link para o artigo escrito pela mesma – disponibilizado especialmente para você, que ainda não é nosso assinante.

---------------

Coordenação de Simone Kramer
Psicóloga, Coach Executivo e Empresarial, formação e certificação daABRACEM; Didata pela ABRACEM, Formação pela SBDG, aperfeiçoamento em Coaching de Equipes com John Leary e David Clutterbuck.
simone@coachesassociados.com.br

O convite do Luciano Lannes, editor da Revista, para coordenar este dossiê, veio ao encontro de um desejo muito grande de poder compartilhar minhas reflexões sobre este tema. A venda já esteve muitas vezes presente na minha vida. Quando ainda era criança, montei uma barraquinha para vender revistinhas, os conhecidos gibis, para os pedestres que passavam; no ensino médio desenhava, mandava fazer e vendia malhas, atividade que mantive durante a universidade. Mais tarde, ao ingressar em uma grande empresa, fui designada para atender, como consultora de RH, a Diretoria Comercial e, ao chegar à sala do diretor, meu principal cliente, visualizo atrás de sua cadeira um troféu de melhor vendedor, adornado com duas picaretas cruzadas e presas em uma estrutura de madeira. Compartilho estas vivências para dizer que, de alguma forma, sempre me senti à vontade com a venda e que foi um choque de realidade ao reconhecer o quanto esta imagem do vendedor como um “picareta” permeou o inconsciente coletivo ou mesmo muitas ações conscientes. O que é lamentável. Pois se trata de um processo natural entre pessoas. É o que de fato acontece quando existe uma oferta e uma demanda. Por mais passiva que seja, ainda assim é uma venda.
O tema COMO VENDER COACHING vem em um momento onde este processo encontra inúmeras possibilidades para acontecer. Ainda existe pouco material sobre coaching e menos ainda sobre como vendê-lo. O Coaching se caracteriza como um serviço, mas em qual categoria se enquadra? Saúde, administração, gestão, RH, diferentes possibilidades, entre outros. Ainda consta no código de ética de algumas entidades de classe, principalmente de atividades ditas liberais, que colocar anúncio ofertando trabalho fere o código de ética da atividade. E o que dizer hoje com Facebook, Linkedin, Instagram, as diferentes possibilidades dentro do marketing digital? Estamos fazendo alterações “em pleno voo” porque, certamente, o dinamismo das mudanças é maior e mais rápido que as definições que os conselhos possam propor. Penso que, diante deste cenário onde ainda tantos questionamentos estejam tão vívidos, mais ainda se torna premente que tenhamos espaço para compartilhar ideias, avaliar opções e fazer escolhas em como nos apresentar para este mercado em franca expansão.
Para isto, sigo agradecendo, pois além deste desafio que Lannes propôs, encontrei colegas de atividades que se dispuseram a parar e contribuir com esta edição. Maria Angélica abre este dossiê nos instigando a pensar no que estamos a oferecer, o que no caso do Coaching, somos nós. Premissa que encontra sustentabilidade à medida que isto é coerente com aquilo que cremos. Na sequência, continuamos esta caminhada quase em uma sequência lógica, onde Clenir aborda a importância de identificarmos com o que e quem realmente queremos trabalhar, com o artigo “Quem Somos e Quem São Nossos Clientes”, tema que nos faz mergulhar ainda mais no mundo mercadológico. Mas como não relevar o tamanho das cidades e o quanto isto pode conter variáveis diferenciadas? Ediane nos conta sua experiência com o tema “Como vender em pequenos centros”. Temos consciência de quantas tantas maneiras de vender existem e as tantas variáveis intervenientes, mas nesta edição optamos por falar sobre imagem, com o artigo de Camila – “Divulgação da Imagem – Qual o ponto do equilíbrio?” e também temos o artigo de Dionéia, “A importância do Email Marketing para os profissionais de Coaching”. Concluímos com o meu artigo “Quando o ‘boca a boca’ funciona”.
Após ler todos os artigos, constatei que, ao abordar os diferentes temas, muitas reflexões se perpassam, o que não poderia deixar de ser quando falamos de uma intervenção cujo instrumento é o ser humano pois, afinal, não somos dissociados e assim não terminamos aqui e começamos ali. Nossas ações, ao nos apresentarmos no mercado de Coaching, estão amarradas entre si. Espero que gostem. Uma ótima leitura e excelentes reflexões!

---------------

Tenha uma ótima leitura.

Luciano Lannes
Editor

Veja mais:

UMA REVISTA FEITA PARA QUEM TEM TEMPO PARA LER

Se você estranhou o título deste post, e já acha que não é para você pois não tem tempo, calma que no final da leitura tudo vai ficar claro.   Nós, da Revista Coaching Brasil, somos produtores de conteúdo em uma época onde o que não falta na internet e nas livrarias é… conteúdo. Este fenômeno do excesso de conteúdo tem causado uma série de... leia mais

Outubro 2019
5 minutos

O QUE FAZ UM COACH, CONSCIENTE?

Uma pergunta interessante em tempos em que o Coaching é tão falado, comentado e com a imagem tão abalada. Trazemos a figura do “consciente”, que ao longo do texto você compreenderá a origem, para diferenciá-lo do “picareta”. Para que você possa ter mais elementos nesta análise, liberei três edições na íntegra para leitura. A edição 8 de janeiro de 2014 com a chamada... leia mais

Setembro 2019
10 minutos

QUEM PRECISA DE COACHING?

Antes de pensarmos em “quem precisa de Coaching”, é interessante lembrarmos os conceitos de Coaching. Para Timothy Gallwey: “Coaching é uma relação de parceria que revela/ liberta o potencial das pessoas de forma a maximizar o desempenho delas. É ajudá-las a aprender ao invés de ensinar algo a elas …” Na edição número 1 da Revista Coaching Brasil, cuja matéria de... leia mais

Julho 2019
2 minutos

QUANTO TEMPO DURA UM PROCESSO DE COACHING?

Extrato do artigo de Danilo Prado na edição 3 da Revista Coaching Brasil. Assinantes tem acesso completo a este e a todos os outros artigos. Tenha uma excelente leitura. ………Normalmente os coaches trabalham com 10 encontros, com duração de 60 a 90 minutos cada. Podemos até prorrogar com mais 1 ou 2 encontros, caso seja necessário. O intervalo ideal entre os... leia mais

Julho 2019
4 minutos

COMO VOCÊ LIDA COM A MUDANÇA?

Olá, trago um artigo muito interessante, escrito por Elizabeth Cerri, parte do dossiê da edição 10 que trata das mudanças. Um dos maiores desafios do ser humano é lidar com as mudanças. Por vezes ansiamos e trabalhamos por elas, mas quando chegam, as rejeitamos ou ficamos assustados. Parece um contrassenso, mas o desconhecido, por mais promissor que pareça ser, nos traz o desconhecido, e... leia mais

Julho 2019
16 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium