revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Blog

Localize rapidamente o conteúdo desejado

João não sabe se dá conta de fazer coaching porque está muito abalado

Ana Pliopas Por Ana Pliopas em 20/03/2020

Por Ana Pliopas, PhD, MCC
Coach executiva e de carreira, professora universitária e pesquisadora, supervisora de coaches
ana.pliopas@icloud.com

Nosso coach João nos traz o seguinte caso

Sempre busquei cuidar de mim e me considero uma pessoa emocionalmente equilibrada, entretanto, em meio à pandemia do COVID19, estou muito ansioso: não desgrudo das notícias, a perda financeira em meus investimentos não me deixa dormir e tenho dificuldades para me concentrar em leituras. Mudei todos os meus clientes para encontros on line, mas estou inseguro e me pergunto se estou em condições de conduzir sessões de coaching.

Caro coach João, compartilho de sua angústia e posso garantir que o difícil contexto no qual estamos traz consequências para todos nós. Pesquisadores1 já descreveram o efeito que eventos drásticos, como por exemplo destruições por terremotos, tsunamis ou ataques terroristas, têm sobre aqueles cujo trabalho é apoiar outras pessoas. Nós coaches apoiamos outros em seu desenvolvimento e dessa maneira somos incluídos nas atividades de cuidado e suporte a pessoas. Atento à natureza da atividade que desempenhamos, o código de ética da ICF esclarece que coaches devem sempre lutar para reconhecer problemas pessoais que possam dificultar, entrar em conflito, ou interferir em seu desempenho como coach.

A dúvida é: como reconhecer se seus problemas estão interferindo em seu desempenho? Dormir mal uma noite traz inconveniências; um período de dias sem dormir é incapacitante. Antes de mais nada é recomendável que você busque um profissional habilitado para um diagnóstico e eventual psicoterapia.

Mesmo que você esteja apto a continuar exercendo sua atividade de coach, é importante pensar em atividade de auto cuidado. Essas práticas obedecem ao famoso princípio quanto a despressurização em voos de avião “coloque a máscara de oxigênio primeiro em você para depois ajudar outros”. Há autores2 e 3 que sugerem atividades de auto cuidado para os profissionais que cuidam de pessoas, como professores, profissionais da saúde e psicoterapeutas. Coaches podem se beneficiar de tais sugestões.

A primeira questão é reconhecer que o auto cuidado é essencial para coaches. Além disso, é importante admitir que somos vulneráveis e atingidos pelo contexto. Alguns profissionais ignoram suas próprias necessidades e no empenho de apoiar os outros podem esquecer de si mesmos. Um outro tema de auto cuidado é evitar o isolamento profissional: contar com o apoio de outros coaches e ter um espaço seguro onde os profissionais se apoiem mutuamente é uma estratégia bastante eficaz. A ICF criou uma página4 com diferentes sugestões para coaches lidarem com o momento de crise. Especialmente instrumental para ser caso, João é o artigo de Nina Bai5, da Universidade de São Francisco, que alerta que certa dose de ansiedade pode ser útil à medida que leva as pessoas a se protegerem. Por outro lado, muita ansiedade pode levar ao pânico, que aumenta ainda mais a insegurança de todos.

Mais um alerta: já foi evidenciado1 que as pessoas ficam muito afetadas assistindo à cobertura da mídia sobre crises. Dessa maneira, talvez você possa restringir seu próprio acesso a notícias a períodos específicos e curtos. Adotei esse procedimento (15 minutos de notícias duas vezes ao dia) e tenho conseguido estar informada e ao mesmo tempo não me sinto tragada pela crise.

Em resumo, João, sua preocupação quanto a estar apto a conduzir sessões de coaching porque está afetado pela crise mostra consciência da responsabilidade que você tem frente aos seus clientes. Cabe avaliar quão incapacitado você está, com o apoio profissional de um psicoterapeuta. Além disso, essa pode der uma boa oportunidade para que o auto cuidado seja uma prioridade para você.

Desejo ótimo coaching para você!

Ana Pliopas

Para ler mais artigos de Ana Pliopas, clique AQUI

Referências:

1 - Sommer, C. A. (2008). Vicarious traumatization, trauma‐sensitive supervision, and counselor preparation. Counselor education and supervision48(1), 61-71.

2 - Skovholt, T. M., & Trotter-Mathison, M. (2014). The resilient practitioner: burnout prevention and self-care strategies for counselors, therapists, teachers, and health professionals (2nd ed.). New York: Routledge.

3 – Barnett, J. E. (2019). The ethical practice of psychotherapy: Clearly within our reach. Psychotherapy56(4), 431.

4 - COVID-19 Resources for Coaches. Retrieved from https://coachfederation.org/co...

5 - Nina, B. (2020, March 15). Feeling Anxiety About Coronavirus? A Psychologist Offers Tips to Stay Clearheaded. Retrieved March 19, 2020, from https://www.ucsf.edu/news/2020...

Veja mais:

Os 3 grandes segredos dos coaches bem-sucedidos

Dia desses conversava com alguns amigos da área, que produzem excelentes conteúdos, sobre as características das pessoas que buscam atualização na internet. Sabemos que atualmente temos uma avalanche de conteúdos, seja em textos, áudios ou vídeos. Com este volume massivo de informação as pessoas se sentem perdidas frente a tanta oferta, que acaba ocorrendo uma... leia mais

Julho 2020
9 minutos

Coaching - guia prático para não falar bobagem

O nome completo deste texto é "Coaching - guia prático para não falar bobagem e parar de chamar de Coaching o que não é". Cresce a cada dia o número de artigos, vídeos, podcasts falando sobre o Coaching, ou fazendo citações e comentários. Como é um tema que tem ganhado repercussão, jornalistas de vários veículos da mídia, produtores de conteúdo, influenciadores digitais estão... leia mais

Março 2020
32 minutos

Em que margem do rio você está?

Olá, eu tenho me dedicado ao estudo e a prática do Coaching nos últimos 12 anos, sendo que há 6 edito a Revista Coaching Brasil.  Esta vontade de fazer uma revista sobre Coaching nasceu da minha missão de compartilhar conhecimentos e apoiar pessoas verdadeiramente interessadas em desenvolvimento pessoal.  É muito gratificante receber um feedback de que o conteúdo de um... leia mais

Fevereiro 2020
9 minutos

O que fazer quando a informação abunda?

Lembra quando você era criança e precisava fazer um trabalho para a escola? Possivelmente, como para a maioria naquela época não havia internet, você fazia suas pesquisas nas enciclopédias. Conhecer, Barsa, Larousse Cultural, Ciência Ilustrada e a lista vai.... Embora a enciclopédia completa tivesse muitos volumes que adornavam nossas salas, parecia que todo o conhecimento do... leia mais

Fevereiro 2020
5 minutos

Aqueles nove anos poderiam ter sido seis meses

Muitos já conhecem um pouco de minha história. Trabalhei em uma grande multinacional alemã por 20 anos, antes de sair para montar meu próprio negócio na área de desenvolvimento humano. Aos olhos da família e amigos um exemplo de sucesso e conquistas. Aos olhos de meus pais, em particular, ambos funcionários públicos, a certeza de uma vida segura, estável e feliz. Aos vinte e um anos,... leia mais

Janeiro 2020
12 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium