revista-coaching-brasil-logo-1 icon-bloqueado icon-busca icon-edicoes icon-login arrow-down-sign-to-navigate

Blog

Localize rapidamente o conteúdo desejado

COACHING E MENTORING NA UNIVERSIDADE - Leia na edição 50

Luciano Santos Lannes Por Luciano Santos Lannes em 10/07/2017

Olá,

A Universidade é, por excelência, um ambiente de aprendizagem, criação e desenvolvimento. Assim, existe uma profunda conexão entre Coaching, Mentoring e a Universidade.

Além da contribuição dos acadêmicos para o desenvolvimento conceitual destas duas importantes metodologias de desenvolvimento pessoal e profissional, tanto o Coaching quanto o Mentoring são também de extrema utilidade no ambiente universitário, ajudando alunos na definição de propósitos e carreiras.

Para a coordenação deste dossiê, convidei Carlos Legal, querido amigo e excelente profissional, que há anos atua também na área acadêmica, a provocar esta análise, e mostrar como a Universidade está tirando o máximo proveito, apoiando seus alunos a construírem carreiras mais consistentes.

Leia a apresentação do dossiê que Carlos Legal nos preparou, onde conta um pouco sobre suas ideias, autores e os temas.

Após seu texto, segue para aqueles que ainda não sejam nossos assinantes, o link para que possam ler um dos artigos do dossiê. Selecionei o texto de Fábio Alexandre Guimarães Botteon, “Coaching e Mentoring como Recursos para Descoberta do Eu Profissional.”

Apresentação do Dossiê: Coaching e Mentoring na Universidade
Coordenação de Carlos Legal
Consultor, Coach, Palestrante e Professor de MBA
Mestre não é quem ensina, mas quem de repente aprende.” - Guimarães Rosa
carloslegal@legalas.com.br
Quando aceitei coordenar este dossiê, duas preocupações passaram a me acompanhar. A primeira, e mais facilmente resolvida, foi selecionar os autores. Contatei alguns colegas da academia e recebi indicações de professores que se mostraram imediatamente disponíveis para colaborar. E aceitaram escrever, não porque tinham grandes disponibilidades. Meus colegas professores confirmaram a tese de que se você quer que algo seja feito, peça a quem está ocupado”. Os artigos dos meus colegas professores são verdadeiras preciosidades, não só pelo critério acadêmico mas, principalmente, pelo horizonte de possibilidades que trouxeram para o Coaching e Mentoring para a formação e carreira dos estudantes. A segunda preocupação, e mais difícil de ser resolvida, foi escrever meu próprio artigo, pois sinceramente, não tenho qualquer experiência de aplicar tais metodologias para o processo de aprendizagem de alunos universitários, a não ser as aulas sobre Coaching e Mentoring que dou no MBA da FGV. Mas me senti desafiado a saber mais sobre o assunto. Então, resolvi fazer algumas pesquisas na web e conheci o Programa de Mentoring da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra – FEUC. Até tentei um contato com eles, para verificar o interesse de algum professor da FEUC, vinculado ao Programa, em escrever um artigo. Seria ótimo estabelecer um intercâmbio com eles, por meio da Revista. Infelizmente, não obtive a resposta até a data limite da entrega dos artigos.
Mas isso me atiçou uma grande curiosidade. Comecei então a pesquisar mais sobre como o Coaching e o Mentoring estão sendo aplicados nas Universidades pelo mundo. Descobri que muitas Instituições de peso possuem programas robustos de Mentoring como parte da formação de seus estudantes, algumas utilizando ex-estudantes, bem-sucedidos em suas carreiras, como mentores. Pelo pouco que vi, já deu para sentir uma “inveja branca” dos gringos.
Mas meus colegas professores diminuíram esse sentimento, ao mostrarem em seus artigos, que temos excelentes práticas nas nossas universidades. A Profa. Dra. Ana Paula Arbache, minha colega na FGV e a primeira a ser convidada, é uma das professoras mais incríveis que tenho a oportunidade de conviver. No MBA de RH em que atuamos juntos, Ana Paula é professora da disciplina mais “assustadora” do curso – metodologia científica – e orienta o TCC dos alunos. Com sua maneira humana e muito profissional, utiliza o Mentoring para apoiar e encorajar os alunos a transformarem seus trabalhos de conclusão de curso em projetos reais, com aplicabilidade prática no campo profissional. Tenho visto resultados encantadores com nossos alunos, sob a mentoria da Profa. Ana Paula.
O Prof. Dr. Fabio Botteon, outro colega da FGV, nos ajuda em seu artigo, a compreender as diferenças e sinergias entre o Coaching e o Mentoring na descoberta do Eu Profissional do estudante.
A Prof. Doutoranda Ana Pliopas apresenta como o Coaching tem sido aplicado para diminuir a evasão de alunos de ensino superior, por meio do modelo de Coaching de Persistência.
O artigo da Profa. Dra. Patrícia Bellodi, coordenadora do Programa de Tutores da Faculdade de Medicina da USP, aborda o Mentoring na jornada do estudante de medicina, uma formação e carreira tão exigente, em que a mentoria tem ajudado tanto na formação, quanto no suporte emocional desses estudantes.
E a Profa. Dra. Tania Casado, diretora do Escritório de Desenvolvimento de Carreiras da USP, nos traz uma interessante provocação com o artigo “Sem uma boa teoria não se cria uma boa prática”, mostrando, entre outras coisas, como os processos de Mentoring, Counseling, Coaching e Tutoria podem servir melhor ao desenvolvimento de carreira de estudantes.
Espero que o leitor desfrute do conhecimento maravilhoso disponibilizado por tão brilhantes professores, que generosamente, nos presentearam com suas experiências.

Desfrute deste dossiê para ampliar suas possibilidades de sucesso em suas intervenções. Para iniciar a leitura do artigo de Fábio, clique AQUI.

Tenha uma excelente leitura.

Luciano Lannes
Editor

Veja mais:

Os elefantes rosa na sala e as Constelações Sistêmicas

Em sua apresentação do dossiê da edição 79 da Revista Coaching Brasil, Claudia Miranda Gonçalves, cita: "O que torna as constelações interessantes para o mundo do trabalho e das organizações é a possibilidade que oferecem de ampliar o olhar através da inclusão de aspectos relacionais na análise das situações. As constelações foram mais longe que as planilhas de Excel, ao... leia mais

Dezembro 2019
3 minutos

QUER RESULTADOS? VÁ DEVAGAR! CONHEÇA O SLOW MARKETING

Parece um contrassenso, mas é a pura verdade. A pressa frenética nos deixa malucos, estressados, cansados e não traz resultados positivos. Um marketing agressivo, além de cansar, agride nosso público. Trazemos nesta edição o Slow Marketing, uma filosofia que ajuda você a encontrar o seu equilíbrio e passar a comunicar com seu público de uma forma muito mais harmônica, tranquila e... leia mais

Outubro 2019
2 minutos

UM POUCO MAIS SOBRE DINÂMICAS HUMANAS

Caro leitor, chegou a parte 2 sobre “Dinâmicas Humanas”. Ao todo são 12 artigos que possibilitam aos leitores terem uma excelente noção sobre o que é, como funciona e as aplicações desta metodologia apaixonante. Fátima Lisboa nos trouxe o tema e fez uma coordenação primorosa dos dois dossiês. Leia a apresentação deste dossiê, e o da edição anterior com a primeira... leia mais

Agosto 2019
12 minutos

OS PRIMÓRDIOS DA HUMAN DYNAMICS BRASIL

Para que você, que assina ou segue a Revista Coaching Brasil, comece a compreender melhor do que se trata o tema “Dinâmicas Humanas”, objeto de nossa edição 74, trago um trecho do artigo de Inês Alckmin Fonseca, intitulado “Reconhecendo as dinâmicas de clientes através de seus talentos e dificuldades”. Lembrando que esta é apenas uma pequena parte do artigo, desejando que... leia mais

Julho 2019
5 minutos

VOCÊ CONHECE AS DINÂMICAS HUMANAS?

Caro leitor, é com muito prazer que apresentamos uma abordagem muito interessante para ampliar a compreensão sobre a complexa engenharia do ser humano. Longe de ser ou de se propor como uma forma de encaixar as pessoas em moldes, as Dinâmicas Humanas propõe uma visão única, simples e complexa ao mesmo tempo. Para conhecer melhor, apresentamos duas edições para discutir o tema. Esta, a... leia mais

Julho 2019
11 minutos
O melhor conteúdo sobre Coaching em língua Portuguesa
a um clique do seu cerébro
Seja Premium